9 cursos gratuitos para sair das dívidas

cursos gratuitos para sair das dívidas

Publicado em: 10/10/2021

Diversas pesquisas dos últimos meses apontam a situação de aperto financeiro das pessoas, especialmente após a crise sanitária da covid-19. Em casos tais, toda ajuda é bem-vinda e pode significar um alívio para o bolso. É neste contexto que ganha importância a divulgação de cursos gratuitos para sair das dívidas – afinal, quando há dificuldade para quitar até mesmo contas básicas do dia a dia, pagar por cursos pode estar longe do alcance.

Ao contrário do que se pode imaginar, o mundo das finanças não precisa ser um mistério. Mais do que saber lidar com contas matemáticas complexas e decorar regras do mercado, a educação financeira passa, essencialmente, pela mudança de comportamentos e hábitos, bem como possuir conhecimentos mínimos necessários que levam a melhores escolhas financeiras.

Para contribuir nesta jornada rumo à paz e ao equilíbrio financeiro, reunimos abaixo uma lista de cursos gratuitos para sair das dívidas. São cursos totalmente online e de instituições e órgãos reconhecidos em todo o país.

Inscreva-se para receber mais conteúdos de finanças pessoais
Erro ao enviar, tente novamente.

Por que a educação financeira é importante?

Uma pesquisa da FecomercioSP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo), divulgada neste mês de outubro de 2021, apontou que de cada 70% das famílias residentes na capital paulista estão endividadas (7 em cada 10).

Também deste 2º semestre, uma pesquisa da CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) e do SPC (Serviço de Proteção ao Crédito), em parceria com a Offerwise Pesquisas, mostrou que o percentual de idosos que deixaram de pagar ou pagaram uma conta com atraso aumentou quando comparado à edição de 2018, passando de 36,7% para 53,6%.

Entre as causas para o aumento do índice estão a diminuição da renda (própria ou de algum familiar) e a falta de planejamento com os gastos.

Se, por um lado, fatores externos e alheios à vontade da população – como a inflação dos preços de produtos e serviços ou a diminuição da renda – afetam sobremaneira o orçamento familiar, por outro lado a educação financeira é um dos principais instrumentos ao alcance das pessoas em tempos turbulentos na economia.

É por meio dela, inclusive, que se soluciona a falta de planejamento com os gastos, que tanto tem prejudicado a vida financeira das pessoas da terceira idade.

9 cursos gratuitos para sair das dívidas

Levando em consideração a importância da educação financeira, diversas instituições oferecem formações online e gratuitas na área de finanças, que ajudam a colocar as contas em dia e até mesmo dar o pontapé inicial no universo dos investimentos.

Mais adiante, é possível conferir exemplos de cursos gratuitos para sair das dívidas oferecidas por instituições como Fundação Getúlio Vargas, Banco Central, Escola Nacional da Defesa do Consumidor e da própria Bolsa de Valores.

Cursos da FGV (Fundação Getúlio Vargas)

A FGV é uma instituição de ensino superior brasileira referência nas áreas de administração e ciências econômicas. Além dos cursos de graduação e pós-graduação, a Fundação possui um programa de cursos online gratuitos que atende diferentes áreas, inclusive finanças pessoais.

A gratuidade nas formações é resultado de uma parceria entre a FGV e a OEG (Open Education Global), um consórcio de instituições que tem como objetivo universalizar o acesso à educação. Partindo deste princípio, não há um limite para o número de cursos que um único usuário pode fazer.

A seguir, confira duas opções de cursos gratuitos para sair das dívidas:

1. Como Gastar Conscientemente

A formação possui conteúdos voltados para o planejamento de gastos, com o objetivo de mantê-los dentro do orçamento.

Ao final do curso, os usuários saberão a importância de administrar o dinheiro, como identificar a necessidade ou desejo por um produto, se é melhor pagar à vista ou utilizar o cartão de crédito e entender como funciona o consumo.

Com carga horária de 8 horas, a formação é 100% online e destinada a quem possui 18 anos de idade ou mais. A inscrição pode ser feita na página do curso, em poucos minutos.

