4 bancos onde você pode adiar as parcelas do empréstimo consignado

Publicado em: 07/03/2021

Como definido por lei, o pagamento do consignado é automático sendo descontado da folha de pagamento todo mês. No entanto, em função da pandemia e do novo cenário financeiro, uma exceção mudou provisoriamente essa norma. Assim, os clientes podem adiar as parcelas do empréstimo consignado ou renegociar as dívidas, nos bancos que oferecerem essa opção.

Quais bancos vão suspender os consignados? Veja a lista completa das instituições em que você pode solicitar a suspensão ou adiamento do desconto em folha.

Como ficou a supensão das parcelas do empréstimo consignado em 2021?

Foi aprovada a suspensão dos empréstimos consignados para 2021?

O Projeto de Lei de Conversão (PLV) nº 2, de 2021, decorrente de emenda substitutiva à Medida Provisória (MPV) nº 1.006, de 2020, votado e aprovado recentemente a Câmara e no Senado propõe que:


[…] que fica facultada a concessão de carência, por até 120 dias, para novas operações de crédito consignado, bem como para as que tenham sido firmadas antes da entrada em vigor desta Lei, mantida, em qualquer dos casos, a incidência, durante o período de carência, de juros e demais encargos contratados.


Portanto, embora não exista nenhuma medida de lei que obrigue os bancos a concederem essa carência, ficará a critério de cada instituição a definição das regras.

Leia também: Suspensão de parcelas do consignado só será possível após negociação

IMPORTANTE: a prorrogação das dívidas não é automática. É preciso solicitar o adiamento junto ao banco contratado.

4 bancos onde é possível adiar as parcelas do empréstimo consignado

Como solicitar pausa no empréstimo consignado?

A boa notícia é que, desde o início da pandemia (em 2020), alguns dos maiores bancos do país decidiram espontaneamente oferecer esse benefício aos seus clientes.

Saiba quais são essas instituições e como solicitar a prorrogação do pagamento.

1 – Banco do Brasil

Clientes do Banco do Brasil podem adiar as parcelas do empréstimo consignado, a partir da solicitação realizada via aplicativo ou pelo site da instituição.

O prazo estendido pode ser de até 180 dias, mas pode variar conforme o tipo de convênio e operação.

Como solicitar o adiamento do pagamento?

Os clientes interessados podem acessar o serviço pelo aplicativo do BB (disponível para Android e iOS) em “Empréstimos”, “Crédito Consignado/Pessoal”, “Contratar” e por último em “Renove seu crédito”.

Outra opção é acessar o site (acesso pela conta) na opção “Empréstimo” e “Renovação de Empréstimos”.

Em caso de dúvida e antes de prosseguir, é preciso entrar em contato pelos canais de atendimento do banco.

2 – Banese

O Banese (Banco do Estado de Sergipe S.A) definiu que o pagamento dos contratos debitados em conta-corrente, assim como os de empréstimo consignado teriam uma pausa, desde o ano passado.

A carência inicial foi de 90 dias (contados a partir de maio). O novo prazo, no entanto, não se aplica a primeira parcela das renegociações com troco.

Em novo Termo de Ajuste de Conduta (TAC) firmado com o Ministério Público de Sergipe, neste ano, a instituição se comprometeu novamente a promover a prorrogação, com suspensão, em até 90 dias, conforme pleito do consumidor.

São elegíveis, no caso do consignado, os servidores públicos estaduais, Municipais e Federais, além dos empregados de empresas privadas.

Como solicitar o adiamento do pagamento?

Para solicitar a suspensão do pagamento das parcelas, os contratantes devem acessar o aplicativo oficial do banco. O download gratuito pode ser realizado na loja Google Play ou App Store.

Depois de instalar e logar na conta, o usuário deve acessar a opção “Crédito”, “Meus Empréstimos” e “Prorrogar Parcelas”.

Em caso de dúvida e antes de prosseguir, é preciso entrar em contato pelos canais de atendimento do banco:

  • SAC: 0800 729 0722;
  • Central de Relacionamento: 4004 0001 (capitais e regiões metropolitanas) 0800 729 0001 (demais localidades).

3 – Banco Banrisul

Com ampla abrangência, o Banco Banrisul também permitiu que seus clientes adiassem o pagamento das parcelas do consignado. O pedido, no entanto, precisou ser feito até o dia 15 de maio. Após esse período, novas adesões não seriam aceitas, mas a instituição está revendo a política para este ano.

A vantagem, na época, se aplicou aos convênios vinculados à Secretaria da Fazenda (Sefaz/RS) e foi válido por 90 dias.

Como solicitar o adiamento do pagamento?

Os clientes do Banrisul precisam fazer o download do aplicativo (disponível para Android ou iOS). A solicitação pode ser feita na opção “Minha conta” ou “Afinidade”. Em seguida é preciso clicar na aba “Empréstimos” e depois em “REPAC Crédito Consignado”.

Em caso de dúvida e antes de prosseguir, é preciso entrar em contato pelos canais de atendimento do banco:

  • SAC: 0800 646 1515 ou 0800 648 1907 (deficientes auditivos e/ou de fala);
  • WhatsApp: (51) 3215 1800.

4 – Caixa Econômica Federal (CEF)

Quem precisar adiar o pagamento do empréstimo consignado contratado pela Caixa Econômica Federal (CEF) também pode fazer o pedido, através do autoatendimento sem burocracia.

A carência é de até 60 dias e se aplica somente há alguns convênios.

Como solicitar o adiamento do pagamento?

O serviço pode ser acessado pelo Internet Banking, App caixa (disponível para Android e iOS) e nos terminais de autoatendimento. O usuário deve procurar pela opção “Empréstimos”.

Em caso de dúvida e antes de prosseguir, é preciso entrar em contato pelos canais de atendimento do banco:

  • SAC: 0800 726 0101;
  • Ouvidoria: 0800 725 7474.

Outras instituições

Os bancos listados abaixo apresentaram propostas de adiamento do pagamento somente para outras linhas de crédito ou não têm opção de prorrogação da cobrança das parcelas do consignado:

  • Banco Bradesco;
  • Banco Itaú;
  • Banco Santander.

Bancos parceiros bxblue

Se você tem um contrato de empréstimo com nossos bancos parceiros, pode entrar em contato para fazer essa solicitação ou avaliar essa possibilidade (as tratativas são feitas diretamente):

BancoCapitais e regiões metropolitanasOutras regiões
Agibank3004 22210800 602 0022
Banco AL5 Bank0800 810 10010800 810 1001
Banco Banrisul0800 646 1515
Banco Bradesco3003 02370800 704 8383
Banco do Brasil4004 00010800 729 0722
Banco BMG4002 70070800 770 1790
Banco Cetelem4004 52800800 724 5904
Banco Daycoval0300 111 05000800 775 0500
Banco Olé3003 43240800 728 4451
Banco PAN4002 16870800 775 8686
Financeira BRB(61) 3322 1515
4002 6161
0800 61 3030

Quando começará a suspensão dos empréstimos consignados 2021?

Os prazos vão depender da renegociação realizada com cada instituição consignatária. Não há uma data estabelecida para início, mas é preciso observar a data de término e retorno dos descontos.

Para confirmar a pausa ou retorno da cobrança, os aposentados e pensionistas devem conferir o extrato de empréstimos consignados (que pode ser consultado online pelo Meu INSS) e os servidores públicos os respectivos emissores das folhas de pagamento.

No caso dos servidores públicos federais (SIAPE), o contracheque pode ser acessado pelo SIGEPE Servidor e Pensionista (Web) ou pelo SouGov – que irá substituir o SIGEPE.

Balanço da prorrogação dos empréstimos em 2020

Segundo dados divulgados pela Febraban (Federação Brasileira de Bancos), entre 16 de março a 24 de julho de 2020, os bancos já tinham renegociado 13,5 milhões de contratos de operações de crédito.

O somatório do saldo devedor chegou a R$ 782,3 bilhões. Quanto a soma das parcelas suspensas ou repactuadas, esse valor representou R$ 101,6 bilhões. Em comunicado divulgado na época, a instituição reforçou que:

Esses valores trazem alívio financeiro imediato para empresas e consumidores, que passaram a ter uma carência entre 60 a 180 dias para pagar suas prestações, sendo que a maioria dos agentes beneficiados com prorrogação de parcelas é representada por pequenas empresas e pessoas físicas (R$ 57,4 bilhões)


Confira também quais são os cuidados necessários e indispensáveis nestas situações.

Cuidados importantes que devem ser tomados na renegociação

Adiar as parcelas do empréstimo consignado pode trazer o fôlego necessário no curto prazo. Entretanto, é preciso ficar atento a alguns pontos: a começar pela formalização.

Por se tratar de uma renegociação da dívida que altera o seu vencimento, é de direto do consumidor exigir e ter uma comprovação de que a dívida foi renegociada. Mantidas as demais condições, a operação é entendida como a mesma.

IMPORTANTE: refinanciamentos onde há alteração de valor e mudança do prazo para o prazo original do parcelamento ou negociações que envolvam troco, estarão sujeitas à avaliação da carência e podem ser entendidas como uma nova negociação, ou seja, novo contrato que altera mais de uma condição original.

Outro ponto importante é que como a prorrogação é um entendimento das duas partes e as parcelas do empréstimo consignado têm valores fixos, não podem sofrer alteração.

Na prática, isso quer dizer que mesmo que o banco ofereça carência de qualquer período, não pode tornar inadimplente seus clientes e nem cobrar multas ou encargos. 

Leia tambémVeja dicas para suspender o empréstimo consignado

Como o pagamento do consignado está vinculado com o benefício INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e com a folha de pagamento dos servidores públicos e trabalhadores de empresas privadas, o adiamento prorrogará o vencimento da dívida.

Essas parcelas não pagas agora, geralmente, serão acrescentadas ao final do contrato. Portanto, não isentam o contratante do seu pagamento, apenas lançam sob novo vencimento. 

Como a margem consignável limita o valor do desconto mensal, as cobranças não podem ser acumuladas. Essa é uma proteção a mais que os consumidores têm de que não vão pagar valor superior, no mesmo mês.

É preciso observar também o período da suspensão do pagamento. Decorrido o prazo da carência, o desconto ocorrerá normalmente. Por isso, é recomendável ter um planejamento financeiro mínimo para não ficar no vermelho.

Em resumo:

  • Avalie todas as condições antes de fechar qualquer negociação. Salve a negociação e/ou solicite ao banco um comprovante da renegociação;
  • Confira se o valor negociado futuramente bate com o somatório das parcelas que serão prorrogadas;
  • Tenha em mente o valor será pago no futuro. Assim, é preciso considerar essa despesa;
  • Verifique também o prazo do adiamento.

Seguindo essas dicas dicas, é possível adiar o pagamento das parcelas do empréstimo consignado e ficar mais tranquilo. Agora e depois!


Quer receber as últimas notícias, em primeira mão direto no seu Whatsapp? Se inscreva gratuitamente:

Receba novidades por notificação
Receba novidades por e-mail
Seu e-mail foi cadastrado na nossa lista! 😍
Erro ao enviar, tente novamente.