Nova margem do Consignado já pode ser consultada pelo Meu INSS

Publicado em: 13/10/2020

Aposentados e Pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) interessados em contratar um novo empréstimo consignado, já podem conferir, pela internet, a nova margem do consignado de 5% liberada recentemente, pelo Meu INSS.

Veja nesse tutorial, como fazer para ter acesso a essa informação, em poucos minutos.

Como consultar a nova margem do Consignado pela internet?

O INSS disponibiliza aos cidadãos e segurados uma plataforma gratuita para com diversos serviços.

Pelo Meu INSS (site ou aplicativo) é possível atualizar cadastros, fazer o pedido da aposentadoria e avaliar extratos – incluindo o Extrato de Empréstimos Consignados ou HisCon que é o relatório simplificado onde consta a nova margem do consignado.

Para consultar ou emitir o extrato com a nova margem do consignado, é necessário:

  1. Acessar o Meu INSS e logar na conta;
  2. Clicar na opção “Extrato de Empréstimo”;
  3. Escolher o benefício que deseja consultar.

Aproveite para saber em detalhes cada passo:

1 – Acessar o Meu INSS e logar na conta

Para logar no Meu INSS é preciso ter uma conta cadastrada anteriormente. A identificação do usuário é feita a partir do CPF (Cadastro de Pessoa Física) e de uma senha.

Os dados para acesso são válidos tanto para o site, quanto pelo aplicativo. Quem estiver no site do Meu INSS deve clicar em “Entrar”, se já tiver a senha.

Se precisar criar o login, deve selecionar a opção “Cadastrar senha”.

É possível criar a senha de 6 (seis) formas diferentes para facilitar o ingresso na plataforma. O login no Meu INSS também é criado online e em poucos minutos.

2 – Clicar na opção “Extrato de Empréstimo”

Na tela inicial da plataforma, a opção “Extrato de Empréstimo” é uma das mais requisitadas.

Esse serviço só poderá ser consultado por quem já tem algum benefício previdenciário ativo. Do contrário, o sistema apresentará uma mensagem de erro. O mesmo pode ocorrer, para a consulta de um benefício suspenso ou cessado.

Portanto, a nova margem do consignado só estará disponível para as aposentadorias ou pensões vigentes.

3 – Escolher o benefício que deseja consultar

Havendo mais de uma benefício ativo, o segurado deve selecionar aquele que deseja consultar. As consultas são individuais, porque cada benefício concedido tem um número de benefício (NB) diferente. O que pode coincidir em alguns casos, além do nome do titular, é claro, é o valor recebido mensalmente.

Clicando no benefício correto, o extrato de empréstimo consignado já será demonstrado na tela. Para salvá-lo, basta clicar em “Baixar PDF”, no final da tela.

Como diferenciar as margens consignáveis

Com o aumento da margem consignável, o valor passou de 35% para 40%, mas esse valor é dividido para 2 (dois) usos, sendo:

Margem para empréstimos

Valor destinado para solicitação de novos empréstimos. O incremento, ou seja, a nova margem do consignado é para este caso. Antes, o valor máximo era de 30% e agora passou a ser de 35%.

Leia também: O aumento temporário da margem INSS de 5% pode ser definitivo?

Assim, quem não tinha mais margem disponível, pode utilizar o acréscimo para um novo pedido de empréstimo com desconto em folha. Dessa forma, pode comprometer até 35% da aposentadoria ou pensão mensal para o pagamento automático da dívida.

Margem para cartão

A margem para cartão é de 5% e deve ser utilizada apenas para esta finalidade. Só é possível ter um cartão de crédito vinculado ao CPF do titular. Então, quem já tem um cartão ativo, não pode solicitar outro.

A margem para cartão pode ser utilizada combinada com a do empréstimo, mas o cuidado é planejar os gastos.

Ambas informações podem ser conferidas no mesmo extrato, emitido online pelo Meu INSS:

  1. Margem para empréstimo (1);
  2. Margem para cartão (2).

Além dessas informações, o titular do benefício pode ainda, de forma rápida, avaliar outras condições do benefício (3) que também são muito importantes – especialmente para quem quer pedir um novo empréstimo.

Os campos “Bloqueado para empréstimo” e “Benefício elegível para empréstimo” devem constar respectivamente como “Não” e “Sim”. Ou seja, liberado para empréstimos e consignável.

Isso porque, os novos benefícios emitidos pelo INSS são bloqueados para empréstimo ou podem ser bloqueados a qualquer momento pelo próprio usuário.

Leia também: 6 novas regras do Consignado INSS anunciadas durante a pandemia

Quanto aos benefícios, é preciso que sejam autorizados para o desconto em folha, como determinado por lei, uma vez que nem todos os tipos de benefícios do INSS são aceitos.

Em que momento o extrato pode ser solicitado?

No empréstimo consignado, o extrato é o documento que serve como comprovante financeiro. Logo, precisa ser atualizado para demonstrar o valor real da margem.

Assim, quem quiser conferir a nova margem do consignado, deve consultar o extrato após 05 de outubro – que é quando os valores começaram a ser atualizados pela Dataprev.

Normalmente, o extrato é solicitado desde a simulação das propostas de empréstimo para refletir os possíveis limites de crédito disponíveis. Vale lembrar que a margem consignável livre é usada para o cálculo das ofertas pelos bancos ou instituições financeiras.

Liberação do crédito

Depois de validada e margem e o valor e prazo desejados, o dinheiro do crédito consignado é, geralmente, liberado em de 3 a 5 dias úteis. No momento, em função da nova margem do consignado a demanda tem sido superior e o prazo pode ser um pouco maior.

De qualquer forma, a espera pode ser vantajosa já que o crédito consignado apresenta as menores taxas de juros das linhas de crédito pessoal.


Se você é Beneficiário INSS e não quer perder mais nenhuma informação relevante, pode receber notícias selecionadas direto no seu WhatsApp. Clique aqui para se inscrever GRATUITAMENTE.

Receba novidades por e-mail
Seu e-mail foi cadastrado na nossa lista! 😍
Erro ao enviar, tente novamente.