O que é cartão de crédito consignado? Conheça e compare online

bxblue - cartão de credito consignado - cartões de crédito, crédito via cartão, limite de crédito

Publicado em: 22/02/2021

Além das opções convencionais, o cartão de crédito consignado apresenta vantagens e outras facilidades exclusivas.

O chamado “dinheiro de plástico” está disponível para compras parcelas ou saque em dinheiro, liberando o limite de crédito para o que você precisar.

Conheça todos benefícios, saiba quem pode contratar e veja como garantir o seu, com as melhores condições e taxas de juros!

Cadastre-se e fique por dentro das novidades sobre consignado
Erro ao enviar, tente novamente.

O que é o cartão de crédito consignado?

O cartão de crédito consignado é aquele em que o valor mínimo da fatura é descontado automaticamente do contracheque ou benefício do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Por ter o pagamento mínimo quitado de forma automática, apresenta taxas de juros muito mais atrativas. A diferença, ou seja, a economia pode chegar a mais de 5x – quando comparado aos cartões tradicionais.

Esse tipo de cartão pode ser utilizado em diversos estebelecimentos para fazer e parcelar compras. Os prazos de parcelamento podem variar e chegar a até 84 ou 96 vezes.

Algumas bandeiras permitem ainda saque(s) em dinheiro (em redes 24 horas, quando disponível essa opção) e liberam para uso em viagens internacionais.

O cartão consignado pode ser isento de anuidade e outros tipos de cobranças. Acumulam pontos e milhas, dependendo do tipo de cartão escolhido.

Como funciona o cartão de crédito consignado?

Assim como os demais cartões, o consumidor recebe do banco um limite de crédito total para gastar e parcelar seus gastos.

O valor da dívida deve ser pago mensalmente ao banco, pela fatura de crédito. No consignado, no entnato, parte desse valor da fatura é debitado direto da aposentadoria, pensão ou salário.

Isso quer dizer que, o titular da dívida já paga uma parte do saldo devedor no seu vencimento. Para evitar descontos indevidos, esse valor é limitado por lei.

A margem consignável do cartão de crédito consignado é de 5% do valor líquido da renda mensal. Essa margem é uma margem adicional a de 30% que é utilizada somente para empréstimos.

Ou seja, a margem do cartão de 5% é exclusiva, portanto, mesmo quem já comprometeu toda a margem para empréstimo, pode adquirir o cartão. 

Exemplo:

Pedro tem um fatura no valor total de R$ 4 mil e já terá quitado R$ 200, antes mesmo de receber sua aposentadoria.

O saldo excedente pode ser pago via fatura (boleto) ou será adicionado à próxima cobrança. Vale lembrar que, nesta situação, o valor fica aberto e sofrerá a cobrança de taxas adicionais uma vez que entrará no crédito rotativo.

IMPORTANTE: nem sempre o desconto de 5% irá coincidir com o pagamento mínimo exigido. Por isso, a recomendação é manter os gastos dentro do limite da margem consignável ou pagar o valor da diferença.

Pagamento da fatura

Se o valor gasto for superior ao que foi debitado do contracheque, o cliente poderá efetuar o pagamento adicional no valor que desejar, pagando o boleto da fatura.

O pagamento deve ser feito até a data do seu vencimento, em qualquer banco, podendo ainda ser pago online, pela internet. 

O titular também pode optar por manter somente a consignação mensal. Se fizer essa opção, a diferença do saldo será adicionado ao total da próxima fatura.

O valor do limite do cartão também pode ser sacado e depositado na conta do titular. O valor mínimo (5%) é descontado da mesma forma todo mês e o saldo pago retorna como limite de crédito.

Saques em dinheiro

O limite disponível no cartão consignado pode ser sacado, para uso como “dinheiro”. Uma nova lei fixou esse saque em até 70% do valor liberado.

Sendo assim, o titular pode decidir a melhor forma de utilizar seu crédito. O saque complementar é um outro diferencial dessa opção.

Reserva de Margem Consignável (RMC)

Quando autorizado o desconto na folha de pagamento, esse valor é identificado como Reserva de Margem Consignável ou RMC. Seu lançamento é feito no extrato de empréstimos consignados que é emitido pelo INSS.

Leia também: O que é a Reserva de Margem Consignável (RMC)? Veja como identificar

Vale lembrar que a contratação do crédito e cartão consignado são facultativas e não podem ser vinculados a outros serviços financeiro ou concedidos sem consentimento.

Veja agora quem pode contratar o cartão consignado e aproveitar seus benefícios.

Quem pode fazer um cartão consignado?

