Trabalhador com carteira assinada pode fazer empréstimo consignado?

Publicado em: 09/11/2021

Pouca gente sabe que o empréstimo consignado está disponível para trabalhadores de empresas privadas. E, para ter tal direito, não é necessário nem mesmo que haja um mínimo de tempo de carteira assinada.

O empréstimo consignado possui uma grande diferença em relação ao empréstimo pessoal. Todo mês sua mensalidade é descontada diretamente do pagamento do cliente. Mas, para que seja contratado, os tomadores precisam comprovar renda fixa e garantida.

Sendo assim, o empréstimo consignado está liberado para servidores públicos, beneficiários do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e militares das Forças Armadas. Contudo, algumas empresas do setor privado também têm convênio com as consignatárias para que o crédito seja disponibilizado aos colaboradores.

Se você é trabalhador ou funcionário do setor privado e tem registro em carteira profissional, tire todas suas dúvidas agora mesmo. Ao longo deste conteúdo você vai compreender como funciona o empréstimo consignado e descobrir se pode solicitá-lo.

Inscreva-se para receber conteúdos exclusivos sobre emprestimo consignado
Erro ao enviar, tente novamente.

O que é e como funciona o empréstimo consignado privado para o trabalhador com carteira assinada (CLT)?

Trabalhador com carteira assinada pode fazer empréstimo consignado?

O empréstimo consignado está disponível desde 2003, de acordo com a Lei nº 10.820. Este é uma das modalidades de crédito pessoal que mais crescem no país, principalmente por sua praticidade.

O dinheiro emprestado pode ser usado com qualquer finalidade, de acordo com as necessidades de cada contratante. O retorno à instituição financeira é feito por meio de mensalidades, pagas automaticamente.

Ou seja, quando um trabalhador do setor privado solicita um crédito consignado, a empresa que o emprega precisa manter acordo com a consignatária. Somente assim, o desconto de pagamento poderá ser vinculado ao salário, após a averbação do contrato.

Todo trabalhador interessado em contratar um empréstimo consignado precisa ter registro formal na Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) e responder ao regime da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).

Por ser facultativo, o funcionário deve consultar junto ao departamento de Recursos Humanos da empresa se há convênios financeiros vigentes e quais as condições iniciais.

É importante ressaltar ainda que nenhuma empresa é obrigada a oferecer esse tipo de benefício aos seus empregados.

Quais bancos oferecem crédito para o trabalhador com carteira assinada?

Atualmente diversos bancos já concedem o empréstimo consignado privado. Para contratar, basta pesquisar dentre as instituições financeiras que possuem convênio com a empresa empregadora, de acordo com a melhor oferta.

Não há nenhuma regra que estipule o tempo de carteira assinada para ter direito a esse tipo de empréstimo. Entretanto, determinados critérios podem variar de acordo com a política de crédito de cada banco. 

Assim como qualquer aprovação de empréstimo pessoal, o trabalhador passará por uma avaliação de crédito. A vantagem é que essa avaliação não está sujeita a consulta do SPC e Serasa e é menos burocrática do que em outros processos.

3 principais diferenças entre empréstimo consignado e não consignado

Saiba agora quais são as principais diferenças entre o empréstimo consignado e não consignado.

1 – Cobrança

A grande diferença operacional entre o empréstimo consignado e o não consignado é a forma de pagamento:

  • Crédito consignado: é quitado automaticamente todos os meses, por meio de descontos diretos na folha de pagamento;
  • Crédito não consignado: tem vencimento fixo, mas a cobrança normalmente é feita via boleto bancário. Em caso de atraso, o titular da dívida paga valores adicionais como multas e outros encargos (o que não acontece no consignado).

2 – Garantia

Além da forma de cobrança, a garantia das duas modalidades também são distintas:

  • Crédito consignado: a renda fixa e disponibilidade de margem consignável, garantem um novo crédito ou cartão de crédito consignado. Esse valor é limitado por lei, não podendo ultrapassar 35% da renda mensal líquida dos tomadores;
  • Crédito não consignado: pode exigir outras garantias como veículos ou imóveis. O FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) também é uma das garantias dessas outras opções de empréstimo pessoal.

