Atendimento remoto do INSS: agências seguem fechadas até 10 de julho

Publicado em: 22/06/2020

Ainda como consequência da pandemia, as agências da Previdência Social vão continuar fechadas até 10 de julho para atendimento presencial. Portanto, o atendimento remoto do INSS – Instituto Nacional do Seguro Social segue sendo a melhor opção para aqueles que precisam dar entrada no processo da aposentadoria ou solicitar outros serviços.

Atendimentos presenciais devem ser retomados somente a partir de 13 de julho. Acompanhe!

Atendimento remoto do INSS

Como acessar os serviços do Meu INSS, durante a pandemia?

Reprodução INSS

Em nova decisão anunciada pelo INSS no dia 19, ficou definido que o atendimento remoto será prorrogado até meados do próximo mês.

A previsão inicial era de manter as agências fechadas até o dia 21 deste mês, mas o prolongamento do prazo se fez necessário como medida preventiva para evitar a aglomeração de pessoas e contágio pelo Covid-2, nos postos de Atendimento da Previdência Social (APS).

Assim, tanto os cidadãos que quiserem dar entrada no pedido de algum benefício, quanto os Aposentados e Pensionistas vão ser atendidos da mesma forma, à distância.

Entre os canais de atendimento digitais estão: o site Meu INSS, o aplicativo Meu INSS e a Central de atendimento telefônico 135.

Os serviços online funcionam 24 horas por dia, durante os sete dias da semana. Já a central de atendimento de segunda à sábado, das 7 às 22 horas (horário de Brasília). Acesse fácil:



Reabertura será gradativa

A normativa publicada hoje (22) no Diário Oficial da União (DOU), prevê o retorno gradual das agências no dia 13 de julho. Contudo, mesmo com as agências abertas o atendimento ao público será priorizado e restrito somente a:

  • aos segurados e beneficiários com prévio agendamento pelos canais remotos; e
  • a serviços que não possam ser realizados por meio dos canais de atendimento remotos, a exemplo da perícia médica, avaliação social, reabilitação profissional, justificação administrativa e cumprimento de exigências.

IMPORTANTE: os segurados sem agendamento não serão atendidos nas agências. Isso é para evitar aglomerações, conforme as determinações do Ministério da Saúde.

Das 1525 agências, estima-se de que cerca de 730 já possam ser reabertas para atendimento em horário reduzido (06 horas contínuas). Mas, para isso, precisam cumprir com os pré-requisitos estabelecidos na Portaria. Até o dia 13 de julho pode ser que esse número aumente.

Todas as agências da Previdência Social deverão adotar as providências a seu cargo para o retorno. As determinações a serem observadas são as seguintes:


I – a implementação das medidas mínimas de segurança sanitária recomendadas pelo Ministério da Saúde;

II – as orientações estabelecidas pela Secretaria de Gestão e Desempenho de Pessoal do Ministério da Economia, na condição de órgão central do Sistema de Pessoal Civil da Administração Pública Federal;

III – as regras de isolamento, quarentena e outras condições de funcionamento estabelecidas por estados, Distrito Federal e municípios; e

IV – as diretrizes estabelecidas no plano de ação elaborado pelo grupo de trabalho instituído pela Portaria Conjunta nº 13, de 29 de abril de 2020.

Caberá às superintendências regionais do INSS a organização e verificação das condições de funcionamento de cada agência. Deverão, para tanto, adotar as seguintes medidas como condição para o retorno do atendimento presencial:

I – fornecimento e instalação de equipamentos de proteção individual e coletiva contra a disseminação da covid-19;

II – acesso controlado ao interior das agências, que ficará restrito aos servidores e contratados, e aos usuários com prévio agendamento para atendimento presencial;

III – adequação dos espaços, mobiliários e sinalização das agências, de modo a permitir o adequado distanciamento social e limite máximo de pessoas no mesmo ambiente, de acordo com suas dimensões; e

IV – limpeza e desinfecção, realizados periodicamente ao longo do expediente, em especial nos ambientes de uso comum e nos consultórios destinados à avaliação médico-pericial.


Prazos de atendimento

Os prazos de retorno das solicitações que dependem de análises de documentação ou perícia médica, não serão antecipados no atendimento remoto do INSS. Entre dois dos principais motivos estão: a alta demanda de novos pedidos e o número reduzido de Servidores para cumprir com as obrigações.

Leia também: Reabertura de agências do INSS trará grandes riscos, diz Associação

Por outro lado, existem serviços que são habituais e que os cidadãos e segurados podem ter acesso imediatamente – dispensando assim o deslocamento até uma unidade da Previdência Social.

Processos em andamento

Os pedidos de benefícios ainda estão com prazo prejudicado. Os processos atrasados só podem ser concluídos após avaliação técnica. Dependendo do tipo de benefício solicitado, existe ainda a exigência da apresentação de laudos e perícias médicas.

Leia também: Benefícios negados pelo INSS: reprovações somam 1,2 milhões em 2020

Aqueles que já deram entrada no processo, podem acompanhar o andamento pelo site ou aplicativo. Se houver qualquer necessidade de comprovação adicional, o solicitante pode encaminhar a documentação também online.

Acesso aos serviços mais utilizados

Mais de 90 serviços gratuitos estão disponíveis na plataforma do Meu INSS. Mesmo antes da pandemia e das necessidades em relação à questões sanitárias, o Governo já vinha se empenhando em digitalizar os serviços a população em geral.

Assim, atualmente, tanto os que não são beneficiários, ou seja, que ainda vão se aposentar, quanto aqueles já atendidos podem fazer solicitação online, consultar extratos, alterar os dados pessoais, dentre outros.

Leia também: Conheça os 4 extratos do INSS que você pode acessar online

Para acessar as informações relacionadas aos pagamentos e dados pessoais é preciso se autenticar na plataforma. Os usuários são identificados pelo número do CPF (Cadastro de Pessoa Física) e por uma senha que deve ser utilizada apenas pelo titular – por questão se segurança.

Leia também: O cadastro do Meu INSS mudou. Crie seu novo login agora!

A senha também dá acesso aos demais serviços eletrônicos do Governo e pode ser salva para acesso futuro no computador ou celular. Outra recomendação importante é dar preferência para dispositivos pessoais, ou seja, evitar o uso de computadores, tablets ou smartphones de outras pessoas.

O que fazer em caso de dúvidas?

Todos os comunicados sobre serviços e formas de atendimento são feitos apenas pelos canais oficiais do INSS, que devem ser acompanhados para atualizações.

Nenhum Servidor da Instituição está autorizado a solicitar senhas ou acessos bancários. Ao receber qualquer contato neste sentido, é preciso ficar atento.

Outro recurso disponibilizado recentemente também ajuda no suporte aos cidadãos. Com a Helô, assistente virtual do INSS, qualquer pessoa com dúvida pode ter atendimento rápido e especializado, pelo site. O objetivo é responder dúvidas comuns e ajudar a poupar ainda mais tempo.

Então, não se esqueça! O atendimento remoto do INSS aproxima as agências da Previdência Social. Acesse os canais digitais e faça tudo o que precisar, sem sair de casa!


Se você é Beneficiário INSS e não quer perder mais nenhuma informação relevante, pode receber notícias selecionadas direto no seu WhatsApp. Clique aqui para se inscrever GRATUITAMENTE.

Receba novidades por e-mail