Quem não pode e não deve contratar um Empréstimo Consignado?

bxblue-quem-nao-pode-e-quem-nao-deve-contratar-um-emprestimo-consignado

Toda modalidade de empréstimo pessoal tem regras específicas. Da mesma forma, algumas linhas são mais indicadas para alguns casos e necessidades do que em outras. Portanto, é essencial saber o que fazer quando se quer contratar um empréstimo.

Então, saiba agora quem não pode e quem não deve contratar um Empréstimo Consignado.

Nem sempre quem precisa de um empréstimo, avalia a opção mais indicada para o seu tipo de necessidade.

Muitas vezes, pela urgência em ter o dinheiro algumas linhas de crédito nem são consideradas.

Mas entre todas as alternativas disponíveis também existem aquelas que são permitidas e mais recomendadas

Saiba agora quem não pode contratar um empréstimo consignado e porque.

Quem não pode contratar um Empréstimo Consignado?

Ao buscar um empréstimo, é muito importante conhecer todas as suas regras. Isso evita perda de tempo, desgastes e outros tipos de imprevistos como contar com o dinheiro, sem ter acesso liberado a ele.

Em outras palavras, existem pessoas que não podem contratar um empréstimo consignado, por exemplo.

Leia também: O que é Crédito Consignado?

Embora seja um crédito mais acessível, também não é recomendado em alguns casos específicos. Saiba mais.

1 – Quem recebe auxílios temporários do INSS

O empréstimo consignado é destinado somente há alguns grupos. Essa exclusividade garante condições especiais como taxas de juros mais baratas.

Isso porque o pagamento das parcelas está diretamente atrelado ao desconto no salário ou contracheque. Dessa forma, a quitação mensal da dívida é automática.

Para contratar um empréstimo consignado, é preciso, portanto, tem renda fixa. Este é o caso dos Servidores Públicos, Trabalhadores com registro na carteira, Militares das Forças Armadas e Aposentados e Pensionistas INSS.

Leia também: Quem pode fazer um Empréstimo Consignado?

Dessa forma, quem recebe auxílios temporários do INSS, não é elegível. Portanto, não podem contratar um empréstimo consignado.

2 – Servidores Públicos em cargos provisórios

O mesmo se aplica ao caso de Servidores Públicos em cargos temporários. Embora, menos comum, essa situação pode ocorrer, no entanto, também torna o Servidor inelegível ao empréstimo consignado.

Se enquadram nestes grupos 

Nestes casos, entende-se a não estabilidade financeira, que é um dos fatores determinantes para aprovação desse tipo de empréstimo (até mesmo em função da averbação do contrato).

3 – Trabalhadores temporários ou estagiários

Trabalhadores temporários ou estagiários também não podem contratar empréstimo consignado.

Como os vínculos de trabalho são por tempo determinado, geralmente de menor prazo, o trabalhador não conta com a estabilidade necessária para contratar um empréstimo que exige renda fixa.

Os contratos de estágios, caem na mesma questão. Estagiários não contam com vínculo empregatício direto com o empregador. E, desta forma, também não são elegíveis.

4 – Menores de 18 anos e maiores de 80 anos

Geralmente, há um limite mínimo e máximo determinado para quem precisa solicitar um empréstimo. E com o empréstimo consignado não é diferente.

Embora não exista nenhuma regra do mercado financeiro que regule esse ponto, a política de crédito determinada por cada banco pode estabelecer um limite de idade.

Conforme a operação, o risco é maior e o fator da idade pode influenciar diretamente. No caso do empréstimo consignado que é descontado direto do contracheque ou benefício INSS, o aumento da idade implica na redução do limite de crédito liberado.

5 –  Quem não tem mais margem livre

A margem consignável é o valor máximo da renda dos Aposentados, Pensionistas, Servidores Públicos, Militares das Forças Armadas e Trabalhadores de empresas privadas que pode ser comprometida com este tipo de despesa.

Leia também: O que é Margem Consignável

Hoje é possível comprometer até 35% da renda mensal líquida com parcelas do empréstimo consignado ou do cartão de crédito consignado.

Logo, quem já utilizou esse limite não consegue efetuar uma nova contratação. As opções viáveis diante deste contexto são: refinanciamento ou portabilidade de crédito.

Quem não deve contratar um Empréstimo Consignado?

Além daqueles que não devem contratar um empréstimo consignado, há também aqueles que não podem (ou deveriam) contratar este tipo de empréstimo.

Mas como assim?

Acredite: essas considerações são muito menos em função das regras dos bancos e muito mais de uma avaliação pessoal criteriosa.

É preciso lembrar, por exemplo, que um empréstimo é uma dívida de longo prazo. Com isso, o valor do rendimento mensal individual ou familiar será menor, por determinado tempo.

Assim, não se deve abrir mão da prudência, em função da urgência.

1 – Quem quer contratar o empréstimo para terceiros

Assumir uma dívida é assumir um novo compromisso financeiro. O empréstimo consignado só pode ser contratado por Aposentados, Pensionistas, Servidores Públicos, Militares das Forças Armadas e Trabalhadores de empresas privadas.

