MeuGov.br: Como ter autenticação em dois fatores para acessar os serviços?

Publicado em: 31/05/2021

O Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados) lançou uma nota oficial para reforçar a divulgação do recurso de autenticação em dois fatores, disponível em portais que utilizam a conta gov.br como forma de acesso, dentre eles, o MeuGov.br. Embora o sistema de segurança tenha sido disponibilizado em novembro de 2020, apenas 1% do público fez a habilitação.

A iniciativa foi tomada com o objetivo de evitar que mais de 100 milhões de brasileiros que usam a conta gov.br sejam expostos a crimes virtuais. A autenticação em dois fatores também pode ajudar na recuperação de dados, caso o usuário esqueça a senha da conta ou perca o celular. 

Em comunicado oficial, a gerente da Plataforma de Governo Digital da Serpro, Marilei Martins, afirmou que muitas pessoas não habilitam a autenticação por desconhecerem o funcionamento ou por pensarem que o processo de login com o recurso é demorado.

No entanto, o procedimento leva apenas alguns segundos e, por garantir mais segurança, vale a pena habilitá-lo. 

O que é autenticação em dois fatores?

A autenticação em dois fatores é um recurso que oferece segurança extra durante o login em uma conta online, com a verificação do usuário em duas etapas. 

Dessa forma, mesmo que um terceiro descubra a senha, não conseguirá acessar a conta pois ainda terá mais informações a serem preenchidas na segunda etapa. 

O sistema de autenticação em dois fatores já funciona em redes sociais como Instagram, WhatsApp e Facebook, na conta Google e agora, também pode ser usado nas plataformas com acesso via gov.br.

Como habilitar a autenticação em dois fatores no MeuGov?

O MeuGov é um aplicativo criado pelo governo federal que oferece serviços públicos digitais para estudantes, trabalhadores, servidores públicos, aposentados e pensionistas.

Por meio dele, é possível fazer a solicitação de serviços online como prova de vida e serviços do Meu INSS. O app também permite o acesso a documentos digitais como a Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS).

Para acessar os serviços do MeuGov e habilitar a verificação em duas etapas é necessário ter o app instalado no celular ou tablet e ter uma conta no sistema gov.br. O download pode ser feito nas principais lojas de aplicativos, App Store ou Google Play.

Com a autenticação do MeuGov, além do CPF (Cadastro de Pessoa Física) e senha, é preciso informar o código de acesso enviado ao celular sempre que o usuário abrir o aplicativo. Feito isso, o acesso à conta no aplicativo será liberada.

Veja a seguir o passo a passo para habilitar a autenticação em dois fatores no MeuGov:

  • Abra o aplicativo em seu celular e faça o login com o CPF e senha cadastrados no sistema gov.br. Caso não tenha uma conta, para criar uma nova basta digitar o número do CPF no campo indicado, selecionar a opção “Crie sua conta” e seguir as instruções da tela;
  • Após entrar no aplicativo, clique na opção “Segurança” localizada no menu;
  • Em seguida, clique no link “Habilitar verificação em duas etapas”;
  • Digite o código enviado ao celular no campo indicado e selecione a opção “Habilitar”.
Foto: Reprodução/Governo Federal

Outros métodos de segurança disponíveis no MeuGov

A autenticação em dois fatores é uma entre várias formas de acesso ao MeuGov para oferecer mais segurança aos usuários.

Também é possível entrar no aplicativo por meio de token, em nuvem e em login de bancos credenciados como o Banco do Brasil ou Caixa Econômica Federal. 

Essas formas de acesso, no entanto, exigem selos de confiabilidade específicos. Já a verificação em duas etapas pode ser feita por pessoas que tenham qualquer tipo de selo.

Entenda o que são e para que servem os selos de confiabilidade

Os selos de confiabilidade são ferramentas de segurança que servem para verificar a identidade do usuário e garantir a segurança de dados pessoais.

Existem três selos: o bronze, de nível básico; o prata, de nível verificado e o ouro, de nível comprovado. Alguns serviços digitais ficam indisponíveis para os usuários com selo bronze.

Saiba como adquirir cada um dos selos:

  • Selo bronze: por meio do CPF ou CNIS (Cadastro Nacional de Informações Sociais)
  • Selo prata: de forma presencial no INSS, Internet Banking em bancos credenciados, por meio da base de dados do SIGAC (Sistema de Gestão de Acesso) e validação facial
  • Selo ouro: por meio da certificação digital ou biometria facial

Digitalização de serviços públicos e segurança digital

O MeuGov, ao lado do aplicativo SouGov – que centraliza serviços da vida funcional de servidores -, faz parte de um amplo projeto de transformação digital iniciado pelo governo federal e regulamentado pela Lei 14.129/2021, que trata do Governo Digital.

A transformação tem como objetivo digitalizar todos os 3,8 mil serviços públicos federais até 2022 para tornar o atendimento aos cidadãos mais eficiente. Até o momento, mais de mil serviços já estão disponíveis em diferentes plataformas. 

De acordo com cálculos do governo, a digitalização dos serviços resultará em uma economia de 150 horas por ano aos cidadãos, além de R$ 1,5 bilhão de gastos para ir até uma agência.

A transformação, que será feita gradualmente, também reduzirá os gastos públicos em R$ 500 milhões, devido à redução do uso de papel e da contratação de pessoas. A estimativa é que entre 2020 e 2025, a economia total seja de R$ 38 bilhões.

A segurança da informação e proteção de dados também é contemplada pela lei do Governo Digital, que visa assegurar as condições adequadas de segurança para os cidadãos e ao governo.

Conforme prevê o Decreto 9.745/2019, as ações relacionadas à segurança da informação e proteção de dados devem ser incentivadas pela Secretaria de Governo Digital e pela Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, ambas vinculadas ao Ministério da Economia. 


Quer receber as últimas notícias, em primeira mão direto no seu Whatsapp? Se inscreva gratuitamente:

Receba novidades por notificação
Receba novidades por e-mail
Erro ao enviar, tente novamente.