Entenda a fatura do Cartão de Crédito Consignado

bxblue-entenda-a-fatura-do-cartao-de-credito-consignado-como-pagar-divida

Recebeu a fatura do cartão de crédito consignado, mas não sabe o que quer dizer aquele monte de números e informações? Ainda está em dúvida sobre quanto precisa pagar no mês?

Então, aproveite para entender a fatura do seu cartão de crédito e não se preocupe mais em ficar fazendo contas.

O cartão de crédito consignado, ainda que apresente diversas vantagens, funciona como um cartão de crédito comum. E é por isso mesmo que sua fatura deve ser lida e conferida com a atenção.

É sempre importante conferir o que está sendo cobrado. Tanto para evitar cobranças indevidas quanto para controlar seus parcelamentos e ter uma visão geral sobre o orçamento pessoal ou familiar.

Quer entender o que você está pagando? Quer saber qual é o valor descontado e o saldo devedor?

Não se preocupe. Descubra agora como a fatura do cartão de crédito consignado funciona. Mas antes disso, aproveite para tirar todas as suas dúvidas sobre essa modalidade de cartão de crédito.

O que é o Cartão de Crédito Consignado?

O cartão de crédito consignado opera da mesma maneira que os cartões de crédito convencionais. O cliente pode fazer compras parceladas e sacar dinheiro nos caixas automáticos.

A grande diferença deste cartão está no pagamento das despesas ao fim do mês.

Leia tambémComo funciona o Cartão de Crédito Consignado?

Parte do valor que é gasto no mês vem descontado do salário ou benefício do titular. Assim, antes de receber seu rendimento mensal, o cliente já paga uma quota de sua fatura.  

É por isso que o cartão consignado oferece taxas de juros mais baixas.

Apesar das facilidades deste cartão, infelizmente, nem todos tem acesso a ele, sendo exclusivo a alguns grupos, chamados também de categorias elegíveis.

Se enquadram nestes grupos Aposentados e Pensionistas do INSS, Servidores Públicos ativos e inativos e trabalhadores contratados em regime CLT.

Esses são os mesmos grupos que também podem contratar empréstimo consignado.

Os usuários só conseguem solicitar este cartão se comprovarem renda fixa garantida. Como é o caso dos aposentados que recebem do INSS, por exemplo. Em contrapartida, as instituições financeiras não consultam o SPC ou Serasa para liberar o cartão.

Uma vez emitido, o cartão de crédito consignado pode ser utilizado para o parcelamento de compras, mas esse é um ponto que também apresenta algumas diferenças. Saiba mais.

Como funciona o parcelamento de compras?

As compras parceladas em um cartão de crédito consignado são exatamente iguais a qualquer outra compra parcelada.

O que merece atenção é, quem será responsável pelas taxas de juros cobradas para que o parcelamento seja realizado.

Parcelamento pelo estabelecimento

Quando o estabelecimento fica responsável pelos juros, o cliente não precisa arcar com nenhuma despesa extra.

Isso acontece quando é oferecido parcelamento sem juros, comum em compras de menor valor, geralmente. Assim é o lojista quem arca com os encargos cobrados pela empresa que administra a máquina de cartão utilizada.  

 

Parcelamento pelo cliente

Já quando o parcelamento é com juros, por meio da administradora, quem arca com os gastos é o cliente, ou seja, titular do cartão.

Antes de realizar uma compra é interessante se informar sobre o valor dos juros cobrados, já que pode alterar muito o valor da dívida inicial. Ao total da dívida da fatura se dá o nome de Custo Efetivo Total ou CET.

A taxa de juros média do cartão de crédito consignado para Beneficiários INSS é de 3,5% ao mês e, em média, de 5,00% para Servidores Públicos.

Leia tambémCartão de Crédito Consignado tem juros menores para Beneficiários INSS

Caso os juros sejam superiores aos cobrados pelo cartão consignado, o cliente pode analisar a possibilidade de fazer a compra à vista. Basta utilizar a função saque do cartão.

Isso pode evitar o pagamento de juros altos e o encarecimento da fatura.

Qual é o valor mensal que precisa ser pago?

A fatura do cartão de crédito consignado é semelhante a fatura de um cartão comum. Mensalmente é emitido um extrato que detalha todas as compras e pagamentos realizados.

Também são citadas as datas e o nome do estabelecimento onde as compras foram feitas, por uma questão de segurança.

Porém, o campo da fatura que mais merece atenção é o pagamento mínimo previsto em folha.

Como o pagamento do cartão de crédito consignado é descontado direto do salário ou benefício, o valor informado deverá ser compatível com os 5% da margem consignável. Este é o valor que já será descontado da renda do titular automaticamente.

