Sistema Eletrônico de Informações (SEI): saiba tudo aqui

sistema eletrônico de informações (SEI) - sistema, eletrônico, dados, informações

Publicado em: 11/06/2021

Os servidores públicos federais — ativos, aposentados e pensionistas — estão às voltas com mudanças no âmbito dos serviços digitais da Administração Pública Federal, diante do recém-lançado SouGov.br. O novo aplicativo para servidores federais deverá substituir muitas funcionalidades hoje espalhadas em diferentes programas, dos quais se destacam entre eles o Sistema Eletrônico de Informações (SEI).

Segundo expectativas do próprio governo federal, 50 tipos de atendimentos estarão concentrados no SouGov.br até setembro de 2022. Com isso, as mudanças propostas poderão afetar mais de 1 milhão de usuários.

Receba novidades por e-mail.
Erro ao enviar, tente novamente.

O que é o Sistema Eletrônico de Informações (SEI)?

O Sistema Eletrônico de Informações (SEI) faz parte do PEN (Processo Eletrônico Nacional), um projeto macro para disponibilizar infraestrutura de TI pública para o fluxo digital de operações e documentos virtuais.

Resumidamente, o SouGov.br vai integrar em única interface os diversos serviços que hoje estão distribuídos em múltiplos canais, eliminando, portanto, o uso do Sigepe Mobile. Logo, com o decorrer do tempo, espera-se que todas as atividades das demais plataformas, como o Sigepe Banco de Talentos e o Sigesp Gestor sejam transferidos para o sistema recém-criado.

Objetivo do SEI

O sistema SEI foi elaborado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) para produzir, editar, assinar online e dar início a trâmites pela internet.

O programa foi tão bem aceito que saiu da alçada da Justiça Federal para servir como base para a digitalização das atividades de toda a Administração Pública Federal.

Benefícios do sistema SEI

O sistema SEI trouxe muitas vantagens para servidores e cidadãos usuários dos serviços. Dessa forma, o investimento tecnológico permitiu a redução de gastos públicos, maior transparência, facilidade para transmitir conhecimento e até mesmo ajudou o meio ambiente – afinal, houve uma queda no uso de documentos em papel.

Mas e agora com a mudança para o SouGov.br? Toda essa evolução será perdida? A resposta é não. Na realidade, a intenção do novo sistema é superar os demais. Porém, vamos detalhar ainda algumas das ferramentas mais recentes do novo programa.

Agora, confira algumas das vantagens do SEI:

  • monitoramento de processos em meio digital;
  • assinatura online de documentos para usuários internos e externos;
  • aumento da produtividade;
  • redução no consumo de papel;
  • cesso por vários hardwares (notebooks, celulares, tablets, etc.).

Uso externo do SEI

Usuários externos também podem conseguir autorização provisória para um SEI Login. Assim, mesmo não pertencendo aos quadros oficiais da APF, é possível obter permissão para utilizar os serviços do portal.

Em geral, essas pessoas são licenciadas para seguintes atividades no sistema SEI:

  • peticionar;
  • assinar contratos;
  • subscrever convênios;
  • rubricar acordos;
  • referendar outros documentos congêneres.

No entanto, o acesso ao portal SEI por usuários externos deve ser pleiteado diretamente à unidade federal na qual tramita o processo de interesse.

Quem recebe essa autorização tem responsabilidade civil, penal e administrativa sobre o uso das informações e das ações colocadas em prática por meio do programa. Logo, apenas podem ser consultados pela utilização externa os processos e documentos classificados como restritos.

O que vai acontecer com o SEI com o lançamento do SouGov.br?

O SouGov.br unificará todos os serviços da vida profissional dos servidores. Dessa forma, o objetivo é que ativos, aposentados e pensionistas acessem em única interface todas as funcionalidades hoje dispersas em vários sistemas e programas.

Até setembro de 2022, os sistemas do Sigepe encerrarão suas atividades. Por outro lado, o SouGov.br vai aglutinar 50 serviços. Ou seja, neste prazo, a Administração Pública Federal passará a operar os trâmites de direitos e benefícios da categoria no novo aplicativo.

A mudança já começou, mas será concretizada de modo gradativo. O Sigepe Mobile, por exemplo, foi desabilitado no último dia 03/06.

Como acessar o SouGov.br?

Por enquanto, o SouGov.br está operando somente em smartphones — tanto no sistema Android como no iOS. O sistema pode ser baixado sem custos nas lojas do Google Play e App Store.

Para criar seu login de acesso a essa nova solução de TI é bem simples, uma vez que ele se dará por meio do Login Único, que é a conta do Gov.br. Outro detalhe importante: somente os servidores com o selo de confiabilidade Prata e Ouro terão acesso irrestrito à ferramenta.

Assim, as contas de classificação Bronze terão limitação para consultar dados e autorizar algumas permissões e configurações. Confira, a seguir, o passo a passo de acesso ao Portal SouGov.br:

  • acesse a página Gov.br;
  • em seguida, clique na opção “crie sua conta Gov.br”;
  • na próxima tela, escolha uma das alternativas de cadastro;
  • logo após, responda o formulário de cadastro;
  • agora, basta concluir o preenchimento de dados para receber sua confirmação de acesso via e-mail.
  • com a senha e login em mãos, basta entrar na plataforma e utilizar os serviços desejados.

Veja também: SouGov.br: novo app irá substituir o SIGEPE. Faça o download!

O que é possível fazer no novo app?

Por enquanto, o sistema proporciona 24 tipos de atendimentos, alguns deles recém-criados, como a emissão de atestado médico, pedido de auxílio-transporte e a prova de vida.

Para os servidores ativos, já estão disponíveis previsões de contracheque, décimo terceiro e comprovante de rendimentos para o imposto de renda. Ainda para os trabalhadores da ativa, o app promove consultas de dados, mudança em informações pessoais e de dependentes.

Por sua vez, os aposentados e pensionistas terão, por exemplo, acesso a pesquisa sobre a prova de vida e à geração do comprovante do procedimento.

Demais serviços disponíveis:

  • emissão de carteira funcional;
  • prova de vida;
  • atestado web;
  • mudanças no cadastro;
  • troca de mensagens;
  • monitoramento dos trâmites de pedidos;
  • suporte de assistente virtual para esclarecer dúvidas.

Crédito consignado

Também será possível acompanhar no SouGov uma série de procedimentos relativos ao empréstimo consignado, serviço que abrangerá ativos e inativos. Isso inclui autorizar a tomada de crédito por meio da interface, suspender e renovar liberações, pesquisar contratos, extratos e anuências.


Para continuar a receber notícias em primeira mão sobre o funcionalismo público, você que é servidor público federal (SIAPE) pode se inscrever em nosso canal exclusivo. Se inscreva GRATUITAMENTE aqui para receber notícias selecionadas via WhatsApp.