O que é margem de segurança no Empréstimo Consignado?

bxblue-o-que-e-margem-de-seguranca-no-emprestimo-consignado

Na hora de contratar um crédito consignado muitas pessoas ficam em dúvida em relação ao montante que poderá ser emprestado. Contudo, para esclarecer essas dúvidas, é importante conhecer a margem consignável e a margem de segurança.

A margem consignável se refere a parte do pagamento que pode ser comprometida com o crédito descontado direto em folha de pagamento.

Ou seja, todos os interessados em um empréstimo consignado ou em um cartão de crédito consignado têm um limite de valor a ser tomado.

Já a margem de segurança é uma parte da margem consignável que, como o próprio nome sugere, indica uma reserva prudente para não comprometer toda a renda.

Tal medida foi criada para o tomador de crédito não fique com a margem consignável negativa.

Ambas as margens podem variar de acordo com o salário ou benefício do solicitante. Também variam de acordo com as linhas de crédito que Aposentados, Pensionistas INSS, Servidores Públicos, Militares e Profissionais CLT, possa já ter contratado. A margem de segurança ainda é influenciada pelo convênio do tomador.

Se você ainda tem dúvidas em relação a este assunto, aproveite então para compreender todas margens que precisam ser respeitadas na hora de contratar um empréstimo consignado.

Assim, você poderá ter um controle ainda maior sobre suas finanças e, na hora de solicitar um crédito, estará por dentro de todos os valores. Confira!

Margem Consignável para Empréstimo Consignado

A margem consignável é um limite que foi criado para evitar que os interessados se endividassem. Estipulada por lei, determina quanto do pagamento líquido mensal cada usuário pode gastar com crédito consignado.

Sendo assim, a margem consignável estipula que pode comprometer 35% de sua renda líquida, seja salário ou benefício, com a consignação de crédito. Contudo, há uma divisão nesse valor.

As pessoas dos grupos elegíveis podem gastar  30% do que recebem com a contratação de um ou mais empréstimos. O restante do valor, ou seja, os 5%, são destinados ao uso de um cartão de crédito consignado.

Dessa forma, o tomador tem maior controle sobre os gastos com esse tipo de despesa. Vale destacar que o crédito consignado tem suas mensalidades descontadas automaticamente do pagamento dos contratantes.

Saiba mais sobre a margem para empréstimo consignado INSS e para Servidores Públicos.

Margem Empréstimo Consignado INSS

A margem consignável de todos os beneficiários do INSS é de 35%, sendo 30% para empréstimos e 5% para o cartão. Ambas as margens podem ser utilizadas ao mesmo tempo, mas não podem ultrapassar esse valor.

Ou seja, o beneficiário pode ter um empréstimo  e um cartão de crédito ao mesmo tempo. Desde que os valores somados não sejam superiores ao limite da margem consignável, é claro.

No caso do cartão de crédito consignado, a margem só pode ser utilizada uma única vez.

Margem Empréstimo Consignado Servidores Públicos

Os Servidores Públicos tem o mesmo valor de margem consignável, também determinada de acordo com a Lei Nº 10.820/2003. Sendo assim, 35% da renda líquida de todo servidor pode ser usada com crédito consignado.

E a divisão deste valor é da mesma. Os empréstimos podem ocupar 30%, enquanto o cartão de crédito fica com 5% da margem consignável. 

Como a margem consignável é baseada no valor que o Servidor tem como rendimento, depois dos descontos, o valor máximo, ou somatório das parcelas dos contratos costuma ser mais alto. 

Assim, por exemplo, se um Servidor Federal (SIAPE) tem salário líquido de R$4.500,00, pode gastar até R$1.350,00 mensalmente com as parcelas. Esse valor pode se referir a um ou mais contratos.

A margem de 5% permite descontos automáticos em folha de pagamento, referentes à fatura do cartão de crédito de até R$225,00, neste caso.

No balanço geral deste exemplo, o total mensal não pode ultrapassar R$1.775,00.

O que é margem de segurança?

A margem de segurança é um valor deduzido da margem consignável. O valor acaba sendo preservado para o caso de consignações em folha não previstos. Isso evita que o contratante fique com a margem consignável negativa. 

Como se trata de uma reserva, as instituições financeiras não levam em conta esse valor, no cálculo da margem consignável.

Assim, caso tenha outros descontos em sua folha de pagamento, o orçamento não é totalmente comprometido. É preciso se levar em conta que uma parte do salário ou benefício já está sendo descontada para a quitação do crédito consignado.

Sendo assim, a margem de segurança é bastante importante na hora em que emergências financeiras acontecem. Além disso, garante que uma pequena parte da margem consignável esteja sempre disponível.

