Piloto da prova de vida digital para Servidores Federais começa hoje

Publicado em: 24/11/2020

A prova de vida digital para Servidores Federais terá início hoje (24) em projeto piloto. O processo que antes dependia de deslocamento físico e até mesmo de longas esperas, poderá ser resolvido em minutos e pela internet com uso de tecnologia.

Entenda as mudanças e saiba por qual método você terá que fazer a sua prova de vida ainda neste ano. Confira!

Início dos testes da Prova de vida digital para Servidores Federais 2020

Para ajudar a simplificar um dos processos de rotina anual dos Aposentados, Pensionistas e Anistiados o Governo iniciará os testes da prova de vida digital para Servidores Públicos Federais, a partir de hoje (24).

A proposta que estava em discussão desde meados deste ano, ganhará agora, possivelmente, um novo formato definitivo e online, eliminando a necessidade da realização da prova de vida presencial nos órgãos ou agências bancárias do país. Para isso, é preciso que a fase de testes avance e sua implementação atinja a todos os segurados.

A migração será do offline para o autosserviço online, feito pela internet.

Como funcionará a prova de vida digital para Servidores?

Assim como ocorreu no caso dos Aposentados e Pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), serão selecionadas nesta primeira fase cerca de 10 mil pessoas, mas a expectativa é de atender em breve 700 mil pessoas.

O critério inicial adotado foi o de priorizar os beneficiários atendidos pelo Departamento de Centralização de Serviços de Inativos, Pensionistas e Órgãos Extintos do Ministério da Economia (Decipex/ME).

Esses cidadãos ainda serão convocados formalmente. As novas regras valem inclusive para quem está fora do país, mas precisa cumprir com essa obrigatoriedade.

IMPORTANTE: os beneficiários devem ficar atentos aos comunicados que são disponibilizados na Central de Mensagens do SIGEPE e nos e-mails cadastrados.

Aplicativos necessários

Para conclusão do procedimento os Servidores deverão utilizar dois aplicativos gratuitos:

  1. SIGEPE Mobile; e
  2. Meu Gov.Br.

Todo usuário tem que ter instalada a última versão dos apps no celular ou qualquer outro dispositivo móvel e criado o login e senha de acesso, nos respectivos aplicativos.

O Meu Gov.Br é autenticado via login único que permite ingressar em várias outras plataformas de serviços digitais do Governo.

Além disso, é preciso ter também a biometria, ou seja, a identificação digital cadastrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ou no Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

A leitura biométrica terá a mesma validade assim como ocorre hoje nas agências bancárias, por exemplo. A foto do documento será substituída pela biometria facial (selfie) que é confrontada com outras bases de informações digital do Governo, para verificação.

Ao fim do processo, o cadastro pessoal será renovado. O objetivo desta análise é dar a prova de fé, que é indispensável para continuar a receber o benefício mensalmente e manter esse direito.

Suspensão da prova de vida e do pagamento

Quem não for convocado para o teste pode fazer a prova de vida direto nos bancos, mas em função da suspensão que vale até 30 de novembro, esta é uma ação facultativa.

Vale lembrar, no entanto, que o atendimento pode ser mais demorado em função dos horários reduzidos de atendimento. Vencido o prazo estabelecido pela Instrução Normativa nº 103, de 21 de outubro de 2020,, e se não for novamente prorrogado, valerá a nova data limite para a realização do recadastramento.

A comprovação de vida é necessária também para o restabelecimento de qualquer pagamento suspenso mesmo antes da interrupção do procedimento em decorrência da pandemia atual.

Leia também: Como solicitar o restabelecimento de pagamento pelo SIGEPE?

Todas as folhas de pagamento são processadas pelo  Sistema Integrado de Administração de Recursos Humanos (SIAPE) e podem ser conferidas online pelo SIGEPE Servidor ou Pensionista ou pelo app SIGEPE Mobile.

Passo a passo para fazer a prova de vida digital dos Servidores Federais

A lógica utilizada durante o processo deve ser similar ao que já está em vigor no INSS. O usuário deve logar no SIGEPE e localizar o serviços da prova de vida para iniciá-lo.

Em seguida, terá que autorizar o recadastro pelo Meu Gov.Br que é por onde a leitura biométrica e facial são feitas. As duas tecnologias são conectadas para facilitar o reconhecimento.

Abaixo o tutorial do Meu INSS, que pode servir como instrução inicial:

A tela seguinte exibirá as informações que são pré-requisito. Para prosseguir, o usuário deve permitir o acesso à câmera dos dispositivo para fotos e vídeos.

Depois disso, basta seguir o passo a passo demonstrado na tela.

A atualização da base geral e dos dados cadastrais juntos aos órgãos é simultânea e quase em tempo real. Sendo assim, ao concluir a prova de vida digital para Servidores pelo novo método, essa pendência será concluída e a confirmação também constará no sistema.

Da mesma forma, aqueles que procurarem as agências bancárias e finalizarem a comprovação, estarão em dia com uma dos principais compromissos perante aos órgãos pagadores.

IMPORTANTE: por enquanto ainda não foi divulgado nenhuma informação quanto a duplicidade dos processo para quem é segurado do Regime Geral da Previdência Social (RGPS) e do Regime Próprio da Previdência Social (RPPS). Sendo assim, em caso de dúvida, vale se informar diretamente no órgão emitente. Isso pode evitar qualquer divergência ou irregularidade, considerando que até então as validações são individuais e independentes.


Para continuar a receber notícias em primeira mão sobre o Funcionalismo Público, você que é Servidor Público Federal (SIAPE) pode se inscrever em nosso canal exclusivo. Se inscreva GRATUITAMENTE aqui para receber notícias selecionadas via WhatsApp.

Receba novidades por notificação
Receba novidades por e-mail
Seu e-mail foi cadastrado na nossa lista! 😍
Erro ao enviar, tente novamente.