Como liberar margem consignável? Saiba como ter seu novo crédito

Está sem margem para um novo empréstimo? Precisa de dinheiro? Veja na prática como liberar margem consignável. Simule e contrate online!

bxblue - cédulas de dinheiro, montante de dinheiro, como liberar margem consignável

Quem já utilizou toda a margem disponível e ainda precisa de dinheiro, sabe o que é passar por isso. No entanto, a boa notícia para aposentados e pensionistas da Previdência Social, funcionários públicos e de empresas privadas que podem contratar o empréstimo consignado, é de que existem alternativas para isso.

Veja aqui, com dicas práticas, como obter novo crédito ou dinheiro extra com o crédito consignado sem se prejudicar financeiramente.

Como liberar margem consignável facilmente?

Quando uma das pessoas das categorias elegíveis tem empréstimos ativos e já comprometeu 35% de sua renda com consignados, as instituições financeiras não têm permissão para autorizar novos créditos. Portanto, se o interesse persistir, é preciso liberar margem consignável ou pesquisar outras modalidades.

Isso acontece porque como definido por lei,  existe um teto fixado, ou seja, um limite de 35% calculados sobre o salário ou benefícios previdenciários líquidos, para o pagamento deste tipo de crédito que tem o desconto direto na folha.

Ainda quanto a margem consignável, 5% do que pode ser comprometido é de uso exclusivo do cartão de crédito. A diferença, portanto, é aquela que pode ser utilizada para os empréstimos e pode corresponder a um ou mais contratos ativos.

Os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) podem ter até 10 contratos ao mesmo tempo, sendo:

  • 9 (nove) linhas de empréstimo;
  • 1 (um) cartão de crédito consignado.

Atingindo o limite definido pelas regras, a margem fica indisponível. Na prática, não é possível aumentar a margem. Isso só ocorre quando há o reajuste salarial anual e consequente aumento da aposentadoria ou pensão.

Eventualmente, mudanças provisórias na lei também podem atualizar a margem consignável, como quando a margem passou a ser de 40%. No entanto, neste último caso é preciso tratar como uma exceção.

Descubra como é possível contratar um novo empréstimo consignado mesmo sem margem.

Simule seu empréstimo consignado

O que você quer descobrir?

Seu convênio:

Qual é a sua margem consignável?

Em quantas parcelas?

Em quantas parcelas?

Em quantas parcelas?

Empréstimo de até

R$

Proposta sujeita à confirmação de margem consignável

3 opções para liberar margem consignável

Como a margem consignável é uma proteção contra o endividamento e o consignado é uma das linhas de crédito pessoal com as menores taxas de juros do mercado, vale consultar as formas para liberação da margem:

1 – Refinanciamento do contrato

O refinanciamento do contrato é um jeito de obter crédito com o empréstimo atual sem precisar assumir um novo empréstimo.

É uma possibilidade para quem já quitou parte do empréstimo e quer continuar com a mesma instituição financeira.

O cliente tem a opção de refinanciar o(s) contrato(s) atual(ais) e até unificá-los e ainda sair com a diferença em dinheiro. É como se um novo empréstimo fosse feito, onde o prazo volta ao seu prazo original.

Assim, por exemplo, se um beneficiário INSS que parcelou em 84 meses e já tiver uma parte do contrato paga, pode voltar ao parcelamento original. O valor já descontado da aposentadoria ou pensão, retorna como um troco.

Conforme as parcelas mensais são pagas, o saldo devedor diminui e o limite aumenta. Quanto maior for a parte quitada, maior será o limite liberado.

O refinanciamento do empréstimo consignado precisa respeitar as novas regras determinadas pelo Serviço de Registro de Crédito Consignado (SRCC).

No mais, cada banco pode ter suas próprias regras. Alguns, inclusive, podem estipular um troco mínimo. Uma vez que um novo contrato será feito, taxas de juros menores podem ser negociadas – o que também ajuda a liberar margem consignável.

Caso queira refinanciar um contrato de empréstimo consignado, o cliente deve procurar o próprio banco, que tem direito de reavaliar a proposta. Entretanto, se quiser trocar de banco, a portabilidade de crédito pode ser uma opção ainda melhor.

2 – Portabilidade de crédito

A portabilidade de crédito acontece quando o contratante decide transferir o empréstimo consignado do banco inicial para outro. O mesmo pode ser realizado com os contratos de financiamento ou arrendamento mercantil.

