O que é Planejamento Previdenciário e quem deve fazer?

Publicado em: 01/04/2020

Quem sonha com uma aposentadoria justa e uma vida tranquila na terceira idade, mas não sabe por onde começar, é preciso entender a importância de organizar-se financeiramente e realizar um Planejamento Previdenciário.

Hoje, no Brasil, existem diversas formas para se aposentar. Sendo assim, o primeiro passo para escolher o melhor regime previdenciário é conhecer as modalidades disponíveis para aposentação – e neste sentido o planejamento pode ajudar.

Em resumo, a ideia desse planejamento é identificar os melhores caminhos até chegar a uma aposentadoria mais confortável e vantajosa, mesmo que ainda falte um tempo para adquirir o direito de solicitar o benefício.

Saiba mais sobre o modelo e como se beneficiar.

O que é Planejamento Previdenciário?

O planejamento previdenciário é um estudo que oferece informações para identificar não somente o tempo faltante e o valor das contribuições, mas também apontar fatores negativos que podem interferir na fórmula de cálculo do valor do benefício.

Leia tambémQuais são os tipos de aposentadorias do INSS?

Entre as principais inconsistências identificadas, destacam-se, por exemplo, os recolhimentos indevidos ou as contribuições insuficientes. Esse tipo de ocorrência pode, em alguns casos, reduzir o valor do benefício e até mesmo retardar o prazo da concessão do benefício.

É indicado para todo trabalhador, independente se jovem ou prestes a aposentar pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Pode ser utilizado também por quem já é Aposentado ou Pensionista.

Tipos de avaliações realizadas

Um bom Planejamento Previdenciário considera o perfil do trabalhador e/ou segurado e os tipos de aposentadorias disponíveis e suas regras. Nesse caso, as avaliações geralmente passam diretamente pelo período e valor de contribuição, regras de transição e demais questões como o valor do benefício e o fator previdenciário.

O levantamento dessas informações bem como a análise de dados devem se basear no histórico do trabalhador ou beneficiário, de modo a identificar as melhores alternativas de aposentadoria e quais se aplicam em cada caso – já que muitas têm regras específicas. Dessa forma, é possível verificar ainda as vantagens e desvantagens de cada modelo.

Cálculo de tempo de contribuição

O cálculo do tempo de contribuição é uma forma de descobrir o período que o trabalhador já contribuiu com a Previdência. Para reunir essas informações, basta acessar o Meu INSS e analisar os detalhamentos disponibilizados pelo órgão.

Entretanto, não tão raro, percebe-se uma inconsistência nesse tipo de relatório, uma vez que podem não considerar todos os valores pagos e os respectivos períodos.

Para garantir a exatidão das informações, no planejamento previdenciário, são avaliados também os documentos oficiais como a Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS).  Assim, é possível garantir o melhor benefício baseado na avaliação individual de cada contribuinte.

Cálculos previdenciários

Outra ação muito comum neste tipo de planejamento é a revisão dos benefícios já concedidos. O objetivo é identificar divergências em relação ao cálculo inicial do INSS.

Os cálculos previdenciários podem ser realizados tanto antes da concessão (para conferência), quanto após a sua efetivação (para possíveis correções ou atualização de valores). Portanto, além da contagem do tempo de contribuição é muito importante revisar os valores concedidos ou recebidos.

Com o Planejamento Previdenciário, o cidadão ou segurado pode descobrir o melhor benefício ou valor de direito, facilitando o pedido da aposentadoria ou a revisão do benefício.

Qual é a importância do Planejamento de Aposentadoria?

A comprovação do cumprimento de exigências para a concessão da aposentadoria é um aspecto essencial mesmo para os segurados que já têm o direito de solicitar o benefício. Caso haja inconsistência de informações e documentações, por exemplo, o pedido pode ser inclusive negado.

Para evitar que esse tipo de situação ocorra, o Planejamento Previdenciário ganha um peso ainda maior. Por isso, é recomendável que faça parte do plano de aposentadoria de todo cidadão que deseja garantir um envelhecimento – com um cenário financeiro mais seguro ou favorável.

Como esses processos tendem a ser demorados, em função da grande demanda, quanto mais facilitador for, menor são as chances de dar errado. Não é possível dizer que o Planejamento Previdenciário pode antecipar os prazos legais, entretanto, poupam pelo menos tempo do cidadão em relação à organização e envio da documentação para análise do INSS.

Como e onde solicitar auxílio?

Embora seja possível ter o apoio do INSS através do portal ou do aplicativo para obter todas as informações necessárias para o planejamento da aposentadoria. Na dúvida, o interessado também pode contar com o suporte técnico de um profissional qualificado.

Advogados especialistas em Direito Previdenciário podem contribuir diretamente para um Planejamento Previdenciário mais adequado. Contadores que também tenham essa experiência, podem ajudar em todo o processo.

É preciso lembrar, no entanto, que não há como infringir as regras determinadas por lei, para a concessão de cada tipo de benefício.

Veja agora alguns benefícios desse planejamento focado na aposentadoria.

3 vantagens do Planejamento Previdenciário

Entre as principais vantagens do Planejamento Previdenciário para os contribuintes ou segurados estão:

1- Organização financeira

Em primeiro lugar, um Planejamento Previdenciário adequado contribui para a organização financeira. Diferente do que muitas pessoas pensam, por exemplo, contribuições maiores não garantem benefícios maiores, ou seja, não fazem, na maioria das vezes diferença no valor final da aposentadoria.

O cálculo do valor do benefício utiliza a média de 80% das maiores contribuições desde julho de 1994. Nesse caso, os 20% faltantes do período de contribuição serão dispensados na fórmula final. No geral, esses valores representam a menor remuneração auferida nesse período.

2- Solicitação do benefício no momento correto

Outro aspecto positivo é impedir que a aposentadoria seja concedida após o prazo mínimo necessário. Vale destacar que, ao contribuir com a Previdência acima do tempo necessário para aposentação, o segurado está sujeito a uma perda financeira significativa.

Considerando que uma jornada de trabalho se estenda um ano além do necessário, o beneficiário poderia receber o mesmo valor em aposentadoria que recebeu durante o trabalho em tempo integral.

3- Garantia do benefício com valor compatível

Se é de direito, o valor correto é o que deve ser recebido pelo Aposentado ou Pensionista INSS. Nem mais, nem menos. Mas para chegar a esse cálculo é preciso conhecer as regras, avaliar o tempo e os valores de contribuição, dentre outros fatores.

Muitos segurados não sabem, mas pode ter recebido durante toda a vida um valor menor. Seja por erro no cálculo, ou desinformação, é preciso minimizar esses prejuízos financeiros ou reaver os valores devidos. E aí, mais uma vez, o Planejamento Previdenciário pode ajudar.

 

Quer fazer um empréstimo consignado?

A bxblue pode te ajudar a contratar o consignado que você está precisando! Compare propostas de crédito consignado de diferentes bancos e escolha a melhor para você.

Simule seu consignado

Receba novidades por e-mail
Seu e-mail foi cadastrado na nossa lista! 😍
Erro ao enviar, tente novamente.