Como emitir o Informe de Rendimentos para o IR 2020 pelo SIGEPE?

A declaração do Imposto de Renda (IR) 2020 já está liberada. Servidores Públicos Federais (SIAPE) já podem emitir o informe de rendimentos 2019 pelo SIGEPE.

Consultar ou emitir o informe de rendimentos SIAPE é muito fácil, basta seguir três passos muito simples:

  1. Passo 1 – acesse o SIGEPE pelo SIGAC;
  2. Passo 2 – clique na opção “Dados Financeiros”;
  3. Passo 3 – selecione a opção “Comprovante de Rendimentos”.

Veja o vídeo com os detalhes desse passo a passo:

Então, se você é Servidor Público Federal, saiba o que é necessário para ficar em dia com o leão. Faça corretamente a sua declaração de Imposto de Renda 2020.

Emissão do Informe de Rendimentos pelo SIGEPE

Confira o que é necessário para emitir o seu informe de rendimentos 2018 para a declaração do IR 2019.

Para consultar o informe de rendimentos online, siga esse passo a passo (navegue pelas telas abaixo clicando nas setas para o lado):

Passo 1: Acesse o SIGEPE pelo SIGAC (Portal do Servidor)

Passo 1: Acesse o SIGEPE pelo SIGAC

Passo 1: Acesso ao SIGEPE Servidor e Pensionista

Passo 2: Clique na Opção "Dados Financeiros"

Passo 3: Selecione a opção "Comprovante de Rendimentos"

Passo 3: Selecione o ano e clique em "Comprovante de Rendimentos"

Pronto! Seu informe de rendimento já está disponível para o IR 2019

Agora veja o passo a passo detalhado. Para emitir o seu informe você não gastará mais do que dois minutos. Confira!

Passo 1 – Acesse o SIGEPE pelo SIGAC

O SIGEPE é o sistema que permite Servidores Federais possam acessar contracheques antigos ou prévias dos contracheques, consultar a margem consignável disponível ou as férias, emitir o informe de rendimentos para a declaração do Imposto de Renda, entre outras funcionalidades.

Leia tambémSIGEPE Servidor e Pensionista: saiba o que é e como acessar

Seu acesso é feito gratuitamente a partir do SIGAC – Sistema de Gestão de Acesso, mediante o uso de informações pessoais (CPF e senha) ou do certificado digital.

Portanto, o informe de rendimentos pode ser visualizado ou obtido da mesma forma. Para isso, basta acessar o SIGEPE Servidor e Pensionista pelo Portal do Servidor do Governo Federal.

 

bxblue: acesso SIGAC pelo SIGEPE

 

Em seguida, você já será redirecionado para o site do SIGAC. Também é possível acessar o site diretamente.

 

bxblue: tela inicial de login do SIGAC

 

Depois, você verá a tela inicial abaixo e deverá clicar em “início”, no canto superior direito e em “Sigepe Servidor e Pensionista”.

 

bxblue: acesso SIGEPE Servidor e Pensionista pelo SIGAC (tela inicial)

 

A próxima tela para a qual você será redirecionado será a demonstrada abaixo. Perceba que as principais categorias de serviços estão em destaque.

 

bxblue: serviços disponíveis no SIGEPE

 

Estando logado, ou seja, depois de ter inserido seu CPF e senha, você já terá acesso a todas as opções de serviços disponíveis no sistema.

Você pode clicar em qualquer uma das categorias. Os serviços mais acessados hoje são Prévia do Contracheque, Emissão de autorização de consignatária e Informe de Rendimentos.

Passo 2 – Clique na opção “Dados Financeiros”

Clicando em “dados financeiros”, você conseguirá verificar “Consulta do contracheque”, “Comprovante de rendimentos”, “Consulta de Pagamento de Decisão Judicial”, “Passivos 3,17%” e “Opção de Emissão de Contracheque no Banco do Brasil”. 

 

bxblue: dados financeiros SIGEPE

 

O próximo passo já levará ao informe de rendimentos. Para isso, basta clicar na opção “Comprovante de Rendimentos”.

 

bxblue: informe de rendimentos para imposto de renda SIAPE

Passo 3 – Selecione a opção “Comprovante de Rendimentos”

O comprovante ou informe de rendimentos pode ser consultado online ou emitido (impresso). Esse documento é essencial para quem precisa fazer a declaração do Imposto de Renda. 

Além do comprovante do último ano (que é o calendário-base da declaração do ano vigente), o sistema também disponibilizará os informes de rendimentos de alguns anos anteriores.

Selecione o ano de interesse e clique em “comprovante de rendimentos”. Para a declaração do IR 2020 é necessário emitir o informe de rendimentos SIAPE de 2019, pleo SIGEPE. Para isso, basta selecionar o ano desejado, no campo destacado abaixo.