3 – Taxas de juros

Tanto a taxa de juros nominal, quanto o Custo Efetivo Total da Dívida (CET) variam conforme a modalidade:

  • Crédito consignado: a taxa de juros nominal é regulada por lei. Aposentados e pensionistas da Previdência Social pagam no máximo 1,80% ao mês. Servidores públicos 2,05% ao mês e o trabalhador com carteira assinada, em média, 2,14%, mensalmente;
  • Crédito não consignado: as demais linhas de crédito podem ter taxas de juros mensais de até 4,00% ao mês. Isso sem contar os demais valores que compõem o CET. Uma das menores taxas é a da antecipação do Saque-Aniversário do FGTS.

Principais vantagens do empréstimo consignado privado

Por ter o pagamento consignado, ou seja, reservado e garantido antes do pagamento do salário, o consignado é considerado uma operação de baixo risco para a instituição financeira.

Sendo assim, as taxas de juros são mais baratas que as de outros produtos de crédito.

Trabalhadores de emprivas privadas têm, portanto, taxas e condições mais atratativas que as do cartão de crédito ou cheque especial, por exemplo.

Outra grande vantagem é que o empréstimo consignado é liberado sem consulta ao SPC ou Serasa. Isso porque a garantia de sua quitação é o convênio entre a empresa e a consignatária e não o histórico devedor do cliente.

Essa modalidade é ainda bem prática. Para contratar o empréstimo consignado poucos documentos são solicitados. Normalmente são exigidos somente os documentos de identificação pessoal (com foto) e os comprovantes de residência e de renda.

Principais desvantagens do empréstimo consignado privado

É importante lembrar, que a empresa empregadora precisa ser conveniada aos bancos. Ou seja, mesmo que o funcionário já seja correntista, se a empresa não tiver convênio com o mesmo banco, não é possível solicitar o crédito.

Apesar do limite consignável ser definido por lei, as empresas podem estabelecer um desconto inferior na folha de pagamento dos empregados com a intenção de manter a saúde ou educação financeira.

A margem consignável é calculada com base no salário do trabalhador. Legalmente falando, não importa quanto tempo de carteira assinada o trabalhador tenha, este só pode gastar 30% de seu salário com empréstimos consignados.

Faz parte também da margem consignável outros 5% do salário. Contudo, esse valor só pode ser usado com um cartão de crédito consignado, outro produto consignado que está disponível para as mesmas categorias elegíveis.

Outro cuidado que o trabalhador precisa tomar é em relação a saída da empresa. Caso seja demitido ou peça demissão o funcionário precisará quitar o empréstimo, pagando tudo o que falta.

A empresa pode, por exemplo, descontar todo o valor restante diretamente do montante que o trabalhador tenha para receber de indenização. Outra alternativa recém-aprovada é o uso do FGTS ou antecipação do saque-aniversário do FGTS, para fazer essa quitação.

Como contratar um empréstimo de maneira planejada?

Antes de contratar qualquer tipo de crédito e de assumir nova dívida é recomendável fazer um planejamento financeiro. Sem isso, o dinheiro que devia ajudar em uma situação, pode acabar comprometendo ainda mais o orçamento pessoal ou familiar.

Ou seja, quem quer contratar um empréstimo consignado, por exemplo, precisa se planejar para ter um salário menor, durante o tempo que o contrato estiver vigente.

Para ajudar nesta tomada de decisão, vale utilizar as ferramentas disponíveis online que permitem a comparação entre linhas ou bancos, como é o caso do simulador de empréstimo consignado.

Com um cadastro simples é possível receber propostas de diferentes bancos, avaliar as condições e escolher a melhor. Além de poupar tempo, assim fica muito mais fácil decidir em qual instituição financeira solicitar um empréstimo.

Pronto. Agora você já sabe como funciona o empréstimo consignado privado, destinado exclusivamente para o trabalhador com carteira assinada.


Saiba tudo de empréstimo consignado e confira dicas para organizar sua vida financeira no canal da bxblue no YouTube: inscreva-se gratuitamente aqui.