Como comparar um empréstimo consignado?

Publicado em: 25/08/2021

Contratar um empréstimo é uma das decisões mais importantes que um consumidor pode fazer. Isso porque, além de serem dívidas de longo prazo, uma modalidade pode ter grande diferença em relação à outra. Assim, comparar um empréstimo pode ajudar a tomar uma decisão financeira mais acertada. Mas o que deve ser avaliado?

De início, vale destacar o que é comparar neste contexto econômico: significa, de forma simplificada, examinar ofertas distintas buscando estabelecer semelhanças e diferenças, de modo a conseguir pontuar quais as vantagens e as desvantagens de cada uma.

Mesmo no caso do empréstimo consignado, que já tem as menores taxas de juros do mercado, há grande diferença entre o que é cobrado por cada instituição financeira.

Com a grande variação dos custos de um empréstimo pessoal, comparar as taxas de juros entre os bancos se torna um passo indispensável para ter a melhor operação.

Descubra abaixo como comparar um empréstimo e garantir as melhores condições para o bolso.

Inscreva-se para receber conteúdos exclusivos e tomar melhores decisões financeiras
Erro ao enviar, tente novamente.

O que avaliar quando for comparar um empréstimo?

Uma parte muito importante do planejamento financeiro é avaliar o crédito certo para cada tipo de necessidade.

Esse cuidado pode evitar a ter dívidas maiores, considerando que algumas modalidades têm taxas de juros mais caras. Dessa forma, ao comparar um empréstimo também é possível economizar dinheiro.

Veja o que deve ser comparado antes de fazer um empréstimo:

  • Taxa de juros;
  • Custo Efetivo Total (CET);
  • Condições dos bancos.

Taxa de juros

Talvez pareça óbvio, mas ao comparar um empréstimo a primeira coisa a se fazer é comparar a taxa de juros. E isso tanto em relação às diferentes modalidades quanto aos bancos.

A taxa de juros do cartão de crédito convencional pode chegar a ser até 10 vezes maior que a do cartão consignado, por exemplo. 

Além disso, mesmo com toda a regulamentação do mercado financeiro, é preciso lembrar que cada instituição tem autonomia para determinar a sua política de crédito. Ou seja, a oferta de crédito estará condicionada às exigências e condições estabelecidas pela instituição escolhida.

No caso do empréstimo consignado, a taxa de juros nominal é regulada por um teto. Aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) pagam até 1,80% ao mês e servidores públicos até 2,05% ao mês.

Entretanto, a taxa de juros é somente um dos componentes do valor a ser pago pela dívida total.

Ao comparar um empréstimo, é preciso avaliar principalmente o Custo Efetivo Total ou CET.

Custo Efetivo Total (CET)

Diferentemente do que muita gente imagina, as taxas de juros não são os únicos custos envolvidos em uma operação financeira. Assim, para se ter ideia real de quanto será pago, é necessário verificar o Custo Efetivo Total da dívida.

O valor total a ser pago por um financiamento ou empréstimo pode envolver diversos custos como: taxas de juros, análise, abertura de crédito e administrativas. Além disso, podem ser cobradas taxas de manutenção do cadastro, impostos sobre operações financeiras entre outros. 

Essas informações devem estar claras em toda comunicação das instituições financeiras. Embora isso esteja determinado em lei, o que ocorre na prática é que, ao comparar um empréstimo, geralmente, o interessado só compara a taxa de juros.

Uma taxa de juros mais barata pode tornar o CET mais barato. Entretanto, se os demais custos forem mais caros, o empréstimo pode sair num valor mais alto – o que pode não ser tão vantajoso.

Empréstimos mais caros terão parcelas mais altas mesmo que o número de parcelas seja maior. 

Por isso, antes de contratar uma linha de crédito, o consumidor deve observar todas essas informações, afinal, a taxa de juros é uma pequena parte do custo total.

Condições dos bancos

Tirando a taxa de juros e o CET, outra dica é avaliar as demais condições oferecidas pelos bancos.

Os prazos máximos para pagamento não costumam mudar de uma instituição para outra. Enquanto beneficiários do INSS podem parcelar o contrato do empréstimo consignado em até 72 meses, servidores públicos tem até 96 meses para quitar a dívida do consignado. 

No caso do empréstimo consignado, o pagamento já é facilitado pelo desconto automático no contracheque ou benefício INSS

Entretanto, alguns bancos podem oferecer condições exclusivas como: carência para pagamento da primeira parcela, programas de milhares e descontos para o cartão de crédito consignado.

Outro benefício é que ao comparar um empréstimo é possível descobrir os bancos que atendem determinados convênios.

Isso porque nem todas as instituições atendem servidores estaduais e municipais, por exemplo. Além disso, é possível descobrir as propostas de crédito pré-aprovadas, de acordo com a renda informada e margem consignável disponível.

É importante, assim, que o consumidor considere outras opções antes de fechar um empréstimo com o primeiro banco. Com isso, pode-se economizar dinheiro, pagando taxas de juros mais baratas e ter outras vantagens.

3 motivos para comparar o crédito pessoal

Decisões financeiras inteligentes passam sempre por escolhas estratégicas. Em outras palavras, nem sempre uma linha de crédito que é boa para uma pessoa, pode ser a melhor para outra.

Quem recorre a um empréstimo pode estar passando por alguma dificuldade financeira, ou deseja resolver pendências mais rapidamente. Assim, diante da ansiedade em encontrar uma solução, não tão raro as escolhas são mal feitas.

Por isso, veja a seguir alguns dos principais benefícios de se comparar um empréstimo antes de contratá-lo.

1. Garantir a melhor oferta de crédito

Quem precisa de dinheiro, quer a melhor opção para o bolso. Limite de crédito, taxa de juros, CET, prazos para pagamento, tudo influencia na escolha do melhor crédito.

Ao fazer uma escolha financeira inteligente, é mais fácil manter o orçamento pessoal ou familiar em dia. Apesar de ser uma dívida de longo prazo, um empréstimo deve ser visto como algo que irá contribuir para a conquista do objetivo.

Pagar dívidas, trocar dívidas mais caras, tirar o nome dos cadastros de restrições ao crédito, fazer viagens, pagar os estudos, dar entrada em uma casa própria. Independentemente do motivo, certamente há um crédito pessoal que vai atender às necessidades do consumidor.

2. Descobrir o melhor banco para empréstimo

Existe pelo menos uma opção de crédito mais indicada para cada tipo de necessidade. Por outro lado, vários bancos para cada tipo de modalidade de crédito. Então, como descobrir o melhor para para um empréstimo?

Ao fazer uma simulação de empréstimo consignado online, é possível definir quanto precisa e em quanto tempo quer pagar. Com o simulador online da bxblue, o consumidor encontra ofertas de diversos bancos para comparar seu empréstimo.

Sabendo qual banco pode atendê-lo, ainda pode comparar as taxas de juros, CET e condições de cada um. Simples assim, na tela do seu computador ou celular e em poucos minutos.

3. Economizar dinheiro

Ao buscar linhas de crédito alternativas e pesquisar em diferentes bancos o consumidor pode economizar muito dinheiro no fim. As taxas e custos praticados pelas instituições financeiras são muito diversos e têm um impacto significativo no tanto que irá custar o crédito.

E para não errar na hora de contratar um empréstimo consignado, faça antes uma simulação online. Ganhe tempo e dinheiro, contratando nos melhores bancos e com as melhores condições.


Quer receber as últimas notícias, em primeira mão direto no seu Whatsapp? Se inscreva gratuitamente: