SIGEPE fora do ar ou instável? Veja o que fazer para ter acesso de novo

Publicado em: 26/01/2021

Servidor Federal, tentou conferir suas informações do vínculo público e/ou suas informações financeiras no SIGEPE Servidor e Pensionista e não conseguiu? Ainda está com o SIGEPE fora do ar ou desconectado?

Veja quais são os principais motivos para isso acontecer e o que fazer em cada situação.

SIGEPE fora do ar ou instável: 4 motivos comuns

Mesmo sendo um sistema super robusto e seguro, não raramente o SIGEPE acaba ficando indisponível temporariamente. Com isso, nenhum Servidor Público Federal (SIAPE) consegue ver suas informações ou ainda consultar a prévia do seu contracheque.

Apesar de ser formado por diferentes módulos, o mesmo pode acontecer com lançamentos de dados no SIGEPE Gestor.

O não acesso também pode ocorrer por problemas na coxexão do usuário, ou seja, sem qualquer influência direta da plataforma oficial. Entre os motivos mais relevantes para isso estão:

1 – Manutenção programada do SIGEPE

Frequentemente o SIGEPE, faz as chamadas manutenções programadas. Essas paradas estratégicas são utilizadas para fazer atualizações que tem como objetivo beneficiar os usuários.

As modificações podem incluir interface, disponibilização de novos recursos, rapidez no tempo de uso e carregamento dos dados, dentre outros.

O que fazer: como a paralização momentânea promovida pela Secretaria de Gestão e Desempenho de Pessoal, é preciso aguardar até o restabelecimento dos serviços.

2 – Instabilidades no sistema

Como o nome sugere, pode ocorrer devido as oscilações de comunicação com o servidor de dados, conforme o alto volume de requisições simultâneas ao sistema, dentre outros.

Mesmo com infraestrutura capaz de suportar grande volume de acessos, a plataforma pode, eventualmente, ficar mais lenta ou ainda com a estabilidade prejudicada.

O que fazer: por ter motivo desconhecido, muitas vezes, o melhor a se fazer é aguardar alguns minutos para validar o retorno do sistema. Se a tentaitva de login foi realizada pelo site, o usuário pode tentar o acesso pelo aplicativo (ou vice-versa). Vale lembrar, no entanto, que a plataforma é a mesma e que quando há problemas, a pausa é geral.

3 – Erros de conexão (certificados não reconhecidos)

Esse erro é mais comum quando a plataforma é acessada pelos computadores. Para logar no SIGAC/SIGEPE, é preciso digitar ou acessar o endereço salvo no navegador e quando há algum bloqueio a mensagem apresentada é “Sua conexão não é particular”.

Para prosseguir, o usuário deve ignorar essa mensagem inicial e clicar em “avançado”. Em seguida deve clicar em “Ir para gestaodeacesso.planejamento.gov.br (não seguro)”.

O que fazer: a recomendação básica, nestes casos, é ter sempre instalada a última versão no nevegador para evitar problemas no acesso. Além disso, é preciso instalar as cadeias de certificação da Autoridade Certificadora Raiz Brasileira.

Paara isso, basta acessar o site do ICP-Brasil, selecionar o navegador utilizado e seguir as demais instruções. Mesmo que a mensagem de erro apareça depois dessa atualização, o usuário deve clicar em “avançado”, para seguir.

4 – Erros de conexão com a internet

Outro motivo para o SIGEPE ficar fora do ar é devido a erros de conexão com a internet. O SIGEPE só funciona online, ou seja, depende do acesso à internet para consultas e envio de dados ou solicitações.

O que fazer: neste caso, vale conferir a forma com que a internet está conectada (se via wi fi ou cabo de rede e, alterná-los para efeito de teste) e ainda o uso de dados no celular, para as conexões mobile.

Como fazer para ter as últimas informações do SIGEPE?

Os dados que constam no Sistema de Pessoal Civil da Administração Pública Federal (SIPEC) são atualizados em um intervalo muito curto, quase em tempo real.

Essa é uma das bases que alimenta o SIGEPE com informações sobre o Servidor Federal, as rotinas financeiras, a folha de pagamento. Apesar disso, para garantir o acesso às últimas informações é preciso:

Acompanhar a Central de Mensagens

A Central de Mensagens do SIGEPE funciona como uma caixa eletrônica de avisos e alertas importantes como as pausas futuras da plataforma devido a manutenção, anúncio de novidades, dentre outros.

O recurso dispara automaticamente mensagens oficiais direto pela plataforma que ficam também listadas. Esses avisos podem ser acompanhados na tela inicial na nova versão do SIGEPE, lidos e/ou arquivados após a leitura.

Em complemento, se optar por receber os alertas por e-mail, o Servidor precisa registrar e/ou atualizar o endereço eletrônico no cadastro do sistema.

Manter o aplicativo sempre atualizado

Os aplicativos vão sendo melhorados com o tempo. Em função disso, muitas funcionalidades só estarão disponíveis nas novas versões do SIGEPE Mobile. Da mesma forma, erros e falhas são corrigidos para evitar interrupções no atendimento.

Portanto, uma forma de não perder atualizações do software é ter instalado no celular ou tablet a última versão do aplicativo.

Leia também: Como funciona o SIGEPE Mobile? Faça o download do aplicativo agora

Para isso, basta acessar a loja de aplicativos, pelos próprios dispositivos e instalar a atualização ou fazer o download da nova versão do app.

Autorizar o envio de notificações pelo celular

Quem utiliza o SIGEPE Mobile pode autorizar o envio de push notifications, que são aqueles lembretes automáticos que aparecem na tela de visualização.

Para isso, é preciso ajustar as notificações nas configurações do aparelho. Dessa forma, sempre que houver um novo comunicado, o titular da conta será avisado instantaneamente.


Para continuar a receber notícias em primeira mão sobre o Funcionalismo Público, você que é Servidor Público Federal (SIAPE) pode se inscrever em nosso canal exclusivo. Se inscreva GRATUITAMENTE aqui para receber notícias selecionadas via WhatsApp.

Receba novidades por notificação
Receba novidades por e-mail
Seu e-mail foi cadastrado na nossa lista! 😍
Erro ao enviar, tente novamente.