Quais são os riscos ao contratar um Empréstimo Consignado?

riscos ao contratar um empréstimo consignado

Publicado em: 01/12/2020

As linhas de crédito pessoal têm sido uma das saídas encontradas pelos brasileiros para driblar os desafios do período atual. Mas, para evitar que a dívida vire uma bola de neve é preciso conhecer as modalidades disponíveis e até mesmo o grau de risco envolvido em cada operação.

Descubra agora quais são os riscos ao contratar um empréstimo consignado e tire todas as suas dúvidas!

Riscos ao contratar um Empréstimo Consignado

O empréstimo consignado que pode ser contratado exclusivamente por Aposentados e Pensionistas INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), Servidores Públicos e Trabalhadores de empresas privadas é um dos tipos de crédito que mais cresceram nos últimos anos.

Parte do que torna essa opção uma das mais atrativas é que, quando comparado aos concorrentes, seu risco de levar à inadimplência é tido como quase nulo. E isso, porque:

1 – Seu pagamento está vinculado com a folha de pagamento

Como o crédito consignado está vinculado diretamente com a folha de pagamento (salário, aposentadoria ou pensão), o desconto ocorre automaticamente. Outra vantagem é que esse pagamento é consignado a favor do banco.

No dia do vencimento da(s) parcela(s) o órgão ou empresa pagadores ficam também responsáveis por fazer o repasse deste(s) valor(es) à(s) instituição(ões) financeira(s).

O consumidor pode conferir o desconto no holerite, extrato de empréstimos consignados ou no contracheque SIAPE que é emitido pelo SIGEPE.

Um dos mitos sobre um dos riscos ao contratar um empréstimo consignado que é o de ser negativado, por exemplo, também não existe.

2 – As taxas de juros são fixas

Enquanto em um financiamento, por exemplo, as taxa de juros cobradas são pós-fixadas ou podem sofrer atualizações ao longo do tempo, no caso do consignado as parcelas são taxas de juros são fixas. Portanto, a dívida do empréstimo não aumenta.

Conforme o titular vai quitando as parcelas todos os meses, o saldo devedor é reduzido até a sua quitação total.

Quem utiliza o cartão pode se assegurar na mesma lógica, se mantiver os gastos mensais dentro do limite de 5% da margem consignável. Se as despesas forem superior, é recomendável pagar a fatura (boleto) com o saldo excedente. Assim, o saldo fica em dia e não cai no efeito bola de neve.

3 – Os solicitantes têm um limite para gastar

A margem consignável pode ser simplificada como o valor máximo mensal que todas as parcelas do(s) empréstimo(s) podem ter.

Hoje esse valor é limitado há 35% da renda mensal líquida e dividida entre os gastos com empréstimo(s) e o cartão consignado. A margem para empréstimo é de 30% e do cartão 5%.

Assim, ao atingir esses valores, não é possível fazer nenhuma nova operação. Em outras palavras, o nível de endividamento fica sob controle.

A garantia exigida neste caso, é o saldo disponível da margem. Ou seja, não é solicitado nenhum outro bem para compensar a dívida em atraso.

Cadastre-se para receber conteúdos exclusivos sobre empréstimo consignado
Erro ao enviar, tente novamente.

Como reduzir ainda mais os riscos ao contratar um Empréstimo Consignado?

Os riscos ao contratar um empréstimo consignado devem ser considerados antes, durante e depois ou seja, desde a intenção de contratação, até o seu pagamento.

Por isso, para trazer mais segurança a essa decisão, é recomendável seguir dicas básicas como:

Fazer um planejamento financeiro

Como você pode ver, os riscos ao contratar um empréstimo consignado são mínimos. Vale lembrar ainda que, quando se fala em pedir um empréstimo – e isso independente da categoria ou valor – é muito importante que fazer um planejamento mínimo.

Mesmo o empréstimo consignado tendo prazos mais flexíveis (podendo chegar a até 96 meses, no caso do Servidores Federais), esse desembolso precisa ser considerado no orçamento pessoal ou familiar.

A partir do uso do crédito consciente e da melhor controle da capacidade de pagamento, é possível ter o dinheiro extra para qualquer tipo de necessidade.

Pesquisar para encontrar a melhor proposta

Ainda que exista um teto para a taxa de juros cobrada no empréstimo consignado, as instituições financeiras podem determinar quanto vão cobrar no limite entre o “piso e o teto”.

Portanto, ao pesquisar e fazer comparações entre diferentes bancos é possível listar o valor final de cada proposta para chegar a melhor. Se as comparações são muito usuais em compras de bens e serviços em geral, não poderiam ficar de fora de um assunto tão essencial quanto as suas finanças.


Quer receber as últimas notícias, em primeira mão direto no seu Whatsapp? Se inscreva gratuitamente: