Prazo da isenção do IOF do Empréstimo Consignado vai até 03 de julho

Publicado em: 23/06/2020

O prazo da isenção do IOF nas contratações do empréstimo consignado e de outras linhas de crédito pessoal, se encerrará no dia 03 de julho. A medida do Governo também vale para Operações Câmbio e Seguro ou relativas a Títulos ou Valores Mobiliários.

Entenda os impactos deste encargo na dívida final que você paga e saiba como se beneficiar!

Prazo da isenção do IOF começou em abril e não deve ser prorrogado

Aprovada no início de abril deste ano, a isenção da alíquota adicional do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) foi instituída como forma de estimular a Economia.

O prazo vigente inicial é de 03 de abril a 03 de julho. Até o momento não há ainda nenhum pronunciamento oficial sobre a sua prorrogação.
Se não for renovada, a cobrança passa a valer após a data do encerramento do prazo. Assim, as novas contratações passam a ter incidência do IOF.

Leia também: IOF: Governo zera Imposto sobre Operações Financeiras de Empréstimos

O famoso tributo federal que incide sobre negociações financeiras comuns como empréstimos ou no uso do cartão de crédito, tem importante peso no valor final das operações.

No caso do empréstimo consignado, esse valor é adicionado ao Custo Efetivo Total (CET) e, muitas vezes nem é levado em consideração. Entretanto, é fato que a isenção do IOF torna o custo do dinheiro mais barato para quem precisa.

Sem IOF, empréstimos ficam mais baratos

O IOF calculado sobre os empréstimos pessoais é de 0,38% + alíquota diária. Cada modalidade pode ter uma alíquota diferente, já que esse valor varia conforme o tipo de operação. É o que ocorre, por exemplo com o cheque especial.

No caso do empréstimo consignado, o IOF é de 3% ao ano e considera o montante tomado, ou seja, o valor do crédito liberado. Por esse motivo, seu valor já é conhecido desde a contratação.

Assim, quanto maior o valor aprovado, maior o imposto cobrado e, provavelmente, o CET. Por outro lado, se o prazo da isenção do IOF for mantido ou estendido, o “desconto”, será aplicado independente do valor.

Leia também: Custo Efetivo Total: Quais são os custos de um Empréstimo Consignado?

Com prazos que podem chegar a até 96 meses para Servidores Públicos Federais (SIAPE), Estaduais e Municipais e de até 84 meses para Aposentados e Pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), se colocada na ponta do lápis, a economia no pedido do empréstimo consignado é bem expressiva. Veja um exemplo hipotético de um empréstimo INSS de R$ 20 mil em 84 meses, abaixo:


  • Valor sem IOF: R$ 20.000,00;
  • Valor com IOF: R$ 24.200,00 (R$ 4.200 de diferença).

Obs.: o valor citado considera apenas o IOF. Para efeito comparativo considere o CET ou utilize o nosso simulador.



Vale destacar ainda que todos os valores da operação da contratação de crédito devem constar na CCB (Cédula de Crédito Bancário), de forma detalhada.

Dessa forma, é possível conferir o IOF zerado ou sua alíquota correta, quando aplicável.

Todos os valores são igualmente divididos pelo número de parcelas correspondentes e descontados automaticamente da folha de pagamento, não sendo necessário pagar qualquer importância à parte.

Margem Consignável

Outro fator positivo é que, se o Custo Efetivo da dívida é menor, a margem consignável utilizada também pode ser reduzida. Isso quer dizer, portanto, que o valor da margem disponível ou livre será maior.

Embora pareça não ter uma relação direta, todos os custos e encargos de um empréstimo determinam o CET, que dividido, pelo número de meses para a quitação, dá então o valor da prestação mensal.

Como a margem consignável é o limite que pode ser comprometido do salário ou benefício INSS, todos os meses, dívidas menores aumentam a possibilidade de tomar novo crédito no futuro.

Leia também: REPROVADA: Proposta do aumento da margem consignável foi rejeitada no Senado

Inclusive, em caso de necessidade, essa pode ser uma estratégia para garantir crédito no curto prazo, pensando também em novas oportunidades com base na margem consignável atual – uma vez que o aumento da margem ainda está em discussão.

Como contratar Empréstimo Consignado sem IOF?

Como aproveitar o prazo da isenção do IOF?

Todas as operações e contratações de crédito realizadas até o dia 03 de julho, terão isenção automática do Imposto sobre Operações Financeiras. As simulações feitas em nosso site já consideram os cálculos sem a cobrança do IOF.

Simule, contrate e compare ofertas dos melhores bancos, para seu consignado sem IOF. Última semana!


Quer receber as últimas notícias, em primeira mão direto no seu Whatsapp? Se inscreva gratuitamente:

Receba novidades por e-mail