Erros do INSS: quais os mais comuns e o que fazer?

bxblue-erros-do-inss

Publicado em: 03/08/2021

O site e o aplicativo do Meu INSS surgiram em 2017 com o objetivo de facilitar a vida dos cidadãos brasileiros e desafogar as Agências de Previdência Social (APS). Desde então, mais de 90 serviços podem ser acessados digitalmente, sem precisar que o aposentado ou pensionista se desloque até uma agência. Porém, nem sempre os usuários têm êxito nas plataformas, o que pode ocorrer por várias razões, até mesmo por erros do INSS (Instituto Nacional de Seguro Social).

A plataforma Reclame Aqui, inclusive, traz um volume significativo de reclamações sobre os acessos online do órgão. Os problemas variam desde a entrada no sistema até a utilização dos recursos disponíveis. Conheça os principais tipos de erros do INSS, as possíveis causas e soluções quando se deparar com eles.

Inscreva-se para receber conteúdos exclusivos sobre o INSS
Erro ao enviar, tente novamente.

Quais são os erros do INSS mais comuns?

A página do Dataprev (Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência) no Reclame Aqui, empresa responsável pela criação do Meu INSS, registra que a principal categoria de reclamações relacionadas é a de Problemas com o Site, que representa 22,94% do total.

Dentre os produtos e serviços mais citados pelos usuários estão o acesso ao cadastro, seguido de pagamentos ou documentos e navegabilidade. 

Já os problemas encontrados nessas funcionalidades variam entre atualização de dados cadastrais, dificuldade de cadastro, login-senha, instabilidade do site e demora na execução.

Além destes, dificuldades relacionadas a créditos e ao consignado também são comuns. Entenda melhor cada um dos erros do INSS a seguir.

1. Plataformas do INSS fora do ar

Há relatos de usuários que ao tentar fazer o login para entrar no Meu INSS recebem a mensagem “Ocorreu um erro. Tente novamente mais tarde”, ou a nota de que o site está em manutenção. Isso também pode acontecer dentro da plataforma, ao tentar acessar algum recurso ou serviço.

2. Erro na consulta de margem

Como mencionado anteriormente, o erro também aparece em alguns serviços, como a consulta da margem consignável. Ela pode aparecer como indisponível mesmo quando o segurado solicita a liberação do benefício para permitir a contratação, pois pode levar alguns dias para o sistema ser atualizado.

Para recapitular, a margem consignável é um percentual do provento do beneficiário que pode ser usado para o pagamento de parcelas de empréstimo consignado. Atualmente, a margem assegurada por lei aos beneficiários do INSS é de 40%, o que significa que até 35% do benefício pode ser reservado para o empréstimo consignado (os outros 5% são destinados exclusivamente para o cartão de crédito consignado).

A consulta da margem é fundamental para a contratação do crédito consignado, pois é o documento que garante a disponibilidade de limite para essa finalidade. 

3. Crédito não retornado

Parte dos beneficiários registram como “Crédito não retornado” casos em que o sistema aponta que o benefício foi pago, mas o segurado não recebeu o valor em sua conta.

Nessa situação específica, o usuário deve ir até o serviço “Solicitar Pagamento de Benefício Não Recebido”, disponível na própria plataforma do Meu INSS na aba de “Agendamentos/Solicitações”. Dentro da página, é necessário clicar em “Novo Requerimento” para registrar o ocorrido.

4. Não há créditos para o período informado

A frase “Não há créditos para o período informado” aparece, em alguns casos, para os usuários que desejam obter o Extrato de Pagamento do Benefício. Isso é normal quando a pessoa que clicou no serviço não é segurada do INSS e nem recebe pagamentos do órgão. 

Contudo, existem situações em que mesmo os segurados que recebem proventos se deparam com a mensagem, o que também indica alguma possível falha técnica. 

Foto: Captura de tela|Site Meu INSS

5. Erro de carregamento da página

Os problemas de carregamento da página são aqueles que acontecem quando o usuário seleciona alguma opção no aplicativo ou site e uma página em branco aparece, sem que o resultado da busca ou a tela com o serviço escolhido possam ser acessados. Alguns usuários já relataram ter passado por situação semelhante na aba de requerimentos.