Quem pode contratar um cartão de crédito consignado com desconto em folha?

Por ser uma linha de crédito pessoal mais acessível, o cartão consignado pode ser solicitado sem burocracia.

Como o desconto é feito diretamente no salário ou benefício do INSS, é preciso ter renda fixa e/ou vínculo com a Previdência Social.

Por esse motivo, o cartão de crédito consignado está disponível apenas para:

  • servidores públicos federais (SIAPE), estaduais e municipais;
  • funcionários com registro em carteira;
  • aposentados e pensionistas do INSS que tenham benefício consignável.

Cada convênio pode contar com regras específicas, mas o que não pode ser alterado são: valor da margem consignável (5%) e a forma de pagamento (automático).

O que é necessário para contratar?

Os documentos necessários para a solicitação do cartão de crédito, normalmente, são:

  • Documento com foto (RG ou CNH);
  • CPF;
  • Comprovante de renda (contracheque ou extrato de consignação do INSS atualizados que é por onde a margem pode ser confirmada).

Só é permitida a contratação de um cartão por CPF ou titular – independentemente de ter um ou mais benefícios previdenciários ativos.

Outro detalhe é que, a margem consignável para cartão só pode ser consignada a favor de uma instituição financeira.

Os servidores públicos federais (SIAPE) precisam autorizar essa operação, ao emitir a autorização de consignatária pelo SIGEPE ou SouGov. Em breve, a plataforma será unificada para o SouGov.

Quais são os limites e juros do cartão consignado?

O limite de crédito liberado é baseado no valor da renda disponível. O parâmetro é sempre a margem consignável. Quanto maior o salário ou aposentadoria e pensão, maior o limite autorizado.

No caso do cartão consignado INSS, a taxa de juros nominal é limitada por um teto. Esse valor corresponde a no máximo 2,70% ao mês.

Leia também: Os 10 melhores cartões de crédito consignado. Peça já o seu!

Mesmo a taxa de juros do crédito rotativo é bem inferior. Em média, chega a 3,00% ao mês – valor bem inferior aos cobrados pelos cartões convencionais que podem cobrar até 15% ao mês.

As taxas médias para os demais convênios, giram em torno de 3,00% e 4,5% ao mês.

Vantagens e desvantagens

Assim como todo empréstimo, o cartão consignado apresenta vantagens e desvantagens. Entenda quais são:

Vantagens

  • Valor mínimo da parcela é descontado diretamente do salário ou benefício;
  • Sem consulta ao SPC/Serasa;
  • Taxas a partir de 2,70% a.m. 
  • Aceito em vários estabelecimentos (dependendo da bandeira do cartão);
  • Saques em dinheiro (condição variável em função da política de cada banco ou emissora do cartão);
  • Programa de fidelidade (condição variável em função da política de cada banco ou emissora do cartão).

Desvantagens

  • O pagamento mínimo da fatura é descontado automaticamente do salário ou benefício (não é possível cancelar o débito);
  • Juros maior do que o do empréstimo consignado;
  • Algumas operadoras podem cobrar taxa de emissão do cartão;
  • Maior risco de endividamento, se não for controlado.

Outra importante avaliação a ser feita por quem está em busca de crédito e dinheiro no curto prazo, é a comparação entre o cartão de crédito e o empréstimo consignado.

Qual a diferença do cartão consignado para o empréstimo consignado?

Embora se assemelhem em alguns aspectos, mesmo entre os créditos consignados há diferença.

Por exemplo: com o cartão, parte do crédito disponibilizado é para o pagamento da fatura. Já no empréstimo consignado o dinheiro pode ser utilizado da forma que o consumidor preferir.

Por isso, no empréstimo o valor concedido é maior. As parcelas podem ter valor de até 30% da sua renda ou benefício mensal.

E é possível utilizar os dois ao mesmo tempo?

A resposta é sim. Desde que a margem consignável não ultrapasse os 35% do teto permitido. Respeitando, desta forma, os 5% para o cartão consignado, que é o limite máximo para despesas e saques.

Então, vale a pena fazer o cartão consignado?

Esse cartão é uma opção interessante em relação ao cartão comum e outras linhas de crédito por ser mais barato.

Entretanto, é importante lembrar que ainda que os juros sejam menores, qualquer crédito deve ser utilizado com consciência.

Assim, utilizando o cartão consignado em casos de real necessidade, é possível ter acesso a todos os benefícios, sem prejudicar o orçamento.

Peça já o seu! Faça agora a simulação do seu cartão de crédito consignado.


Quer receber as últimas notícias, em primeira mão direto no seu Whatsapp? Se inscreva gratuitamente: