Décimo terceiro dos Aposentados INSS pode ser pago só em Março ou Abril

Publicado em: 19/02/2021

O Governo ainda segue indeciso sobre o mês do pagamento antecipado do décimo terceiro do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), pago a maioria dos segurados.

Apesar do valor dos recursos já ter sido provisionado, a maior questão está relacionada ao cronograma. A preocupação gira em torno do tempo de processamento da folha de pagamentos e da alocação dos recursos. Entenda.

Quando o décimo terceiro dos Aposentados INSS 2021 será pago?

Desde o final do ano passado a equipe econômica discute sobre a possibilidade da antecipação do décimo terceiro salário pago aos Aposentados e Pensionistas da Previdência Social.

A medida, que é tida como um auxílio emergencial em vista do cenário econômico atual aguarda a definição do início do pagamento.

A previsão inicial era de que o abono fosse pago em fevereiro. Entretanto, o impasse ainda prossegue e a nova perspectiva é de que isso ocorra somente em março ou abril.

A confirmação virá após assinatura de Medida Provisória, pelo Presidente Jair Bolsonaro.

ATUALIZAÇÃO: em novo anúncio feito em 06/03 o ministro da Economia Paulo Guedes informou que a medida só vai ocorrer depois que o Orçamento Geral da União, deste ano, for aprovado.

Os segurados devem receber a gratificação no mesmo dia do pagamento convencional da aposentadoria ou pensão, seguindo o calendário oficial do INSS.

Décimo terceiro dos Aposentados será pago em duas parcelas

Mantendo as regras anteriores o décimo terceiro dos Aposentados e Pensionistas do INSS será pago em duas parcelas iguais.

Sendo assim, quem recebe um salário mínimo de R$ 1.100, deve receber duas parcelas de R$ 550,00. Vale se atentar, no entanto que, no caso dos beneficiários que recebem acima de um salário mínimo haverá o desconto do Imposto de Renda.

Para saber o valor bruto e líquido que cairá na conta-corrente ou como saldo no cartão-magnético, o titular do benefício pode conferir o extrato de pagamentos, pelo Meu INSS.

O serviço funciona online a partir da plataforma ou aplicativo Meu INSS. O crédito constará como linha adicional no comprovante de pagamento do respectivo mês.

Quem deve receber?

  • Aposentados;
  • Pensionistas;
  • Segurados que recebem auxílio-doença, auxílio-acidente ou auxílio-reclusão.

Quem recebe o Benefício de Prestação Continuada da Lei Orgânica da Assistência Social (BPC/LOAS) ou a Renda Mensal Vitalícia (RMV) não tem direito ao 13º salário INSS.

Antecipação e abono salarial devem injetar R$ 57 bilhões na Economia no primeiro semestre

Somando o montante adicional pago aos segurados e o abono salarial que é de direito aos trabalhadores com carteira registrada, é esperada a injeção de cerca de R$ 57 bilhões na Economia nos próximos meses.

Os segurados são favoráveis à medida. Inclusive, mesmo sendo uma proposta do Governo, o pedido também virou ideia legislativa reforçando a necessidade.

Os interessados, podem apoiar a ideia até o dia 27/02/2021, votando direto no site do Senado Federal. Ao receber 20.000 apoios o conteúdo vira uma sugestão legislativa e pode ser discutida pelos Senadores.

O décimo quarto salário idealizado e sugerido ainda no ano passado, passou por esse processo e virou um Projeto de Lei que hoje aguarda votação na Câmara.

Valor liberado deve ser utilizado com critério

Diante da possibilidade de antecipação do décimo terceiro dos Aposentados neste ano (assim como ocorreu em 2020), o valor a que teriam direito em agosto e novembro, portanto, não será pago.

O cuidado, neste sentido, é o de reduzir ou equilibrar as dívidas para evitar o acúmulo de juros. Embora a medida financeira libere mais dinheiro agora, pode vir a fazer falta no orçamento pessoal no segundo semestre.

Nestas situações em que é necessário dinheiro extra, a recomendação geral é buscar alternativas de crédito mais acessíveis.

Empréstimo Consignado pode ser opção mais barata

Os Aposentados e Pensionistas devem evitar linhas de crédito com taxas de juros altas ou dívidas de longo prazo. Responsáveis pelo aumento no nível de endividamento, o uso do cartão de crédito ou cheque especial merece cuidado.

O empréstimo consignado pode ser uma alternativa viável, para quem tem margem consignável disponível. Além de taxas de juros menores, pré-fixadas e limitadas por um teto, o consignado tem ainda vantagens como:

  • o empréstimo é vinculado ao benefício (aposentadoria ou pensão);
  • pode ser parcelado em até 84 meses, sem alteração nos juros;
  • não exige garantia de veículos ou imóveis;
  • é pago automaticamente.

Os segurados que têm benefícios consignáveis, podem contratar o crédito consignado e utilizar até 35% da renda líquida mensal. O limite também imposto por lei protege contra o superendividamento.

No momento, discute-se também a aprovação de um novo Projeto de Lei que cria a chamada margem social. O objetivo é facilitar o acesso a essa modalidade de crédito – mesmo por quem já utilizou toda margem.


Se você é beneficiário INSS (aposentado e pensionista) e não quer perder mais nenhuma informação relevante, pode receber notícias selecionadas direto no seu WhatsApp. Clique aqui para se inscrever GRATUITAMENTE.

Receba novidades por notificação
Receba novidades por e-mail
Erro ao enviar, tente novamente.