Qual é o valor do décimo terceiro INSS em 2020?

Publicado em: 26/05/2020

Todos os anos, assim como os demais trabalhadores, os Aposentados e Pensionistas também recebem o salário adicional. Contudo, o valor do décimo terceiro salário do INSS – Instituto Nacional do Seguro Social, pode variar em função de alguns fatores.
Entenda como o cálculo é realizado e as principais diferenças dos valores pagos.

Valor do décimo terceiro salário INSS 2020

Qual é o valor do décimo terceiro salário INSS em 2020?

O salário INSS é pago em duas parcelas iguais. Normalmente, o pagamento é realizado no fim de cada ano, mas neste ano o Governo decidiu antecipar o pagamento do 13º salário para dar mais subsídios aos segurados.
O primeiro pagamento teve início em Abril e a segunda parcela está liberada, a partir de ontem (25).
No entanto, cada segurado pode receber um montante diferente. Por isso é importante saber como o cálculo do benefício complementar é feito. Veja!

Salário mínimo

Para essa análise, primeiro vale relembrar que as aposentadorias e pensões do INSS são definidas com base no salário mínimo.
Portanto, se o salário aumenta, há também um reajuste no valor dos benefícios. Essa atualização acontece anualmente e é corrigida pela inflação do ano anterior.

Leia também: Proposta do novo Salário Mínimo para 2021 é divulgada pelo Governo

Logo, nenhum benefício pode ser inferior ao valor do salário mínimo. Neste ano, por exemplo, o valor é de R$ 1.045. Sendo assim, todo segurado recebe no mínimo essa quantia.
Outro fator que é essencial para entender essa referência, é compreender que as aposentadorias, dependem também do total dos impostos recolhidos para a Previdência e do tempo de contribuição de cada cidadão. Dessa forma, quem contribuiu com valores maiores ou por mais tempo, têm direito a benefícios acima do mínimo.

Leia também: Novas alíquotas do INSS: saiba como fica o cálculo em 2020

Portanto, na Previdência Pública existem pelo menos dois grupos, em relação ao valor dos benefícios:

  • Quem ganha até um salário mínimo; e
  • Quem ganha acima de um salário mínimo.

Como o 13º salário é uma gratificação baseada no valor mensal, sabendo desses valores-base, é possível ter ideia do salário adicional do INSS.

Valor de quem ganha até um salário mínimo

Quem ganha até um salário mínimo, teve (ou ainda terá) duas parcelas iguais, sem isenção do Imposto de Renda (faixa isenta).

Benefício (R$)1ª parcela (R$)2ª parcela (R$)
R$1.045,00R$522,50R$522,50

Então, não há nenhuma dedução no valor do salário mínimo que é também o piso do INSS.
O pagamento respeita o calendário de pagamento do INSS e coincide com a data de recebimento mensal.

Valor de quem ganha acima de um salário mínimo

Já quem ganha acima de um salário mínimo, terá o pagamento em duas parcelas, mas sobre o valor da segunda incidirá o imposto de renda, na primeira faixa de cobrança (acima de R$ 1.903,98).
Outra regra que deve ser observada é que aposentados acima de 65 anos tem faixas de isenção e descontos específicos, em função de uma taxa extra de isenção. Assim, o imposto incidirá apenas acima de R$ 3.807,96.
Para o cálculo com base no teto do INSS em 2020 que é de R$ 6.101,06, o valor do 13º será de:

Benefício (R$)1ª parcela (R$)2ª parcela (R$)
R$6.101,06R$3.050,53R$2.242,10

O teto corresponde ao valor máximo que pode ser recebido por um segurado.

Como conferir o crédito recebido?

O recebimento das importâncias podem ser conferidas no Extrato de Pagamentos (também conhecido como Histórico de Créditos – HisCre), que é emitido online pelo Meu INSS.

Leia também: O que é o extrato de pagamento de benefício INSS?

Uma vez liberada, a quantia pode ser sacada junto ao pagamento mensal ou ainda utilizada para pagamentos com débitos direto na conta-corrente.
Quem recebe pelo cartão magnético pode alterar o modo de recebimento, conforme mudança proposta recentemente pelo INSS.
O valor fica disponível por até 60 dias e depois disso, se não for utilizado é devolvido à Previdência Social.
Vale lembrar que não são todos os beneficiários que têm direito ao salário extra. Ficam de fora desta conta quem recebe o Benefício de Prestação Continuada da Lei Orgânica da Assistência Social (BPC/LOAS) e os que recebem a Renda Mensal Vitalícia (RMV).

Décimo terceiro e margem consignável

Ao contrário do que se pensar, o décimo terceiro salário não altera a margem consignável.
O total da renda que pode ser comprometido para pagamento das parcelas do empréstimo ou da fatura do cartão consignado, se mantêm em 35%.

Agora que você já sabe como o valor do décimo terceiro é definido e como conferir a última recomendação é reservar parte deste valor para possíveis emergências – já que o pagamento foi (e ainda está sendo feito) de forma antecipada.

Receba novidades por notificação
Receba novidades por e-mail
Seu e-mail foi cadastrado na nossa lista! 😍
Erro ao enviar, tente novamente.