Quanto tempo o INSS demora para averbar empréstimo consignado?

bxblue-quanto-tempo-o-inss-demora-para-averbar

Publicado em: 12/11/2021

Saber quanto tempo o INSS demora para averbar empréstimo consignado é um dos anseios dos beneficiários da Previdência Social que estão na fase de contratação do crédito com desconto em folha de pagamento. Afinal de contas, esta etapa é fundamental para a liberação da contratação e o depósito do dinheiro.

Se este é o seu caso, continue a leitura para entender o que significa, como funciona e quanto tempo leva para o INSS averbar um consignado. Veja também dicas para agilizar o procedimento mais adiante.

Receba novidades por e-mail.
Erro ao enviar, tente novamente.

O que é a averbação do empréstimo consignado?

O empréstimo consignado é a modalidade de crédito em que o pagamento das parcelas é feito via desconto em folha de pagamento, seja do salário ou benefício previdenciário.

Tal método diminui as chances de inadimplência e, consequentemente, implica na queda de juros da operação, já que no setor financeiro a taxa de juros é proporcional aos riscos de falha no pagamento.

Em função disso, uma das etapas durante a contratação do consignado é, justamente, a autorização do órgão responsável pelo pagamento do cliente para que o desconto em folha seja efetuado, procedimento conhecido como averbação.

No caso dos aposentados e pensionistas do INSS, o responsável por averbar o empréstimo consignado é o próprio órgão previdenciário. Sem a autorização do órgão não é possível dar continuidade à contratação, já que as instituições financeiras ficam impossibilitadas de receber o pagamento das parcelas do crédito.

Como é feita a averbação do consignado INSS?

A averbação do consignado INSS é feita de forma online. Para que ela aconteça, a instituição financeira deve ter um convênio com o órgão. 

Assim que uma solicitação chega ao INSS, a DataPrev, que é a empresa pública responsável pela base de dados sociais do INSS, confirma se a pessoa que pretende contratar o consignado é um beneficiário do órgão e, em seguida, faz a análise, para só então liberar ou não a reserva das parcelas referentes ao empréstimo.

Quanto tempo leva para o INSS averbar empréstimo consignado?

Desde que o procedimento passou a ser feito digitalmente, o resultado da averbação fica disponível em até 24 horas, exceto no período de maciça do INSS.

A maciça é o período em que a DataPrev reúne o levantamento de dados referentes aos benefícios cessados, mantidos e atualizados. É com base nestas informações que o órgão faz os cálculos dos pagamentos do mês seguinte.

A fim de evitar inconsistências nas informações e pagamentos, o INSS deixa outras atividades em segundo plano no período de maciça, como a averbação de empréstimos. 

A maciça ocorre mensalmente e dura, em média, cinco dias. Na prática, isso significa que durante esse período as averbações podem levar até mais do que 5 dias para ficarem disponíveis, regra válida para todas as instituições financeiras e correspondentes bancários.

O INSS costuma divulgar um calendário anual com as datas em que a maciça ocorrerá para que as instituições financeiras e os segurados fiquem informados. Confira: 

MêsPeríodo de maciça do INSS
Janeiro/202112 a 18
Fevereiro/20219 a 15
Março/20219 a 15
Abril/202113 a 19
Maio/202111 a 17
Junho/202108 a 14
Julho/202113 a 19
Agosto/202110 a 16
Setembro/202107 a 13
Outubro/202112 a 18
Novembro/202109 a 15
Dezembro/202107 a 13
Fonte: INSS

Como ter certeza que a averbação foi feita?

A instituição financeira na qual a contratação está em andamento tem acesso ao status da averbação e, assim que o resultado estiver disponível, ela deve repassar a informação ao consumidor.

O que pode gerar a demora da averbação INSS?

Saber quanto tempo o INSS demora para averbar não basta para ter o prazo exato do processo de averbação. Isso porque, além do período de maciça, outros fatores também podem fazer com que o tempo para o INSS averbar empréstimo consignado aumente.

São os casos, por exemplo, de divergência nos dados pessoais e bancários do tomador, falhas no sistema do INSS ou aumento da fila de espera do órgão.

Se o problema estiver relacionado às informações prestadas, o contrato volta para a instituição financeira, que toma as devidas providências e entra em contato com o cliente para corrigi-las. Nos demais casos, é preciso aguardar. 

Por que o empréstimo consignado não é depositado após a averbação?

A averbação do empréstimo consignado é apenas mais uma das etapas de contratação do empréstimo consignado, mas não é a última

Uma vez que o INSS faz a averbação, o banco faz a análise interna para dar “a palavra final” sobre a contratação. Mesmo com a autorização do órgão, a instituição financeira pode recusar o empréstimo por diferentes razões, como restrições internas ou reprovação no setor antifraude, por exemplo. Portanto, o empréstimo consignado não é depositado imediatamente após a averbação.

Somente após a autorização do banco é que o dinheiro é depositado na conta do cliente.

Contudo, a recusa por parte do INSS também pode acontecer devido à informações incorretas, documentações incompletas ou irregulares (veja o checklist dos documentos aceitos).

Um contrato recusado pelo INSS ainda pode ser submetido a uma nova análise, passar por uma reformulação ou ser cancelado.

Diante da negativa do INSS, o cliente pode consultar a instituição financeira para verificar as alternativas disponíveis.

O que o tomador pode fazer para agilizar a averbação do INSS?

Embora a averbação não esteja sob o controle do tomador do empréstimo ou do banco, é possível antever situações que podem acarretar na negativa do INSS e, dessa forma, precaver-se. Veja como:

  • manter os dados cadastrais e bancários sempre atualizados junto ao INSS ;
  • verificar se o seu benefício está desbloqueado para empréstimo consignado, na plataforma Meu INSS;
  • conferir o estado dos documentos pessoais, pois alguns bancos possuem determinadas exigências (como o RG emitido há, no máximo, 10 anos) e podem recusar documentos rasgados, rasurados ou em mal estado de conservação;
  • checar se há margem consignável livre, também na plataforma Meu INSS;
  • certificar-se de que o benefício em questão é consignável, isto é, permite contratar empréstimo consignado.

E para além da averbação do INSS, uma das formas de garantir com rapidez o crédito é optar pelo empréstimo consignado online, como oferecido pela bxblue.

Com a bxblue, os aposentados e pensionistas podem comparar diversas ofertas, usando celular, tablet ou computador, enviar a documentação e assinar o contrato, tudo online e com segurança. Simule agora seu consignado.


Se você é beneficiário INSS e não quer perder informações relevantes, pode receber notícias selecionadas direto no seu WhatsApp.  Clique aqui para se inscrever GRATUITAMENTE.