Vale ressaltar que, caso tenha uma margem consignável disponível, essa não pode ser menor que a margem de segurança. Caso isso aconteça, os bancos não podem liberar um novo empréstimo por medidas de proteção ao usuário.

Diferença entre margem de segurança e margem consignável

A margem consignável é uma estipulação legal que determina a parte do pagamento que poderá ser comprometida com o crédito consignado. Ou seja, todo interessado nessa modalidade é legalmente autorizado a gastar somente até 35% de sua renda líquida.

Já a margem de segurança não é uma regra. Ou seja, cada instituição financeira pode estipular o valor que quiser para manter a segurança financeira de seus clientes. Sendo assim, não é uma imposição legal.

Cada convênio ainda costuma ter uma margem de segurança distinta. Por exemplo, a margem de segurança para os Aposentados do INSS costuma ser de R$0,10. Já para os Aposentados da Marinha é, em média, 10% da margem consignável.

Ou seja, os valores podem variar bastante de acordo com a situação de cada um. Por isso, antes de contratar um empréstimo consignado, é fundamental que o interessado conheça todas as condições que influenciam seu crédito.

Por que saber a margem de segurança é importante?

A margem de segurança é uma pequena parte da margem consignável que nunca é usada. E isso independe de número de contratos vigentes ou do valor pretendido do empréstimo.

Logo, saber qual é esse valor, pode ajudar a tomar decisões ou mesmo saber qual é o valor máximo a ser pago mensalmente.

Além disso, o conhecimento desta informação traz também outros benefícios como: manter o controle financeiro e evitar o endividamento.

Para manter o controle financeiro

A margem de segurança é importante para manter o controle financeiro, uma vez que essa garante que uma parte do pagamento esteja sempre disponível. Assim, quando há uma despesa inesperada, o trabalhador não vê seu salário ir embora com os descontos.

O mesmo vale para os Aposentados e Pensionistas, que podem controlar melhor suas finanças ao conhecer todas as margens. Também é importante saber o valor de cada margem em relação ao próprio pagamento.

Para evitar o endividamento

Tanto a margem consignável quanto a margem de segurança foram criadas para que o tomador não se endividasse.

Assim, há um limite mensal de quanto pode ser gasto com crédito, sem comprometer outros setores das finanças, como habitação e alimentação.

Se a margem de segurança é atingida, é preciso observar se não está sendo gasto mais do que o necessário. Como este é um valor limitador, pode indicar que as contas estão aumentado.

Apesar do risco de inadimplência, no caso do empréstimo consignado ser menor (quase nulo), de qualquer forma, é muito importante manter o equilíbrio financeiro entre o que é ganho e o que é gasto.

Como os bancos calculam a margem de segurança?

Cada instituição financeira pode criar suas próprias regras em relação a margem de segurança. Isso é totalmente distinto da margem consignável, que é a mesma para todos os clientes e em todos os bancos.

Inclusive os bancos podem adotar uma margem de segurança menor para criar competitividade com os concorrentes. Quanto menor for a margem de segurança, maior será o valor que pode ser tomado.

Como saber a sua margem para empréstimo?

Caso queira ter uma ideia de sua margem consignável uma conta simples pode ajudar. Basta multiplicar o valor de sua renda líquida, ou seja, já com outros descontos, por 0,30 — que equivale a 30%.

Se outros empréstimos já tiverem sido contratados anteriormente, a margem consignável será menor. Sendo assim, é necessário desconto o valor das parcelas pagas atualmente.

Já a margem de segurança, que pode variar de um banco para o outro, precisa ser consultada diretamente com cada instituição financeira. O uso de um simulador de crédito online também pode ajudar neste sentido.

Faça uma simulação de Crédito Consignado online

A simulação de crédito é a melhor ferramenta para tomar uma decisão mais assertiva. O simulador compara, em pouco tempo, diversas propostas de crédito, de diferentes bancos.

Assim,  Aposentados, Pensionistas INSS, Servidores Públicos, Militares e Profissionais CLT podem comparar rapidamente as taxas de juros, prazos de pagamento e o Custo Efetivo Total das transações, por exemplo.

Além disso, a margem de segurança também pode ser confirmada.

Para quem precisa de dinheiro rápido e fácil é interessante conhecer todas as condições que regram um empréstimo consignado. Somente assim você poderá contratar um crédito com total segurança.

E que tal encontrar um empréstimo consignado que cabe no seu bolso e nas suas margens agora mesmo? Use o simulador de crédito consignado online e tenha dinheiro na sua conta em poucos dias.

 

Quer fazer um empréstimo consignado?

A bxblue pode te ajudar a contratar o consignado que você está precisando! Compare propostas de crédito consignado de diferentes bancos e escolha a melhor para você.

Simule seu consignado

O que é margem de segurança no Empréstimo Consignado?

Posts recomendados