Reajuste para quem ganha acima de um salário mínimo será de 10,16%

O reajuste para beneficiários do INSS que ganham acima de um salário mínimo será de 10,16% em 2022. Saiba quando o valor poderá ser sacado.

bxblue-acima-de-um-salario-minimo

A inflação oficial de 2021 fechou em 10,16%, segundo informações divulgadas pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O índice, que é referência para outros cálculos, também confirmou o reajuste dos benefícios de quem ganha acima de um salário mínimo. 

Assim, aposentados e pensionistas INSS que ganham acima do mínimo, terão reajuste de 10,16% em 2022.

Já o teto da Previdência Social deverá subir para R$ 7.087,22. Em 2021, o valor máximo era de R$ 6.433,57.

Para quem ganha o salário mínimo, o reajuste será de 10,18%. O piso subiu de R$ 1.100,00 para R$ 1.212,00 em 2022.

Entenda como o reajuste é determinado e sua série histórica.

Reajuste anual de beneficiários do INSS que ganham acima de um salário mínimo

Quem ganha mais que um salário mínimo tem direito a reajuste?

Tanto quem recebe o piso salarial, como quem ganha mais que um salário mínimo têm direito a aumento salarial. A correção anual dos benefícios do INSS é baseada no reajuste do salário mínimo que, por sua vez, utiliza a inflação como referência.

Ressalta-se, contudo, que as alíquotas para quem ganha o teto do salário e acima de um salário mínimo, apresentaram grande variação ao longo dos anos.

Uma das principais questões é que não há uma alíquota única. Sendo assim, o índice para cada uma das faixas salariais é diferente.

Acompanhe no gráfico a seguir, a variação histórica dos reajustes das aposentadorias INSS e sua comparação.

bxblue-historico-aumento-salario-minimo.png
Fonte: Ministério da Previdência | Arte: bxblue

O reajuste para beneficiários que ganham acima do piso nacional, geralmente, é sempre menor que o de quem ganha até um salário.

A exceção ocorreu apenas nos anos 1996, 1997, 2017 e 2018.

Mas, porque o reajuste acima de um salário mínimo, é menor do que o próprio reajuste do salário?

O reajuste para aposentados e pensionistas do INSS que recebem benefícios com valor acima de um salário mínimo, tem sido exatamente a variação do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) do ano anterior.

Vale lembrar que o INPC, que é considerado a inflação oficial, é utilizado para o cálculo do reajuste do salário mínimo.

O aumento salarial anual para esse público está em conformidade com as regras previstas na Lei 8.213/1991, que trata dos planos de benefícios da Previdência Social.

Se você é aposentado ou pensionista INSS, programe-se para os próximos saques e confira a nova tabela de pagamento de benefícios.

Calendário de pagamento INSS para quem ganha acima de um salário mínimo

A tabela de pagamento de benefícios do INSS 2022 já foi divulgada. O pagamento com a correção entra em vigor ainda no mês de janeiro.

Dessa forma, os beneficiários que recebem acima de um salário mínimo poderão sacar o valor reajustado, a partir do dia 1º de fevereiro. Confira:

bxblue - calendário de pagamento de benefícios inss - 2022
Fonte: INSS

Os primeiros pagamentos são para os benefícios de final 1 e 6. E assim sucessivamente, já que, neste caso, os aposentados e pensionistas que ganham acima de uma salário mínimo são agrupados pelo número do benefício.

Com o aumento confirmado, aposentados e pensionistas INSS receberão até R$ 653,65 a mais no mês, diferença esta, referente ao teto anterior (R$ 7.087,22 – R$ 6.433,57).

Aposentados e pensionistas que queiram contratar um empréstimo ou cartão consignado, também poderão contar com uma margem consignável complementar.

Margem consignável para empréstimo

O novo salário mínimo 2022 INSS trará uma margem adicional de R$ 196,09. Na prática, isso quer dizer que, quem precisa de um novo empréstimo pode utilizar esse valor.

Caso o aposentado ou pensionista ainda tenha margem disponível, o valor pode ser somado.

Margem consignável anterior

  • R$ 1.930,07 (30% de R$ 6.433,57)

Nova margem consignável

  • R$ 2.126,15 (30% de R$ 7.087,22)

Vale lembrar que, o percentual do limite do benefício que pode ser comprometido com o empréstimo não mudou.

A margem consignável é de 35% e o cálculo se baseia no valor líquido. Ou seja, desconsiderando os demais descontos.

Do valor limite, 30% é destinado para as parcelas do contrato do empréstimo. Os 5% adicionais, são para uso com o cartão de crédito consignado.

Como as parcelas ou parte da fatura do cartão são descontados automaticamente da aposentadoria ou pensão, saber o valor do reajuste de quem recebe acima de um salário mínimo pode ajudar no planejamento financeiro.

Simule seu empréstimo consignado

O que você quer descobrir?

Seu convênio:

Qual é a sua margem consignável?

Em quantas parcelas?

Em quantas parcelas?

Em quantas parcelas?

Empréstimo de até

R$

Proposta sujeita à confirmação de margem consignável

Aproveite para se inteirar sobre outras dúvidas comuns a respeito do reajuste beneficiário:

6 dúvidas comuns sobre o reajuste do benefício INSS

Como complemento a este conteúdo, respondemos as 6 principais dúvidas sobre o reajuste do salário mínimo, recebida dos nossos leitores.

1 – O benefício INSS é sempre reajustado pelo salário mínimo?

Sim. Todos os benefícios previdenciários devem ser reajustados anualmente, com base no reajuste do salário mínimo. O aumento no valor dos benefícios ocorre após a correção do salário mínimo.

2 – Oficialmente, quando o valor do novo salário mínimo deve ser anunciado?

O novo salário mínimo (ano seguinte) é anunciado pelo governo até o fim de dezembro do ano corrente, com base em uma estimativa.

O cálculo do reajuste do salário mínimo leva em consideração o INPC acumulado de 12 meses. Como o anúncio é feito em dezembro, o valor do INPC ainda não está confirmado. Após a confirmação, a inflação oficial do ano anterior é apurada e anunciada em janeiro do ano seguinte.

3 – Se a variação real do INPC for maior que o reajuste anunciado, o governo pagará a diferença?

Conforme a Lei 13.152/2015 os índices estimados não precisam ser revisados. Os eventuais acréscimos ou valores adicionais podem ser compensados no reajuste seguinte, sem considerar pagamentos retroativos.

4 – O valor do reajuste de aposentados INSS que recebem acima de um salário mínimo é o mesmo de quem recebe o piso salarial?

Não. As alíquotas de reajustes são variáveis. Portanto, quem recebe até um salário terá um aumento distinto de quem recebe acima de um salário mínimo.

Não há nenhuma razão clara para isso, mas o reajuste é direito tanto dos aposentados, quanto dos pensionistas INSS. Como o valor é baseado na inflação, o aumento é concedido para que as pessoas não percam o poder de compra.

5 – O novo salário mínimo também pode reajustar o valor das contribuições INSS?

Sim. Esses novos valores são também os valores base para contribuição da Previdência Social.

6 – Quais são os novos valores, mínimos e máximos, para aposentadoria?

A partir de janeiro deste ano, as aposentadorias e pensões não poderão ser inferiores a R$ 1.212,00 (valor do novo salário mínimo). Além disso, nenhum segurado pode receber mais que R$ 7.087,22 (o novo teto da Previdência).


Veja vídeos exclusivos sobre os principais temas da vida dos beneficiários do INSS: conheça o canal da BX Blue no YouTube e se inscreva gratuitamente.


Redação BX Blue

Redação BX Blue

Somos especialistas em empréstimo consignado e focados em divulgar informações úteis para as suas finanças.

Quer fazer um empréstimo consignado?

A bxblue pode te ajudar a contratar o consignado que você está precisando! Compare propostas de crédito consignado de diferentes bancos e escolha a melhor para você.

Simule seu consignado