Qual é o valor do salário-mínimo 2022? Descubra

Medida Provisória com o valor do salário-mínimo 2022 já consta no DOU (Diário Oficial da União). Veja detalhes.

bxblue-valor-do-salario-minimo-2022.jpg

Após meses de especulações acerca do reajuste salarial para este ano, o valor do salário-mínimo 2022 foi oficialmente divulgado.

Na última semana, o governo federal publicou uma Medida Provisória com detalhes sobre o aumento do piso salarial.

Continue a leitura para saber qual foi o reajuste, quem tem direito, como é calculado e quando o reajuste entra em vigor.

Qual o valor do aumento do salário 2022?

Conforme a MP nº 1.091, publicada no dia 31 de dezembro de 2021, o valor do salário-mínimo 2022 é R$ 1.212,00. 

Isso significa que houve um aumento de R$ 112,00 ou 10,1% ante o salário de 2021, fixado em R$ 1.100,00.

O novo valor ficou bem próximo das últimas estimativas divulgadas pelo governo. Em outubro de 2021, o secretário especial do Tesouro e Orçamento do Ministério da Economia, Esteves Colnago, fez uma projeção de R$ 1.200,00.

Já o relator do Orçamento 2022, deputado federal Hugo Leal (PSD-RJ), previu um reajuste de R$ 1.210, em dezembro de 2021.

Vale destacar que, além do reajuste anual, o novo salário-mínimo também foi acrescido de uma correção referente ao ano de 2021.

Apesar de ser um aumento maior quando comparado aos últimos anos, o reajuste serviu apenas para cobrir a inflação e não gerou ganho real.

Segundo informações do Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos), o salário-mínimo é utilizado como referência para aproximadamente 56 milhões de brasileiros, dos quais 24 milhões são beneficiários do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Quem tem direito ao valor do salário-mínimo 2022?

O reajuste salarial é um direito dos trabalhadores com remunerações vinculadas ao salário-mínimo, bem como dos beneficiários do INSS que recebem o piso.

Os novos valores de referência para os empregados será de R$ 40,40 por dia e R$ 5,51 por hora.

Além disso, benefícios como seguro-desemprego e abono salarial também serão reajustados com o novo salário.

Os segurados do INSS que recebem o salário-mínimo receberão o aumento salarial ainda este mês, de acordo com as datas de pagamento divulgadas pelo órgão.

Calendário de pagamento do INSS 2022

Em dezembro de 2021, o INSS divulgou a tabela com as datas de pagamento dos benefícios ao longo de todo o ano de 2022.

O cronograma é distribuído a partir do último número do benefício, isto é, aquele antes do dígito.

Além disso, também é feita uma divisão no calendário para os segurados que recebem um salário-mínimo e para os que recebem valores acima do piso salarial. Veja o calendário completo:

bxblue - calendário de pagamento de benefícios inss - 2022
Fonte: INSS

E quem recebe acima do salário-mínimo?

Os segurados que recebem acima do salário-mínimo e até mesmo aqueles que recebem o teto do INSS também terão o valor do benefício reajustado, contudo, o aumento é feito a partir de alíquotas que devem ser divulgadas pelo INSS nos próximos dias.

Quando o reajuste salarial passará a valer?

O salário-mínimo 2022 entrou em vigor no dia 1º de janeiro de 2022.

Simule seu empréstimo consignado

O que você quer descobrir?

Seu convênio:

Qual é a sua margem consignável?

Em quantas parcelas?

Em quantas parcelas?

Em quantas parcelas?

Empréstimo de até

R$

Proposta sujeita à confirmação de margem consignável

Como é feito o cálculo do salário-mínimo?

A CF/88 (Constituição Federal de 1988) determina que o salário-mínimo deve ser corrigido anualmente, com base no INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) do último ano e deve pelo menos cobrir a inflação.

Com a acelerada da inflação ao longo de 2021, o aumento salarial para 2022 precisou ser recalculado diversas vezes. 

No entanto, como o INPC de 2021 deve ser divulgado somente no dia 11 de janeiro pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o governo faz o reajuste com base em uma estimativa.

O INPC acumulado até novembro último registrou um aumento de 9,36% e, em 12 meses, chegou a 10,96%, segundo informações do IBGE.

Salário-mínimo deveria ser aproximadamente R$ 6 mil, aponta Dieese

Durante a pandemia, o salário-mínimo necessário para suprir as necessidades básicas dos brasileiros também aumentou, segundo a Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, elaborada pelo Dieese em novembro de 2021.

De acordo com o levantamento, o piso salarial deveria ser R$ 5.969,17, quase cinco vezes o valor do salário-mínimo 2022.

A pesquisa foi baseada na cesta básica de Florianópolis, no valor de R$ 710,53, a mais cara do mês de novembro.

Novo salário-mínimo e a margem consignável

O reajuste do salário-mínimo também terá impacto na margem consignável dos brasileiros elegíveis para a contratação do empréstimo consignado, como trabalhadores com carteira assinada e beneficiários do INSS.

A margem consignável é o percentual máximo do ganho de uma pessoa que pode ser comprometido mensalmente com parcelas de operações consignáveis. Atualmente, até 35% dos rendimentos mensais podem ser comprometidos.

Desse modo, quando o salário aumenta, a margem também é acrescida. Um aposentado que ganhava R$ 1.100,00 em 2021 e podia usar até R$ 385,00 por mês em parcelas do consignado, poderá usar até R$ 424,2 com o reajuste do salário-mínimo em 2022.


Saiba tudo de empréstimo consignado e confira dicas para organizar sua vida financeira no canal da BX Blue no YouTube: inscreva-se gratuitamente aqui.


Redação BX Blue

Redação BX Blue

Somos especialistas em empréstimo consignado e focados em divulgar informações úteis para as suas finanças.

Quer fazer um empréstimo consignado?

A bxblue pode te ajudar a contratar o consignado que você está precisando! Compare propostas de crédito consignado de diferentes bancos e escolha a melhor para você.

Simule seu consignado