Saiba o impacto do aumento da Selic para o empréstimo consignado

Publicado em: 19/03/2021

A principal notícia econômica desta semana veio diretamente do Banco Central: após seis anos, o Copom (Comitê de Política Monetária) elevou a taxa básica de juros da economia em 0,75 ponto percentual, que passou de 2% a 2,75%. O aumento da Selic já era esperado pelo mercado e a decisão do Copom foi unânime.

O importante, agora, é entender o impacto do aumento da Selic sobre outros indicadores e taxas – como no caso dos juros do empréstimo consignado.

O que é a taxa Selic?

O primeiro passo para compreender as particularidades da taxa básica de juros é entender o significado dos juros. Em resumo, o juro nada mais é que o custo do dinheiro.  

No Brasil, a taxa básica de juros é chamada de Sistema Especial de Liquidação e Custódia ou simplesmente Selic. A Selic diz respeito à taxa de juros apurada nas operações de empréstimos de um dia entre as instituições financeiras que utilizam os títulos públicos federais como garantia.

A taxa básica de juros tem diversas finalidades, em especial, controlar a inflação e determinar o rumo do mercado de crédito. O índice é utilizado para controlar os juros aplicados em operações financeiras como investimentos, empréstimos e financiamentos.

Ou seja, os bancos utilizam a taxa básica como parâmetro para cobrar pelos serviços financeiros prestados.

Por que o Copom decidiu pelo aumento da Selic?

A elevação da taxa básica de juros da economia ocorreu após reunião na última quarta-feira, 17/03. Para decidir a favor do aumento da Selic, o órgão do Banco Central considerou uma série de fatores.

De acordo com o Copom, os mais recentes indicadores (como o do PIB) apontam para a “recuperação consistente da economia”, mas o Comitê explicou que ainda não é possível notar todos os efeitos decorrentes do agravamento da pandemia da covid-19.

Atualmente, no mês de março de 2021, o Brasil vive o pior momento da pandemia, com mais de 280 mil mortos pela covid e milhares de cidades com restrições ao comércio e à indústria como forma de tentar conter a propagação do vírus. Assim, afirmou o órgão, a incerteza sobre o ritmo de crescimento da economia permanece elevada, sobretudo para o primeiro semestre do ano.

A maior surpresa na decisão do Copom foi em relação ao percentual: os analistas esperavam uma elevação na casa de 0,50 ponto percentual, e não 0,75.

E, ainda mais, o Comitê já sinalizou que na próxima reunião deve promover um novo ajuste, mais uma vez de 0,75 ponto percentual.

O que acontece agora que o Copom elevou a taxa Selic?

Como a taxa básica de juros está diretamente ligada às operações que têm os títulos públicos federais como garantia, a sua alteração modifica, por consequência, a rentabilidade dos títulos. Se a rentabilidade dos títulos muda, significa que o custo de captação dos bancos também muda.

Assim, se a taxa Selic diminui, diminui o custo de captação dos bancos, e por isso conseguem emprestar dinheiro a juros menores. Mas o inverso também é válido: o aumento da Selic encarece o custo de captação e por isso os bancos repassam esta diferença para o mercado, emprestando dinheiro a juros maiores.

Como ficam os juros do consignado diante do aumento da Selic?

Essa modalidade de empréstimo tem suas parcelas mensais descontadas diretamente do pagamento do interessado – no caso de aposentados ou pensionistas do INSS, o valor é descontado do benefício; já no caso de servidores públicos ou trabalhadores celetistas, o desconto é direto na folha de pagamento.  

É em razão dessa característica, que torna o consignado um empréstimo com risco quase nulo para os bancos, diante da adimplência dos contratos, que as taxas de juros são uma das menores do mercado.

Leia também: Como funcionam as taxas de juros do empréstimo consignado?

Mas agora que você já entendeu a dinâmica da taxa Selic com as demais taxas, fica fácil compreender o motivo pelo qual elevar a taxa básica de juros leva os juros de diferentes operações no mercado financeiro a subirem também.

Dessa forma, os juros cobrados em financiamentos, empréstimos e cartões de crédito, por exemplo, ficam mais altos. Não seria diferente, assim, com os juros do empréstimo consignado.

Vale ressaltar, no entanto, que o efeito da alta da Selic sobre as demais taxas não é imediato, tampouco idêntico.

O mercado leva ainda um tempo para “se ajustar” à nova realidade, e não necessariamente as instituições financeiras irão aumentar os juros no mesmo 0,75 ponto percentual conforme definido pelo Copom para a Selic.

Por que é importante comparar as taxas de juros do empréstimo consignado?

Independentemente de qual será o aumento dos juros do consignado, fato é que ele ocorrerá, e para todos os que precisam ou querem um empréstimo nesta modalidade, quanto antes a operação for realizada, maiores as chances de obter um contrato com juros menores.

Como consumidor, é sempre importante assegurar a contratação do melhor empréstimo consignado, levando em consideração as necessidades, valores, condições de pagamento e o Custo Efetivo Total (CET) da operação.

Diante do atual cenário que aponta para o aumento contínuo da taxa Selic, âncora das demais taxas do mercado, comparar as opções disponíveis no mercado para empréstimos consignados torna-se imprescindível.

Confira: Como reduzir o valor da parcela de um empréstimo consignado?

Destaca-se, ainda, o fato de que as taxas de juros podem variar de acordo com o convênio e condições do contrato, a idade do contratante, o montante que será emprestado, e o prazo de pagamento escolhido, por exemplo.

Assim, ao comparar as diferentes taxas de juros que são cobradas por cada banco é possível encontrar a melhor proposta do mercado.

A bxblue pode te ajudar a contratar o consignado que você está precisando! Compare propostas de crédito consignado de diferentes bancos e escolha a melhor para você: simule agora o seu consignado.


Quer receber as últimas notícias, em primeira mão direto no seu Whatsapp? Se inscreva gratuitamente:

Receba novidades por notificação
Receba novidades por e-mail
Seu e-mail foi cadastrado na nossa lista! 😍
Erro ao enviar, tente novamente.