2. Como organizar o orçamento familiar

Dividido em quatro módulos, o curso ensina o usuário a identificar o seu perfil financeiro, fazer o planejamento financeiro e organizar as finanças, em caso de endividamento.

Para isso, tópicos como análise do orçamento familiar, bem como dicas para acabar com as dívidas e desenvolver um plano de emergência fazem parte do currículo da formação.

Ao todo, o curso online possui 12 horas de duração e assim como o de gastos conscientes, é recomendado para pessoas com idade igual ou superior a 18 anos. As inscrições podem ser feitas na página da formação.

Cursos da ENDC (Escola Nacional de Defesa do Consumidor)

A ENDC é vinculada à Senacon (Secretaria Nacional do Consumidor) e, desde 2007, atua em prol da capacitação dos agentes do SNDC (Sistema Nacional de Defesa do Consumidor) e dos consumidores brasileiros sobre temas relacionados à defesa do consumidor.

A instituição possui uma trilha de cursos que envolvem conceitos teóricos e exemplos mais práticos nas áreas de segurança, banco de dados, práticas abusivas, direitos básicos e finanças. Após o término dos cursos, os alunos recebem o certificado de conclusão.

Conheça quatro cursos da ENDC voltados para finanças:

3. É da sua conta

Desenvolvido pela Senacon em parceria com o BC, o curso contempla o funcionamento do sistema financeiro e seus produtos.

Em cada módulo os alunos terão contato com temáticas diferentes, a começar pelo SFN (Sistema Financeiro Nacional), seguido do BC, canais de atendimento ao consumidor, regras para a contratação de serviços e cartão de crédito.

A carga-horária do curso é de 50 horas, com aulas durante mais de um mês. No momento, as inscrições para o curso estão fechadas, mas é válido ficar atento, visto que elas reabrem com frequência.

4. Planejar para realizar sonhos

A formação é a primeira de uma série de cursos, o Educação Financeira para Consumidores. Nesta primeira formação, há o enfoque para conceitos básicos de como se livrar das dívidas, planejar o orçamento, calcular receitas e despesas para classificá-las em fixas, variáveis e eventuais.

O curso também traz informações sobre cálculo de porcentagens, juros, capital e ensina como utilizar a Calculadora do Cidadão, o aplicativo do BC que simula operações financeiras. Para abordar todos os temas, a formação é dividida em módulos.

O curso tem duração de 20 horas e a próxima edição ficará disponível entre os dias 09/11 e 06/12. As inscrições ficarão abertas até o dia 01/11.

5. No domínio das emoções e hábitos

O curso é a continuação de “Planejar para realizar sonhos” e trata da relação entre as emoções e o uso do dinheiro. A formação também dá destaque para importância de desenvolver novos hábitos financeiros.

Cada um dos temas é abordado em dois módulos, distribuídos num total 20 horas, que é a carga-horária total da formação. O período de inscrições do curso também vai até o dia 01/11. A formação será realizada entre os dias 09/11 e 06/12.

6. Conhecer para sair do sufoco

Por fim, o terceiro e último curso tem o conteúdo programático voltado para os serviços e operações financeiras mais utilizados pelos consumidores: conta corrente, cartão de crédito, crédito direto ao consumidor e empréstimo consignado.

O objetivo da formação é apresentar aos alunos quais são os direitos do consumidor nessas operações e torná-los capazes de conhecer os riscos de todos os serviços para fazer escolhas mais conscientes.

Para abordar todos os temas o curso é dividido em módulos e, ao todo, possui 20 horas de duração. As inscrições podem ser feitas até o dia 01/11 e as aulas acontecerão entre os dias 09/11 e 06/12.

Cursos do BC (Banco Central)

O BC é uma das autoridades econômicas do país, que atua no controle da inflação, desenvolvimento e aplicação da política monetária, garantia da solidez do sistema financeiro, monitoração das contas das instituições financeiras e gerenciamento da circulação de moeda.

