Margem consignável de 40%: saiba TUDO sobre a nova margem 2020

Publicado em: 06/10/2020

O Governo autorizou recentemente o aumento do limite para empréstimos consignados: a nova margem consignável de 40% já está valendo e altera provisoriamente a regra anterior.

Veja todas as informações úteis sobre esse assunto e saiba como garantir a melhor oferta de crédito!

Nova margem consignável de 40%

A nova margem consignável de 40% permitirá que os interessados no crédito consignado – que é aquele com desconto direto na folha de pagamento, utilizem até 40% da renda líquida para quitação da dívida.

O limite anterior era de 35%, sendo que 5% só podem ser utilizados para o pagamento do cartão consignado.

Leia também: Aumento da margem consignável INSS de 5% é confirmado e entra em vigor

Como o pagamento ocorre de forma automática, as taxas de juros da modalidade é uma das mais baratas quando se fala em linhas de crédito pessoal, ou seja, aquelas que podem ser contratadas por pessoas. Diferente de outras opções, a renda fixa é a única garantia solicitada.

Para efetivar a contratação é preciso ter também margem livre. Por isso, o aumento da margem consignável é tão importante – uma vez que amplia o acesso a essa linha que oferece taxas de juros menores.

Para quem vale a nova margem consignável de 40%?

Apesar de atender 3 (três) grupos, a nova regra da margem consignável de 40% vale somente os Aposentados e Pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social – o INSS.

Os Funcionários Públicos Federais (SIAPE), Estaduais e Municipais, assim como os Funcionários de empresas privadas não tiveram a margem atualizada.

Para esses outros dois grupos, continuará a valer a regra anterior, sendo:

  • Margem de 30%: para empréstimos;
  • Margem de 5%: para cartão consignado.

Portanto, só podem comprometer 35% do salário líquido recebido no mês. Isso é para evitar que assumam dívidas maiores.

Até quando vale a margem de 40%?

Apesar de muito aguardada e mesmo sendo liberada há pouco tempo, a margem consignável de 40% terá duração limitada.

Os beneficiários do INSS que quiserem contratar o empréstimo consignado com a nova margem terão até o dia 31 de dezembro de 2020. Assim, o acréscimo de 5% que é para empréstimos (e não para o cartão) só poderá ser usado até essa data.

Vale lembrar que o crédito consignado é facultativo, portanto, não há nenhuma obrigatoriedade em sua solicitação.

Veja o quadro-resumo com as principais informações:

A margem de 5% do cartão pode ser usada combinada com a do empréstimo, mas não pode ser substituída (são tratadas como complementares.

Aposentados e Pensionistas INSS podem ter, ao todo, até 9 (nove) contratos de empréstimos ativos, mais um cartão com desconto no benefício.

O que pode acontecer com a margem no próximo ano?

Qual será a margem consignável de 2021?

Vencido o prazo estabelecido pela Medida Provisória nº 1.006, de 1º de outubro 2020, a margem INSS voltará a ser de 35%. Pelo menos é isso que está previsto até agora. Mas a lei provisória pode ser tornar também permanente alterando assim as normas anteriores.

Leia também: O aumento temporário da margem INSS de 5% pode ser definitivo?

Enquanto se discute sobre o percentual máximo e/ou data de sua vigência, existe ainda outro fator que pode mudar a base de cálculo para esse tipo de empréstimo.

O aumento anual do salário mínimo que atualiza também o valor dos benefícios previdenciários que entra em vigor em 1º de janeiro de 2021, amplia o valor que é utilizado para o cálculo. A previsão inicial é a de que o salário mínimo de 2021 seja de R$ 1.067.

Segurados que ganham até um salário mínimo terão esse teto. Por outro lado, quem ganha acima pode ter um alíquota de reajuste superior (ainda não confirmada).

Essa referência altera a base de cálculo e, a depender da confirmação do percentual da margem consignável, a margem em reais pode ficar em:

Valor do salário mínimo Margem consignável de 35%Margem consignável de 40%
Salário mínimo 2020
R$ 1.045
R$ 365,75R$ 418,00
Salário mínimo 2021
R$ 1.067
R$ 373,45R$ 426,80

Os valores citados consideram o valor bruto, mas a margem consignável é calculada sobre o valor líquido (já sem os devidos descontos).

Onde e como contratar o Consignado com a nova margem INSS?

Aqui na bxblue você encontrará as melhores instituições financeiras do país e poderá comparar a oferta de crédito de cada uma delas.

A taxa de juros nominal máxima é de 1,80% ao mês e o pagamento pode ser parcelado em até 84 meses, em parcelas fixas. Ao fazer uma simulação em nosso site você pode conferir todas as propostas disponíveis.

Assim que liberado pela Dataprev, os contratos já poderão ser averbados e o dinheiro liberado na conta indicada. Garanta a melhor taxas de juros e condições de pagamento! Simule, compare e contrate sem sair de casa.

Ao precisar de crédito consignado, não pense duas vezes, faça como o Sr. Paulo:

IMPORTANTE: assim como todos tipos de crédito, o consignado deve ser solicitado somente quando necessário. Assim, não vão faltar oportunidades para obter o crédito com condições justas.


Se você é Beneficiário INSS e não quer perder mais nenhuma informação relevante, pode receber notícias selecionadas direto no seu WhatsApp. Clique aqui para se inscrever GRATUITAMENTE.

Receba novidades por e-mail
Seu e-mail foi cadastrado na nossa lista! 😍
Erro ao enviar, tente novamente.