 

bxblue: impressão informe de rendimentos para o IR

 

O documentos será disponibilizado em formato PDF. Para visualizá-lo é necessário ter instalado no computador, celular ou tablet o software Adobe Acrobat Reader. 

Se ainda não tiver, é possível fazer o download e instalar o programa gratuitamente no site da Adobe.

 

bxblue: informe de rendimentos para imposto de renda 2019 SIAPE impresso

 

Feito isso, você já terá as informações necessárias para fazer a sua declaração do IR 2020 (a imagem acima é ilustrativa e trás as informações de 2018).

Lembre de sair do SIGAC (clicando em sair na opção do menu superior) e de salvar o informe de rendimento em uma pasta digital de sua preferência.

Entenda quais são as principais mudanças no Imposto de Renda 2020.

Mudanças no Imposto de Renda

Diferente dos anos anteriores, desde 2019 a declaração traz algumas novidades:

Quem deve declarar o IR 2020?

Devem declarar o IR em 2020, obrigatoriamente:

  • Contribuintes que receberam em 2018 rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 (esse valor é o mesmo do ano passado);
  • Aqueles que receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil, devem apresentar a declaração de ajuste anual.
  • Este é o mesmo caso das pessoas que, em qualquer mês do ano passado, tiveram ganho de capital na alienação de bens ou direitos sujeito à incidência do imposto, ou fez operações em Bolsas de Valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;
  • Quem tem posse ou propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil (mudança válida desde 31 de dezembro de 2018).

Saiba como fazer a declaração do empréstimo consignado no IR.

Outros casos obrigatórios são:

  • De quem optou pela isenção do IR sobre o ganho de capital resultante da venda de imóvel residencial, cujo valor foi usado para a compra de outro bem residencial no país, num intervalo de 180 dias, contados da assinatura do contrato;
  • Todo cidadão que passou a residir no Brasil em qualquer mês e permaneceu até 31 de dezembro;
  • Trabalhadores rurais que obtiveram receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50 ou por quem queira compensar, no ano-calendário de 2019 ou posteriores, prejuízos de anos-calendário anteriores ou do próprio ano-calendário de 2019.

As mesmas regras são válidas tanto para Servidores ativos, quanto para o Servidores Federais Aposentados.

Beneficiários INSS devem emitir o Extrato para Imposto de Renda, pelo Meu INSS.

Quem não precisa declarar?

Estão dispensados de fazer a declaração, quem tem saldos abaixo de R$ 140, e os bens móveis, exceto carros, embarcações e aeronaves, com valor abaixo de R$ 5 mil.

Este também é o mesmo caso dos valores de ações, assim como ouro ou outro ativo financeiro, com valor abaixo de mil reais.

As dívidas dos contribuintes que sejam menores do que R$ 5 mil também não precisarão ser declaradas.

Quem fizer a opção pelo desconto simplificado, (limitado a R$ 16.754,34), perderá o direito a todas as deduções admitidas na legislação tributária.

Qual é o prazo para declaração?

O prazo para a entrega online da Declaração de Imposto de Renda 2020 vai até 30 de abril de 2020. Em breve a Receita Federal já deve liberar o programa.

O preenchimento da declaração será feita como nos anos anteriores – pelo Programa da Receita FederalOutra opção disponível é o aplicativo “Meu Imposto de Renda”, disponível para Android e iOS.

Quem perder o prazo está sujeito a multa. O pagamento mínimo é de R$ 165,74 e o máximo de 20% do valor do imposto devido.

É preciso informar os CPFs de quais dependentes?

Neste ano, será obrigatório informar o CPF de todos os dependentes incluídos na declaração. Assim, no Imposto de Renda 2020, referente ao ano-base 2019 deverão constar todos os dependentes, independente da idade.

Quais serão as informações solicitados sobre os bens?

Ainda não está claro, mas a Receita deverá solicitar informações adicionais obrigatórias sobre os bens dos contribuintes. 

Possivelmente entrarão na lista informações como:  endereço, número de matrícula, IPTU e data de aquisição de imóveis, além do número do Renavam de veículos.

Qual é o prazo para as restituições?

As restituições neste ano, também serão antecipadas. As restituições começarão a ser pagas em junho e seguem até dezembro. A regra é válida para os contribuintes cujas declarações não caíram na malha fina.

Leia tambémImposto de Renda 2020: IRPF Servidor Público Federal (SIAPE)

A Receita espera receber um número superior de declarações dentro do prazo. Portanto, se você é Servidor Público Federal emita já o seu informe de rendimentos e não deixe sua declaração do IRPF 2020 para a última hora! 

 

Quer fazer um empréstimo consignado?

A bxblue pode te ajudar a contratar o consignado que você está precisando! Compare propostas de crédito consignado de diferentes bancos e escolha a melhor para você.

Simule seu consignado

Bolsonaro altera as regras de pagamento da contribuição sindical NEWS | Emita o seu Informe de Rendimentos para o IR 2019
  • Consulte por temas

  • Você também vai gostar de