A autarquia também participa da Estratégia Nacional de Educação Financeira, conduzida pelo FBEF (Fórum Brasileiro de Educação Financeira), que tem como pilar a promoção da educação financeira, securitária, previdenciária e fiscal no país.

Em função disso, o BC produz conteúdos educativos em diferentes formatos como cartilhas, vídeos, séries, calculadora digital e cursos online, como o de Gestão de Finanças Pessoais.

7. Gestão de Finanças Pessoais

Curso desenvolvido pelo BC em parceria com a Escola de Administração Fazendária (ESAF), com foco na necessidade de apresentar conceitos básicos de gestão de finanças pessoais e estimular a reflexão sobre temas do cotidiano das pessoas de forma lúdica.

Com uma proposta lúdica, os vídeos animados contam a história da família de Tarcísio e seus amigos, que buscam utilizar o dinheiro de modo consciente e otimizar seus gastos.

No total, são 20 horas de aula que abordam temas como a relação com o dinheiro; orçamento pessoal e familiar; crédito e endividamento; consumo planejado e consciente; poupança e investimento; prevenção e proteção; e como consumir serviços financeiros.

Cursos da B3

A Bolsa de Valores brasileira (B3) é uma das principais empresas de infraestrutura do mercado financeiro, com sede São Paulo, e responsável no Brasil pelo ambiente de negociação das ações das empresas com capital aberto.

Em seu braço educacional, a plataforma online da B3 oferece cursos de finanças pessoais para diferentes perfis e objetivos almejados. Com o intuito de aprimorar a educação financeira por meio de cursos gratuitos para saldar as dívidas, os mais indicados são:

8. Como organizar as finanças

Nesta formação, a B3 ensina o público a se organizar financeiramente e deixar as contas em dia. O curso é composto por três vídeos de até 30 minutos e três artigos e ainda oferece uma planilha de orçamento pessoal que pode ser baixada e preenchida pelos usuários.

Os principais tópicos abordados são: consequências da desorganização financeira; como controlar o orçamento; gastos supérfluos e essenciais; reserva de emergência; como mudar os hábitos do dia a dia; como fazer o planejamento; quanto colocar na reserva de emergência e como começar a investir.

Para acessar o curso, o usuário precisa fazer um cadastro na plataforma da B3 que leva poucos minutos e depende de informações como nome, sobrenome e e-mail.

9. Como economizar para investir

Esta formação foca em ações práticas do dia a dia que podem ajudar a economizar, como pedir descontos e escolher os melhores dias para gastar. Diferente do curso sobre organização de finanças, todos os conteúdos da formação são ofertados em seis vídeos de até 20 minutos.

Temas como PIB, calculadora anual do transporte, como calcular e fazer o 13º salário render e como migrar da poupança para ações fazem parte do conteúdo programático do curso. O acesso ao curso também se dá por meio do cadastro na plataforma da B3, que é liberado automaticamente após o cadastro, sem a necessidade de efetuar inscrição.

O empréstimo consignado é alternativa para quitar dívidas?

O crédito consignado é a modalidade de empréstimo com a menor taxa de juros do mercado, devido ao baixo risco de inadimplência (já que o pagamento da dívida é feito por meio do desconto em folha).

Por isso, ele é frequentemente considerado uma boa opção para quitar dívidas mais caras ou que possuam juros mais altos, como é o caso do cartão de crédito ou cheque especial.

Entretanto, o consignado também pode ser uma alternativa para quem possui muitas dívidas, ainda que menores, já que essa é uma forma de colocá-las em dia e ficar com apenas uma prestação a ser paga por mês: a do empréstimo.

Para quem está em busca de um empréstimo consignado para organizar as finanças, quitar as dívidas e começar o próximo ano no azul, a melhor opção é utilizar o comparador online da bxblue.

A ferramenta, simples e segura, permite comparar ofertas de diversos bancos, avaliar e escolher livremente aquela que melhor atende às suas necessidades – e tudo isso sem precisar sair de casa. Simule grátis agora.


Quer receber as últimas notícias, em primeira mão direto no seu Whatsapp? Se inscreva gratuitamente: