Como alterar os dados bancários no SIGEPE? Veja o passo a passo

dados bancários no SIGEPE - mulher com dinheiro na carteira

Publicado em: 16/04/2021

Devido a recente reestruturação operacional de algumas instituições financeiras, os domicílios bancários foram atualizados. Com o encerramento das contas ou mudanças de agências bancárias, também se faz necessário que os servidores públicos federais (SIAPE) ou do GDF (Governo do Distrito Federal) alterem os dados bancários no SIGEPE.

Veja o passo a passo simplificado para solicitar a alteração e saiba como manter as informações financeiras em dia.

Passo a passo para os dados bancários no SIGEPE

Como posso alterar dados bancários no SIGEPE?

Quem precisar renovar os dados financeiros no SIGEPE deve seguir esse passo a passo:

  1. Acesse o Portal do Servidor ou o SIGAC;
  2. Clique na opção Requerimentos;
  3. Crie um novo Requerimento;
  4. Preencha o formulário;
  5. Gere o documento e grave o novo requerimento;
  6. Assine o novo requerimento.

Confira em detalhes cada etapa do processo que pode ser feito pelo site, online e a distância, sem necessidade de entrar em contato com o órgão empregador.

1 – Acesse o Portal do Servidor ou o SIGAC

O SIGEPE Servidor e Pensionista pode ser acessado tanto pelo Portal do Servidor, (na plataforma Gov.Br. no endereço específico https://www.gov.br/servidor/pt-br), quanto pelo SIGAC (Sistema de Gestão de Acesso). É preciso logar no perfil pessoal informando o CPF e a senha.

2 – Clique na opção Requerimentos

O pedido de atualização dos dados bancários no SIGEPE é feito via requerimento. Essa opção está disponível no menu de serviços (parte superior da tela).

Se preferir e para facilitar acessos futuros, é possível favoritar os serviços mais importantes. Assim, ficam disponíveis na tela inicial, em destaque.

3 – Crie um novo Requerimento

Para criar um novo requerimento é preciso clicar em “Solicitar”, no menu superior novo, que foi aberto.

Em seguida, basta selecionar “Alteração de Dados Bancários”.

4 – Preencha o formulário

O preenchimento das novas informações ocorrerá nesta estapa. Será aberto um formulário na tela para conferir e/ou inserir os dados.

O servidor deve preencher o formulário observando os campos obrigatórios com asteriscos vermelhos. A mudança da conta deve ser inserida a partir do campo “Número do Banco (Nova Conta Salário)”, portanto, é preciso muita atenção ao que é solicitado:

  • Conta Salário (Nova): utilizada para receber a remuneração (salário). Não informar traços, pontos ou caracteres especiais;
  • Tipo de Conta Corrente: selecionar entre “conta corrente” ou “poupança”.

Além da conta salário, é possível cadastrar ainda outra conta, na opção “Número da Agência (Nova Conta Corrente)”.

IMPORTANTE: essa conta é utilizada apenas para receber diárias e passagens e outros pagamentos que não o salário recorrente.

5 – Gere o documento e grave o novo requerimento

Depois de preencher as atualizações necessárias, clique em “Gerar documento”. Isso fará com que uma cópia do novo requerimento seja carregado na mesma tela para conferência.

Se estiver tudo correto, para finalizar o processo basta clicar em “Gravar”. O passo seguinte será o de incluir um documento comprobatório.

Para dar sequência é preciso clicar em “Incluir anexo”. O servidor deve selecionar um comprovante de conta bancária em “tipo de documento” e anexar a comprovação atualizada relacionada. Depois, basta clicar novamente em gravar.

6 – Assine o novo requerimento

Os dois últimos passos desta etapa são:

  1. Selecionar o requerimento e o anexo e assiná-los, ao clicar em “Assinar em lote”. Para isso, utilize o CPF e a senha do sistema ou o login do certificado digital.
  2. Para enviar para a análise, selecione o requerimento, o anexo e a caixa “Registrar ciência”.

Para qualquer outra informação, o titular deve entrar em contato com a Unidade de Gestão de Pessoas. Na dúvida sobre os contatos, a consulta pode ser feita pelo Portal do Servidor, a partir do recurso “Localizar Unidade de Gestão de Pessoas“.

Não há um prazo entre a análise e aprovação porque depende muito da demanda.

Quem deve alterar os dados bancários no SIGEPE?

O próprio servidor ficará responsável pelas atualizações de dados pessoais e/ou financeiros. A regra é a mesma para os aposentados e pensionistas.

Em nenhuma ocasião do recadastro é preciso disponibilizar senhas bancárias. Para efetuar os pagamentos na conta-salário são necessários apenas:

  • nome completo do servidor, aposentado ou pensionista beneficiado;
  • CPF do titular da conta;
  • banco (pode ser identificado também pelo código da instituição);
  • agência (com o DV ou dígito verificador);
  • conta bancária (com o DV ou dígito verificador).

Como saber se os dados financeiros foram alterados?

Para conferir se os dados estão renovados, o servidor federal pode conferir essa informação na prévia do contracheque.

Entre o pedido da atualização e a efetivação pode ocorrer um intervalo que coincidirá ainda com o período de fechamento e/ou pagamento da folha. Esse pode ser o motivo do pagamento não ocorrer logo após o preenchimento e aprovação do requerimento.

Estando tudo correto, esse dado será atualizado no contracheque SIAPE e o titular passará a receber o salário na nova conta indicada.

O que pode acontecer se os dados bancários ficarem desatualizados no SIGEPE?

O primeiro problema é a divergência do cadastro. Fora isso, a não atualização dos dados bancários no SIGEPE pode impactar diretamente no recebimento do pagamento da remuneração mensal.

Nesta situação, pode ocorrer:

  • Estorno do valor: ao transferir o valor para uma agência ou conta bancária inexistente, o valor será estornado, ou seja, devolvido ao órgão pagador;
  • Suspensão do pagamento: após sucessivas tentativas de pagamento, o órgão pode bloquear a transferência até que seja feita a regularização do cadastro.

IMPORTANTE: vale lembrar ainda que nenhum órgão está autorizado a fazer o pagamento do salário por outro meio que não o registrado no cadastro do SIGEPE. Portanto, não é possível receber o valor em espécie, via cheque ou transferência na conta de terceiros.

Conta bancária para recebimento do empréstimo consignado

Outro ponto relevante sobre a atualização de dados na base do SIGEPE é quanto a conta bancária para recebimento do empréstimo consignado.

Assim como no caso do pré-requisito da indicação correta da conta-salário para recebimento dos proventos, para que o dinheiro seja creditado na conta corrente é preciso que esses dados também constem atualizados no contracheque.

Se informada uma conta corrente errada, com dados faltantes ou ainda sem movimentação, o empréstimo pode ser negado ou o valor solicitado pode demorar mais para cair na conta.

Por esse motivo, é sempre recomendável conferir os dados financeiros e cadastrais no SIGEPE/SIGAC e alterar sempre que necessário.

Veja também: como ficará o trabalho dos servidores pós pandemia?


Para continuar a receber notícias em primeira mão sobre o funcionalismo público, você que é servidor público federal (SIAPE) pode se inscrever em nosso canal exclusivo. Se inscreva GRATUITAMENTE aqui para receber notícias selecionadas via WhatsApp.