Taxa de juros do consignado para servidor público aumenta em março

taxa de juros do consignado - juros, dinheiro, taxa de juros, consignado, empréstimo

Publicado em: 29/04/2021

Nesta quinta-feira, 29, foi publicado o mais recente relatório do Banco Central com as estatísticas monetárias e de crédito no país. De acordo com o documento, a taxa de juros do consignado para servidor público aumentou no mês passado em comparação com os dois primeiros meses do ano.

Em março, os juros do empréstimo consignado para funcionários públicos chegaram a 16,3% ao ano, enquanto que em janeiro e fevereiro o valor registrado foi de 16,2% a.a., ou 1,26% ao mês.

Embora a elevação tenha sido pequena, é provável que o recente aumento na taxa Selic, a taxa básica de juros, já esteja dando os primeiros sinais de reflexos no setor de crédito. Foi a primeira alta do indicador desde 2015, e especialistas são unânimes ao apontarem que a elevação tende a encarecer os empréstimos a médio e longo prazo.

Apesar do cenário, por ser uma modalidade que oferece menor risco de inadimplência aos credores, o mercado de empréstimos consignados é um dos que deve sofrer menos com o aumento. Com isso, a modalidade mantém a liderança como uma das melhores opções para servidores públicos e aposentados.

A seguir, entenda como a pandemia tem afetado os empréstimos no Brasil e como os juros mensais do consignado se comportaram nos últimos meses.

Pandemia e crise econômica

Em meados de março, o Banco Central subiu a taxa Selic de 2% a 2,75% ao ano. A medida torna ainda mais complexo o cenário do crédito do país, já agravado pela crise econômica decorrente da pandemia da covid-19.  

De acordo com os bancos, a instabilidade financeira limita o aumento nos empréstimos este ano e, ainda que haja disponibilidade de dinheiro e vontade de emprestar, a procura também diminui.  

E este não foi o único aumento da Selic: o Banco Central anunciou que haverá novo aumento na taxa já na reunião do Copom que acontece na próxima semana.

Conforme o último Boletim Focus do Banco Central, de 23/04, a projeção do mercado é que a taxa Selic chegue a 5,50% até o fim do ano; já para 2022, a expectativa do mercado é que a taxa básica de juros alcance o patamar de 6,0%.

Com o aumento da Selic, a perspectiva é que a taxa de juros do consignado também se eleve, ainda que não seja na mesma proporção.

A taxa de juros do consignado no 1º trimestre

Conforme as Estatísticas Monetárias e de Crédito divulgadas nesta quinta-feira, 29/4, pelo BC, a taxa média de juros para famílias no crédito livre chegou a 41% ao ano, aumento de 0,9 pontos percentuais em relação a fevereiro.

Veja a evolução na taxa de juros do consignado no primeiro trimestre de 2021, com dados do Banco Central:

 Servidores Públicos Beneficiários do INSS 
 Juros ao mêsJuros ao anoJuros ao mêsJuros ao ano
Janeiro1,26%16,2%1,64%21,5%
Fevereiro1,26%16,2%1,62%21,2%
Março1,27%16,3%1,62%21,2%

Fonte: Banco Central

Para efeito de comparação, em dezembro de 2020 a taxa de juros do consignado foi de 1,24% a.m. para servidor público e 1,59% a.m. para beneficiários do INSS.

Cadastre-se para receber conteúdos exclusivos sobre empréstimo consignado
Erro ao enviar, tente novamente.

Comparação dos juros do consignado com outras modalidades de crédito pessoal

Mesmo com o cenário de crise os empréstimos consignados continuam apresentando condições mais vantajosas.

Veja uma comparação entre os juros (ao ano) do consignado e outras modalidades de empréstimo pessoal:

   Crédito consignadoCrédito consignado 
 Cheque EspecialCrédito pessoal não consignadoTrabalhador setor privadoServidor públicoINSS
Março121,0%87,3%29,9%16,3%21,2%
Fonte: Banco Central

Em comparação ao consignado, os juros anuais do cheque especial chegam a ser de 5 a 7 vezes maiores, dependendo da categoria. Já os juros do crédito não pessoal são de 4 a 5 vezes mais altos.

Assim, apesar da tendência de alta, a taxa de juros do empréstimo consignado ainda é a menor no comparativo com outras linhas.

Frisa-se, ainda, que o empréstimo consignado chegou ao menor patamar de juros nos últimos períodos.

Além disso, o governo federal promoveu em 2020 a redução da taxa de juros nominal do empréstimo consignado para beneficiários do INSS, que passou de 2,08% a.m. para até 1,80% a.m.

O último ajuste feito nas taxas de juros do INSS ocorreu em setembro de 2017, quando a taxa do empréstimo consignado passou de 2,14% para 2,08%.

Comparação dos juros do consignado

Ressalta-se que, mesmo considerando o fato de que os contratos de consignado oferecem as menores taxas de juros do mercado, os bancos trabalham com diferentes critérios e métodos para avaliar o perfil de cada cliente. Por isso, as taxas de juros variam entre as instituições financeiras.

Nesse sentido, torna-se ainda mais importante que aposentados e pensionistas do INSS, bem como servidores públicos que pretendem obter um empréstimo consignado, realizem uma ampla pesquisa para comparar itens como:

No atual cenário de crise econômica da população brasileira e da tendência de aumento nos custos dos empréstimos pessoais, comparar as propostas de diferentes bancos é indispensável para que o tomador de crédito opte pela oferta que melhor atende às suas necessidades.

Empréstimo consignado online com as melhores taxas

A bxblue é a melhor opção para quem está à procura de um empréstimo consignado: é possível simular e comparar as ofertas dos melhores bancos do Brasil, com segurança e transparência.

Com a bxblue, você também pode fazer a contratação de forma 100% online, sem sair de casa, de forma ágil e prática. Faça agora uma simulação!


Quer receber as últimas notícias, em primeira mão direto no seu Whatsapp? Se inscreva gratuitamente: