Como consultar a situação do benefício INSS pela internet?

situação do benefício INSS - casal usando notebook

Publicado em: 02/08/2021

Enfrentar o trânsito, pegar filas, ficar exposto ao sol e à chuva: não é preciso mais passar por tais inconvenientes para descobrir a situação do benefício INSS. Afinal, já há alguns anos, quase todos os atendimentos do instituto podem ser realizados também pelos canais online.

Contudo, muitas pessoais podem ter dificuldade na hora de utilizar os serviços na internet. E para ajudar os aposentados e pensionistas a aproveitarem ao máximo as funcionalidades das páginas da Previdência Social, abaixo há o passo a passo para ver a situação do benefício INSS sem ter que ir a uma agência.

A boa notícia é que é mais fácil do que se pode imaginar. Continue a leitura e comprove.

Cadastre-se para não perder nenhuma novidade do INSS
Erro ao enviar, tente novamente.

Quais são os status dos pedidos de benefício INSS?

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) emite diversas categorias de pagamentos a seus segurados. Assim, existem as pensões, as aposentadorias, os afastamentos, os auxílios-doença, os salários-maternidade etc.

Dessa forma, milhares de pessoas todos os dias fazem pedidos de benefícios previdenciários. Como consequência, quem faz uma solicitação também quer acompanhar o andamento dos processos e, é claro, ver qual será a resposta do órgão.

Mas antes de navegar nas ferramentas virtuais, é preciso entender o que significam as possíveis respostas sobre a situação do benefício INSS. Assim, independentemente do canal utilizado, a resposta do instituto virá de uma das seguintes maneiras:

  • Pré-habilitado: significa que a solicitação entrou oficialmente para o sistema;
  • Habilitado: atenção para essa palavra porque é comum o usuário se confundir. Ou seja, o status “habilitado” quer dizer que o pedido está apto para a avaliação do INSS. Isso ainda não é uma liberação, mas um sinal de que o processo continua tramitando;
  • Deferido/Concedido: essas são as expressões que aparecem nas plataformas quando a solicitação foi de fato aceita. Neste caso, o segurado pode comemorar porque significa que irá receber o benefício requerido. Mas é preciso paciência: aguardar a carta de concessão porque o primeiro pagamento pode demorar até 90 dias, dependo do tipo de provento pleiteado;
  • Indeferido: nesse caso, o INSS está negando a concessão do benefício. Junto com a negativa, virá uma explicação dos motivos. Porém, se o segurado não conseguir entender ou até mesmo discordar das razões, pode ser bem interessante consultar um advogado previdenciário para maiores orientações acerca das alternativas disponíveis;
  • Indeferido em parte ou indeferido parcialmente: aqui, o sistema aponta que uma parcela do pedido foi recusada. Nessa situação, existe a alternativa de recurso junto ao INSS e até mesmo ações judiciais. Aliás, o mesmo também vale para o indeferimento total, mencionado no tópico anterior.

Leia também: Como ocorre a concessão de benefício do INSS na Justiça?

O que é preciso para consultar a situação do benefício INSS?

O segurado irá precisar do número do benefício do INSS ou do CPF para saber em que estágio está o seu provento ou pedido. Com um desses dados, o usuário consegue examinar o status da remuneração por telefone, pelo aplicativo INSS ou pelo site.

Dessa maneira, quem já recebe o pagamento do INSS e quiser pesquisar a situação atual pode utilizar o número do benefício mesmo. Quando a remuneração é autorizada, o instituto gera esse código.

Por sua vez, os beneficiários que ainda esperam uma resposta devem utilizar o CPF quando forem entrar nos sistemas online ou até mesmo tirar a dúvida por telefone, ligando para Central do INSS.

No entanto, os segurados que já recebem também podem usar o CPF, caso não se lembrem qual é o número do benefício.

Mais um ponto que merece atenção: todas as informações citadas acima valem apenas para os casos administrativos, isto é, extrajudiciais. Portanto, se o segurado tem uma ação processual contra a Previdência em andamento, a recomendação é consultar os advogados responsáveis pelo processo.

Passo a passo para verificar a situação do benefício INSS

As consultas sobre os benefícios são uma prerrogativa do segurado. Dessa forma, os usuários do INSS sempre puderam verificar a condição de cada pagamento. No entanto, nos últimos anos esses serviços começaram a operar também pela internet, de modo a facilitar o acesso aos cidadãos e também reduzir custos do órgão previdenciário.

Apesar de ser uma grande facilidade, muita gente ainda não consegue mexer nas ferramentas sem ajuda. Por isso, o guia em forma de passo a passo explica como fazer a consulta pela internet, que tanto pode ser pelo site da Previdência quanto pelo aplicativo Meu INSS.

Passo a passo para consulta do benefício INSS no app

Lançado em 2018, o Meu INSS é um aplicativo que permite a consulta de várias informações, inclusive a situação do benefício do INSS. Para quem nunca acessou a interface, vai ser preciso se cadastrar no sistema, seguindo as recomendações para criar a senha do Meu INSS e a identificação para login.

Os que já navegaram na plataforma antes devem seguir os seguintes passos:

  1. Entrar com login e senha;
  2. Clicar na página inicial em “acompanhar pedido”;
  3. Vai aparecer outra página com o botão “Entrar”. Clicar nele;
  4. Preencher o número de CPF no espaço em branco indicado e ir para avançar;
  5. Depois, é só apertar “Situação do benefício” e verificar qual é o status do pedido.

Passo a passo para a consulta do benefício INSS no site

Também está à disposição do segurado o site do INSS. Nele, com o CPF e a data de nascimento, o usuário descobre o status de seu pagamento ou pedido de pagamento:

  • Acessar o endereço eletrônico da Previdência Social (www.gov.br/inss/pt-br);
  • Ir para a aba “Serviços”;
  • Acionar a opção “Consulta de situação do benefício INSS”;
  • Em seguida, apertar no botão “Acompanhar Pedido”.

Então, irá aparecer uma das quatro opções mencionadas no início deste texto (pré-habilitado, habilitado, deferido/concedido, indeferido ou parcialmente indeferido).

Canais de atendimento para dúvidas

É viável tirar dúvidas por telefone ou através da assistente virtual do aplicativo Meu INSS. Veja em detalhes como pedir aquele bem-vindo apoio:

Central de Atendimento 135

O segurado tem a opção de ligar para o INSS, usando para isso a central de atendimento 135, que é o contato telefônico da Previdência. Nessa modalidade de acesso, também vai precisar do CPF.

Quem telefona pelo celular paga o custo de uma ligação local. Por sua vez, por telefone fixo ou orelhão, nenhuma cobrança é feita.

Chatbot Helô

Mais um caminho para esclarecer as dúvidas é por meio da assistente virtual da Previdência, que fica disponível no app Meu INSS. Assim, para conversar com a Helô, basta clicar no ícone dela que fica no cantinho direito do aplicativo. Para passar as informações, a Helô também vai pedir o CPF.

Portanto, os segurados do INSS não precisam ir até agência, uma vez que toda a situação do benefício INSS pode ser acompanhada à distância, bastando o acesso à internet.


Se você é beneficiário INSS e não quer perder informações relevantes, pode receber notícias selecionadas direto no seu WhatsApp.  Clique aqui para se inscrever GRATUITAMENTE.