Prova de vida de beneficiários do INSS poderá vir a ser dada por médicos

Publicado em: 23/04/2021

Está em tramitação no Senado Federal um Projeto de Lei dando poder a médicos e outras autoridades para oferecerem prova de vida de beneficiários do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

O objetivo do projeto é evitar que pessoas, principalmente os idosos, gastem seus poucos recursos em deslocamentos na ida aos bancos para fazer essa comprovação – procedimento que deve ser feito atualmente.

Destaques da notícia

  • PL autoriza prova de vida por simples atestado médico.
  • Proposta considera dificuldades na ida de idosos aos bancos.
  • Obrigatoriedade da prova de vida esteve suspensa na pandemia.

Projeto de Lei facilita prova de vida de beneficiários do INSS

O texto do PL 385/2021, de autoria do senador Jorginho Mello (PL), dispõe que a comprovação de vida do beneficiário do INSS poderá ser efetuada mediante uma simples remessa de um atestado médico para endereços disponibilizados pelo Instituto.

O envio do atestado poderá ser tanto por meios eletrônicos quanto pelos Correios. O atestado deverá trazer os dados de identificação do beneficiário e do profissional que identificou o interessado.

Não havendo médico na localidade, a comprovação pode ser realizada mediante entrega de formulário-padrão ao INSS, subscrito por duas testemunhas, preenchido pelos interessados e entregue em agências lotéricas ou agências dos Correios.

E nos municípios nos quais não houver médicos, outras autoridades poderão dar a prova de vida de beneficiários do INSS da localidade, assumindo responsabilidade pelos seus atos.

Facilitação da prova de vida

Na justificativa da proposição, o senador Jorginho Mello argumenta que a prova de vida “é um drama” para a maioria dos idosos e beneficiários da Previdência Social, bem como dos regimes próprios:

Soa meio estranho que uma atribuição dessa natureza seja entregue aos bancos, mormente quando eles estão interessados em oferecer produtos a esses aposentados e pensionistas, seus netos e seus acompanhantes. Sem falar nos empréstimos consignados que desgastam os benefícios em juros.

O parlamentar também observa ao propor o PL que o número de idosos tende a aumentar cada vez mais no Brasil, enquanto, paralelamente, o número de agências físicas de bancos tende a diminuir com a digitalização cada vez maior dos serviços bancários.

É de se perguntar se é razoável exigir que uma pessoa idosa, beneficiária da previdência, deva ter um aparelho celular de última geração ou que tenha que instalar aplicativos e atualizações todos os dias.

Além disso, prossegue o senador, a existência de fraudes não pode servir para dificultar a vida de milhões de idosos, e deve-se adotar medidas que simplifiquem a prova de vida de beneficiários do INSS.

Prova de vida

A prova de vida é procedimento obrigatório para aposentados e pensionistas manterem a regularidade de seus benefícios.

O procedimento também é conhecido por comprovação de vida ou prova de fé, e contribui diretamente para a redução das fraudes contra o sistema previdenciário.

Anualmente, os segurados da Previdência Social devem fazer a prova de vida. Caso não seja realizado o procedimento, o beneficiário pode ter o pagamento suspenso até a regularização.

Pelas normais usuais, a comprovação é realizada dentro do mês de aniversário do segurado, que deve procurar uma agência bancária e se apresentar com um documento pessoal com foto.

Prova de vida na pandemia

Em razão da pandemia da covid-19, os procedimentos para a prova de vida de aposentados e pensionistas do INSS foram revistos.

A obrigatoriedade da prova de vida foi suspensa para evitar as aglomerações, especialmente considerando que, em sua maioria, os beneficiários do INSS integram o grupo de risco de contágio do coronavírus.

Conforme a última norma editada pelo governo, em 15 de março deste ano, a partir do dia 1º de junho será retomada a obrigatoriedade da prova de vida.

Com isso, se o segurado que esteja obrigado a realizar a comprovação de vida não o fizer, terá seu benefício bloqueado.

Neste contexto, inclusive, o INSS lançou a prova de vida digital, que está em fase de testes e vem sendo ampliada constantemente. O INSS já informou que pretende implantar a prova de vida digital para a maioria dos beneficiários.


Se você é beneficiário INSS (aposentado e pensionista) e não quer perder mais nenhuma informação relevante, pode receber notícias selecionadas direto no seu WhatsApp. Clique aqui para se inscrever GRATUITAMENTE.

Receba novidades por notificação
Receba novidades por e-mail
Erro ao enviar, tente novamente.