O Governo criou a portabilidade em 2013, para incentivar a concorrência entre as instituições financeiras. Dessa forma, ampliou o poder dos clientes que agora têm mais autonomia para decidir em qual banco permanecer. Outra vantagem é, sem dúvida, a pesquisa para garantir as melhores taxas de juros.

Com a portabilidade, que pode ser solicitada por qualquer uma das categorias elegíveis ao consignado, o contrato vigente no banco A é quitado pelo banco B e o titular assume uma nova dívida, com a atual consignatária.

Tudo isso precisa ser formalizado em contrato, é claro, para que ocorra a averbação.

Ao migrar a dívida para outro banco, o contratante também pode refinanciá-lo e verificar a possibilidade de troco. Portanto, liberar margem consignável a partir da portabilidade é mais uma alternativa viável.

3 – Quitação antecipada

Muitos consumidores também tem optado pela quitação antecipada para liberar margem consignável. A antecipação é um direito previsto no Código de Defesa do Consumidor e é isenta de cobranças adicionais.

Ao trazer a dívida para o tempo presente, os juros futuros são descontados. Ao fazer a conta, isso quer dizer que o empréstimo fica mais barato porque não terá a incidência de outras taxas, encargos e outros valores que compõe o Custo Efetivo Total (CET).

Para quitar o contrato atual basta que o cliente entre em contato com a instituição financeira e solicite a quitação parcial ou total.

A consignatária deve informar o saldo devedor da dívida, normalmente informado no DED (Demonstrativo de Evolução da Dívida), bem como emitir o boleto para pagamento.

A quitação deve ser efetuada com o pagamento de um boleto a parte. Ao identitifcar o pagamento, o contrato é atualizado e a nova margem correspondente é liberada.

O prazo para liberação da margem varia de 3 a 5 dias úteis. Depois disso, o solicitante fica livre para dedidir como, quanto e quando utilizar a margem consignável disponível novamente.

Não sendo possível nenhuma das recomendações citadas os beneficiários INSS, servidores ou trabalhadores formalizados podem solicitar ainda o cartão de crédito consignado.

Nesta caso não há a liberação da margem, no entanto, como o cartão tem margem exclusiva é outra forma de acesso a dinheiro extra. O cartão consignado pode ser utilizado para os parcelamentos convencionais ou seu limite pode ser sacado em dinheiro.

Margem consignável para cartão de crédito consignado

O cartão de crédito tem a margem consignável exclusiva no valor de 5% da renda líquida mensal do titular. A lógica dos descontos automáticos é como a do empréstimo: ao usar o cartão, o limite de 5% referente a margem é quitado automaticamente.

Se os gastos forem superiores é emitida uma fatura para pagamento a parte. Uma dica básica para não entrar em dívidas é limitar os gastos ao valor da margem de 5%.

Sua solicitação pode ser feita mesmo por quem está negativado ou tem outras dívidas abertas ou atrasadas. Não há consulta ao SPC ou Serasa em nenhum dos casos.

Simule seu limite do cartão consignado

Seu convênio:

Valor do seu benefício

Valor do seu salário

Limite de até

R$

Proposta sujeita à confirmação de margem consignável

Sendo assim, o cartão consignado pode ser entendido como uma “margem complementar” já que os interessados podem utilizá-lo simultaneamente, junto aos demais empréstimos.

Outras linhas de crédito pessoal

Se não for possível liberar margem consignável outra linha de crédito mais acessível é a da antecipação do Saque-Aniversário do FGTS (Fundo Garantidor por Tempo de Serviço).

Quem tem saldo disponível nas contas ativas ou inativas do FGTS e fizer a adesão pela modalidade do Saque-Aniversário pode receber até 5 parcelas anuais, antecipadamente.


Saiba tudo de empréstimo consignado e confira dicas para organizar sua vida financeira no canal da BX Blue no YouTube: inscreva-se gratuitamente aqui.


Redação BX Blue

Redação BX Blue

Somos especialistas em empréstimo consignado e focados em divulgar informações úteis para as suas finanças.

Quer fazer um empréstimo consignado?

A bxblue pode te ajudar a contratar o consignado que você está precisando! Compare propostas de crédito consignado de diferentes bancos e escolha a melhor para você.

Simule seu consignado