O pagamento complementar necessário é o valor excedente da margem consignável. Este valor, caso exista, é de responsabilidade do cliente.

Se este valor não é pago no mês vigente, é adicionado a fatura do mês seguinte, com adição de juros.

Compras acima do limite de 5% da renda mensal consignada

Margem consignável é o limite que cada cliente tem para gastos com crédito consignável. Por lei, fica estipulado que 35% da renda do usuário pode ter esse fim.

Desse limite, 30% é usado para empréstimos e 5% para cartão de crédito.

Leia tambémEmpréstimo e Cartão de Crédito Consignado ao mesmo tempo

Assim, por exemplo, se a renda líquida mensal é de R$3.500,00, o valor limite da margem consignável é de até R$175,00. 

Quando o cliente gasta além do valor estipulado pela margem consignável, fica então, responsável pelo pagamento dos gastos excedentes.

Independentemente do valor total da fatura, sempre será debitado (consignado) automaticamente o mesmo valor. Cabe ao usuário decidir como o restante será pago.

Compras abaixo do limite de 5% da renda mensal consignada

Caso o cliente gaste menos ou tenha parcelas menores que o limite de 5% da renda mensal, nenhuma cobrança a mais será feita. Toda a fatura já será quitada automaticamente. Ou seja, nenhum boleto para pagamento de valores excedentes será emitido.

Dessa forma não é preciso efetuar nenhum pagamento de fatura, já que o débito mensal está quitado.

Valor remanescente da fatura do mês anterior

É recomendável que os valores excedentes à margem consignável sejam sempre pagos no mês vigente.

Caso isso não seja possível, o montante que não for quitado será novamente cobrado na próxima fatura. Porém, os valores remanescentes são sempre acrescidos de juros.

Esse crédito funciona como o rotativo dos outros cartões, entretanto, oferece taxas menores. Esse valor pode chegar a até três vezes menos, permitindo economizar dinheiro.

Leia também7 dicas para não se endividar com o Cartão de Crédito Consignado

As instituições financeiras também cobram pelo uso do crédito rotativo do cartão. Por isso, mesmo usando um cartão consignado e pagando taxas de juros mais baixas, o cliente não pode descuidar de seus pagamentos.

Formas de pagamento da fatura

O pagamento da fatura do cartão de crédito consignado é bastante flexível. O cliente pode escolher qual a melhor forma de quitar seus débitos de acordo com suas finanças.

Vale lembrar que o pagamento à vista, do saldo remanescente, é sempre o mais indicado.

Pagamento à vista

Na fatura do cartão já vem citado o valor que é pago automaticamente. O valor excedente vem cobrado em forma de boleto bancário.

Para evitar a cobrança de juros adicionais, o cliente pode pagar o boleto em uma única vez, até a data do seu vencimento.

Pagamento parcial

O pagamento parcial é a forma mais prática de quitar a dívida do cartão. O cliente pode fazer pagamentos avulsos, mesmo que não consiga liquidar o saldo todo de uma vez.

Os valores pagos vão sendo abatidos da dívida total. A dica, neste caso, é não utilizar o cartão de crédito consignado até quitar o saldo anterior. Dessa forma, a dívida não aumenta em função de novas compras.

Pagamento parcelado

O pagamento parcelado acontece quando o saldo excedente não é quitado. Ou seja, quando o que foi gasto além dos 5% cobrados automaticamente, não é pago.

Assim, os valores que não são pagos vão se acumulando e podem ser parcelados novamente.

Como solicitar a fatura do Cartão no banco

A forma de solicitar a fatura do cartão de crédito varia de banco para banco, mas hoje tem seu acesso facilitado.

Geralmente, o boleto é entregue na residência ou endereço indicado. Também é possível solicitar nas agências bancárias, por telefone, pela internet ou através dos aplicativos.

O cartão de crédito consignado foi criado para ser uma alternativa de crédito justa. Sem burocracia. Porém, mesmo com todas as vantagens que oferece, o cliente não pode deixar de incluir essa fatura no planejamento mensal.

É interessante conferir a fatura, checar as cobranças e manter atenção aos parcelamentos. Também é importante gastar menos do que é ganho, para garantir uma reserva para emergências.

Quer descobrir sua margem consignável e solicitar um cartão de crédito? Acesse agora mesmo o simulador de crédito consignável online e encontre as melhores taxas de juros. 

 

Quer fazer um cartão de crédito consignado?

A bxblue pode te ajudar a contratar o cartão de crédito consignado que você está precisando! Compare propostas de cartão de crédito consignado de diferentes bancos e escolha a melhor para você.

Simule seu cartão de crédito consignado

Entenda a fatura do Cartão de Crédito Consignado

Posts recomendados