6. Erro ao buscar os dados

Outro erro recorrente é ter dificuldade para acessar diferentes serviços, inclusive informações sobre pagamentos e benefícios. Ao clicar em alguns deles, a seguinte mensagem aparece na tela: “Ocorreu um erro ao buscar seus dados. Tentar novamente”.

Foto: Captura de tela|Site Meu INSS

7. Benefício não desbloqueado para empréstimos consignados

A frase acima pode vir acompanhada por “Benefício encontra-se bloqueado pela concessão”.

Essa mensagem pode aparecer quando o segurado está dentro do prazo de carência para a solicitação de empréstimo, que dura 30 dias a partir da data de concessão do benefício. Fora dessa circunstância, ela pode ser interpretada como um erro.

8. Cadastro do usuário bloqueado

Por eventuais falhas técnicas ou pelo sistema de proteção o usuário pode ter o seu cadastro no INSS bloqueado. O bloqueio também pode acontecer devido ao esquecimento de senha, o que pode ser solucionado por meio da própria plataforma Meu INSS, ao selecionar a opção “Esqueci minha senha”.

Nos demais casos, é preciso entrar em contato com a Central 135 para resolver o problema.

9. Desbloqueio para empréstimo não permitido

De modo geral, o desbloqueio para empréstimo não é permitido quando o segurado não possui um benefício consignável, por solicitação do usuário ou quando o período de carência de 30 dias ainda não foi concluído.

Vale relembrar como foi mencionado anteriormente, que o pedido de desbloqueio leva alguns dias para se concretizar, o que também pode ser outro motivo para o recebimento da mensagem.

Se a situação não se enquadrar em nenhum desses casos, o melhor a se fazer é tentar contato com o órgão pelo telefone 135.

10. Não foi possível buscar seus créditos

A frase aparece em um contexto semelhante ao do item 4, “não há créditos para o período informado”, durante a tentativa de acesso ao Extrato de Pagamento do Benefício. Mas, afinal, o que significa “não foi possível buscar seus créditos” INSS?

Caso seja o primeiro pagamento do benefício, é comum que leve mais tempo para o sistema atualize a informação. Mas a frase também pode apontar para um erro, como falha técnica ou falta de pagamento, conforme reclamações de usuários.

Por que as plataformas online do INSS ficam fora do ar ou apresentam erros?

Não há uma única explicação para o site ou o aplicativo do INSS ficarem fora do ar. Causas comuns relacionadas a erros em sites, sejam as do INSS ou de outros órgãos públicos, podem ocorrer por razões tão diversas quanto: excesso de acessos ao mesmo tempo, atualizações do sistema ou falhas técnicas.

O que fazer quando o site ou aplicativo do INSS não estiverem funcionando?

O primeiro passo é tentar identificar o motivo por trás dos problemas com o acesso ao site, aplicativo, ou aos serviços disponíveis em ambos. 

Apesar da instabilidade e erros no sistema das plataformas, em alguns casos, a dificuldade pode estar na internet ou no dispositivo do usuário. Uma forma de descartar essa possibilidade é tentar acessar outros sites e aplicativos que também funcionam com acesso à internet e observar se eles funcionam normalmente.

Ao acessar o site, algo que pode acontecer é algum empecilho no navegador. Nesse caso, uma alternativa é abrir uma janela anônima ou limpar os dados de cache do navegador.

O INSS recomenda que os navegadores Mozilla Firefox e Google Chrome sejam usados para acessar o Meu INSS.

Se o problema estiver no sistema do INSS, o que pode ser feito é fechar e abrir o aplicativo novamente, atualizar o site ou tentar novamente mais tarde.

Para quem está com algum tipo de problema dentro da plataforma, após fazer o login, uma opção é clicar no chat para iniciar uma conversa com a assistente virtual Helô e digitar qual é o problema ou serviço que deseja acessar.

Em situações de emergência ou nas quais há dificuldade até mesmo de entrar no aplicativo, outra saída é entrar em contato com por telefone com a Central 135 para tentar resolver o problema.


Se você é beneficiário INSS e não quer perder informações relevantes, pode receber notícias selecionadas direto no seu WhatsApp.  Clique aqui para se inscrever GRATUITAMENTE.