No entanto, sabendo dos benefícios desta modalidade, muitas vezes as pessoas destes grupos, especialmente os Aposentados, são procurados para fazer empréstimo para terceiros.

Independente do nível de parentesco ou proximidade com quem fez o pedido do dinheiro, é preciso lembrar que a dívida sairá no nome do titular, ou seja, de quem pode fazer o empréstimo. Assim, é preciso estar atento ao novo compromisso financeiro.

Leia também5 razões para não contratar Empréstimo Consignado para terceiros

Outras desvantagens ao fazer o empréstimo consignado para terceiros são:

  • Uso da margem consignável;
  • Possibilidade de não reembolso;
  • Rendimento mensal menor, no fim do mês.

Embora o risco de inadimplência com o crédito consignado seja menor, é recomendável manter uma margem mínima de segurança, para eventuais emergências.

2 – Quem solicita crédito sem necessidade ou planejamento

Um empréstimo nem sempre é a solução para todos os problemas financeiros. Muitas vezes, o dinheiro emprestado pode ser utilizado para resolver pendências ou objetivos muitos pontuais.

No entanto, se um empréstimo é utilizado com certa frequência para pagar outras dívidas, por exemplo, pode ser um sinal de que a situação financeira não vai nada bem.

O cuidado está em não fazer dívidas sem necessidade e evitar compras por impulso. Um planejamento mínimo, pode ajudar a colocar as contas no papel e em dia. Uma medida simples e eficaz, para não levar ao superendividamento. 

Portanto, todo crédito deve ser adquirido com consciência e de maneira planejada. Para tomar uma decisão segura, é importante comparar as ofertas e alternativas disponíveis no mercado.

Outras alternativas de crédito disponíveis

Quem não pode e não deve solicitar o empréstimo com desconto em folha, pode buscar outras opções de empréstimo pessoal.

Essas linhas atendem desde créditos mais comuns (como o cartão de crédito convencional ou crediários em lojas) até créditos imobiliários ou financiamentos.

Vale a ressalva de que, cada modalidade tem uma taxa de juros, conforme o risco da operação. E, geralmente, essas taxas são mais altas que a do empréstimo consignado.

No entanto, para quem está precisando de dinheiro, essas linhas podem ser avaliadas como alternativas.

Mas então, no fim quem pode e deveria contratar um empréstimo consignado? Ou seja, para quem ele é recomendado?

Quem pode e deveria contratar um Empréstimo Consignado?

Portanto, como era de se esperar, também existem aqueles casos em que o empréstimo consignado é mais indicado. Seja em função do perfil de quem busca o crédito ou da necessidade. 

1 – Quem está com o nome negativado

Está com o nome sujo e não sabe mais o que fazer? Recebeu propostas negativas de outras linhas de crédito?

O empréstimo consignado pode ser liberado para negativados. Ou seja, Aposentados, Pensionistas, Servidores Públicos, Militares das Forças Armadas e Trabalhadores de empresas privadas que estejam com o nome sujo, mas que tenham margem livre, podem ter acesso a esse tipo de crédito.

Como os bancos avaliam apenas a disponibilidade de margem consignável, não fazem consulta ao SPC ou SERASA. Isso quer dizer que, mesmo tendo restrição ou o nome sujo, é possível obter dinheiro extra.

A recomendação dos especialistas em finanças, é utilizar o dinheiro emprestado para quitar as dívidas e limpar o nome.

2 – Quem quer trocar as dívidas mais caras

Ninguém quer se ver preso a uma dívida cara por toda vida. Mas a boa notícia é que, quem tem uma dívida cara pode trocá-la por uma mais barata, com o empréstimo consignado.

Com taxas de juros nominal que variam entre 2,05% e 2,08% ao mês e Custo Efetivo Total menor, o empréstimo consignado pode chegar a ser até dez vezes mais barato que os créditos comuns.

Leia também: O que é Custo Efetivo Total?

Outra vantagem é centralizar todas as dívidas em uma só. Isso pode facilitar o planejamento financeiro, além de evitar a inadimplência.

3 – Quem tem margem consignável disponível

Quem tem margem consignável livre é candidato a um novo empréstimo consignado. E para isso não é necessário ser correntista do banco de interesse.

Para descobrir a margem livre é muito simples: basta somar o valor das parcelas dos contratos atuais e deduzir da margem consignável total.

Exemplo: 

Se um Servidor Público tem renda líquida de R$8.500,00, e contratos com parcelas que somam R$1.800,00, pode assumir novo(s) contrato(s) com parcela máxima mensal de R$750,00.

É possível ter mais de um contrato ativo e também utilizar as margens do empréstimo e do cartão consignado ao mesmo tempo.

Aposentados e Pensionistas INSS podem ter até 9 linhas de empréstimo simultâneas. Todo novo contrato está sujeito à disponibilidade de margem consignável.

 

Quer fazer um empréstimo consignado?

A bxblue pode te ajudar a contratar o consignado que você está precisando! Compare propostas de crédito consignado de diferentes bancos e escolha a melhor para você.

Simule seu consignado

Quem não pode e não deve contratar um Empréstimo Consignado?

Posts recomendados