Décimo terceiro INSS: 2ª parcela começa a ser paga na segunda-feira

Publicado em: 23/05/2020

Aposentados e Pensionistas começam a receber a segunda parcela do décimo INSS – Instituto Nacional do Seguro Social, na próxima segunda-feira (25).

Confira o calendário de pagamentos e saiba quando irá receber o valor adicional.

Pagamento do décimo terceiro INSS

Quando sai a segunda parcela do décimo terceiro do INSS?

Cerca de 30,8 milhões de beneficiários devem receber a segunda parcela. Ao todo, o valor distribuído deve chegar a R$ 23,8 bilhões, segundo informado pelo INSS.

A ordem de recebimento segue a mesma regra dos anos anteriores. Assim,  quem recebe até um salário mínimo é pago primeiro. A sequência do pagamento também respeita o dígito final do número do benefício (NB).

Depois, os próximos são os que recebem acima do piso do INSS, ou seja, acima de R$ 1.045, também conforme o número final do benefício.

Dessa forma, cada grupo recebe em uma data correta. O cronograma é estabelecido para evitar filas e diluir o orçamento da Previdência Social.

Leia também: Calendário de pagamento INSS: antecipação do 13º salário 2020

A primeira parcela do décimo terceiro do INSS já foi repassada aos beneficiários, no período de 24 de abril a 08 de junho.

Neste ano, o pagamento está ocorrendo de forma antecipada, como medida do Governo para ajudar Aposentados e Pensionistas – em função da pandemia do Covid-19.

Portanto, a gratificação adicional não será realizada nos últimos meses de 2020, como é de costume, embora ainda esteja em discussão uma proposta sobre o 14º salário INSS. Então, é muito importante fazer um planejamento para uso desse dinheiro.

Veja o cronograma atualizado, organizados pelo agrupamento feito entre quem recebe até um salário e acima deste valor e número final do benefício.

Datas do pagamento da 2ª parcela do 13º salário INSS

A partir de segundo os pagamentos já serão liberados como crédito nas contas indicadas ou no cartão-magnético.

Dependendo do valor de direito, o beneficiário poderá ter o desconto do Imposto de Renda, nesta segunda parcela.

Para quem ganha até um Salário Mínimo

Aposentados que recebem até um salário mínimo, serão priorizados. Os pagamentos ocorrerão de 25 de maio a 05 de junho.

Número final do benefícioData do pagamento
125/05/2020
226/05/2020
327/05/2020
428/05/2020
529/05/2020
601/06/2020
702/06/2020
803/06/2020
904/06/2020
005/06/2020

As datas coincidem com as datas dos pagamentos recorrentes, para ajudar na retirada do valor.

Para quem ganha acima de um Salário Mínimo

Já os segurados que recebem acima do salário mínimo, terão o pagamento da segunda parcela do décimo terceiro INSS, a partir de 01 de junho.

Número final do benefícioData do pagamento
1 e 601/06/2020
2 e 702/06/2020
3 e 803/06/2020
4 e 904/06/2020
5 e 005/06/2020

Diferente do primeiro grupo, pelo menos dois finais de benefícios recebem no mesmo dia. A divisão é feita pelo dígito final do benefício e pela tabela de pagamento, ou seja, conforme o cronograma.

Novidades na forma de recebimento

Desde o final do mês passado, os segurados que recebem por cartão-magnético, podem fazer a opção por receber em uma conta-corrente.

Leia também: Aposentados e Pensionistas podem receber o benefício em conta-corrente

Para isso, é preciso solicitar a alteração do meio do pagamento junto ao INSS, a partir do site ou aplicativo Meu INSS. O único pré-requisito é que a conta esteja no nome do mesmo titular.

Nenhum pagamento pode ser realizado em nome ou na conta-corrente de terceiros.

Como funciona?

O segurado que desejar pode, portanto, solicitar a mudança online. O pedido é feito em minutos e o prazo médio previsto para a alteração pode variar entre 7 a 15 dias.

Enquanto a mudança não é realizada, o benefício fica bloqueado para qualquer pagamento no nome do beneficiário.

Vale lembrar que tanto o valor do benefício, quanto do décimo terceiro INSS ficam disponível pelo prazo de até 60 dias. Assim, ainda que não retirado ou utilizado no dia da liberação do pagamento, o valor ainda fica disponível, durante este período.

O cuidado, é claro, é solicitar a mudança já sabendo que o valor não poderá ser sacado ou utilizado imediatamente.

Essa pode ser uma boa alternativa, nesta época de distanciamento social evitando assim o enfrentamento de filas e riscos à saúde. Uma vez alterado, o meio de pagamento não pode retornar para o cartão magnético.


Se você é Beneficiário INSS e não quer perder mais nenhuma notícia sobre o INSS, pode receber notícias selecionadas direto no seu WhatsApp. Clique aqui para se inscrever GRATUITAMENTE.

Receba novidades por e-mail