7 principais serviços do Meu INSS para quem vai se aposentar

Publicado em: 01/06/2020

Simular o tempo que ainda falta para se aposentar, solicitar a aposentadoria propriamente dita ou emitir extratos necessários para este processo são alguns dos principais serviços do Meu INSS, plataforma do Instituto Nacional do Seguro Social, para quem ainda não se aposentou.

Confira os detalhes das 7 conveniências que a ferramenta oferece de forma fácil e sem burocracia.

7 principais serviços do Meu INSS com acesso online

Por meio do Meu INSS o cidadão interessado pode ter acesso a diversos serviços com mais comodidade – já que é possível fazer tudo sem sair de casa. Para tanto, basta ter acesso a um computador, smartphone ou tablet conectado à internet e uma senha que pode ser cadastrada no primeiro acesso.

Depois de criada a senha, a plataforma pode ser consultada online 24 horas por dia, 7 dias por semana. Veja tudo o que você pode fazer online no Meu INSS:

1. Agendamentos e Solicitações

Por meio do Meu INSS é possível agendar diversos serviços sem a necessidade de se dirigir até uma agência física somente para isso. O atendimento remoto otimiza o tempo e ajuda com os trâmites de determinados processo, como o envio de documentos, comprovantes, dentre outros.

Leia também: Agências do INSS vão continuar fechadas até Junho

Com o suporte do sistema desenvolvido em conjunto com o DATAPREV o solicitante pode agendar, sem muito esforço, serviços e solicitações de aposentadorias, auxílios, benefícios assistenciais, pensões, conferir e fazer o download de extratos e muito mais.

Tanto o agendamento, quanto o acompanhamento do processo podem ser feitos virtualmente.

2. Pedir Aposentadoria

O pedido de aposentadoria pela internet é um serviço disponível pela plataforma desde 2018. Para isso, o segurado deve digitalizar ou tirar fotos de todos os documentos necessários para enviá-los pela plataforma.

Nesse caso, é importante salvar os arquivos no formato .jpg para arquivos em imagem ou .pdf para documentos digitalizados. Além do mais, cada registro não deve ter tamanho superior a 5mb.

De modo geral, a comprovação dos requisitos necessários à aposentadoria passa diretamente pela apresentação dos seguintes documentos:

  • Cédula de identidade ou CNH;
  • Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS);
  • Extrato Previdenciário (CNIS);
  • Comprovante de residência atualizado;
  • Documentos que comprovem períodos de atividades especiais como em áreas insalubres ou rural.

3. Simular Aposentadoria

Outro serviço essencial do Meu INSS é a simulação de aposentadorias. Com a promulgação da Reforma Previdenciária, o sistema passou por atualizações com o objetivo de se adequar às novas regras da aposentadoria já vigentes.

Em linhas gerais, a simulação da aposentadoria é bem útil para quem deseja se aposentar, visto que por meio deste recurso é possível estimar se o interessado tem ou não o direito adquirido em alguma das diversas modalidades disponíveis.

Leia também: Quais são os tipos de aposentadorias do INSS?

A ferramenta oferece informações como o tempo de contribuição, carências e destaca ainda quanto tempo falta para atingir os critérios mínimos necessários para solicitar a aposentadoria pelo sistema de pontos, por tempo de contribuição ou idade.

Um diferencial importante é ter acesso a dados exatos, já que todos são extraídos direto do CNIS. Sendo assim, as opções apresentadas na simulação são calculadas em tempo real. Outra vantagem é que, se os dados estiverem incompletos ou incorretos, o usuário pode editá-los na hora, online.

4. Agendar Perícia

O agendamento da perícia é um serviço exclusivo para avaliação da condição médica daqueles que se candidataram à aposentadoria por invalidez ou para o recebimento de auxílio-doença. O mesmo processo pode ser exigido no caso da renovação destes mesmos benefícios – conforme necessidade do INSS.

Na perícia médica do INSS, é avaliada a capacidade laborativa do segurado, com o objetivo de determinar se o mesmo cumpre ou não com o que é definido por lei, para a obtenção dos benefícios que podem ser temporários ou vitalícios.

Nesse sentido, o interessado deve agendar uma perícia médica por meio do Meu INSS sempre que der entrada nos benefícios:

  • Auxílio-acidente;
  • Auxílio-doença;
  • Aposentadoria por invalidez;
  • Benefício de Prestação Continuada (BPC).

5. Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT)

Este serviço nada mais é do que a notificações de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais de todos os empregados que têm carteira assinada, como determina o Art. 22 da Lei nº 8.213/1991 – ainda que o trabalhador não necessite de afastamento.

A notificação da ocorrência deve acontecer em até um dia útil após o incidente. Entretanto, caso as circunstâncias do acidente resultem no óbito do trabalhador, o empregador fica obrigado a informar imediatamente o INSS. Caso contrário, poderão ser aplicadas multas.

Para facilitar e agilizar o processo, o Registro da CAT pode ser realizado à distância, por meio do Portal Meu INSS. A plataforma também disponibiliza formulários em branco para o preenchimento manual, se necessário.

6. Emitir Guia de Pagamento (GPS)

Para trabalhadores autônomos e profissionais liberais, se manter em dia com a Previdência Social pode ser um desafio. Isso porque, indivíduos sem vínculo empregatício devem recolher por conta própria suas contribuições sociais.

Afinal, diferente dos descontos automáticos para trabalhadores de carteira assinada, nesse caso é preciso emitir a Guia de pagamento da Previdência Social (GPS).

De modo geral, é por meio desse documento que contribuintes individuais, facultativos, segurados especiais e empregados domésticos recolhem as contribuições devidas.

Manter as parcelas em dia é muito importante para garantir os direitos de aposentadoria. Após emitir a guia pelo Meu INSS, o titular pode quitar as parcelas em bancos, casas lotéricas e demais correspondentes bancários.

Se preferir, ainda é possível registrar o documento para débito automático em conta ou ainda utilizar o Internet Banking para escanear o boleto através do código de barras, para o pagamento online.

7. Extrato de Contribuição CNIS

Por fim, na Central de Serviços do INSS é possível consultar e também emitir o extrato de contribuições previdenciárias, também chamado CNIS. Antes de ser liberado pela plataforma, sua consulta apenas era permitida no atendimento presencial oferecido pelas Agências da Previdência Social (APS).

Para quem vai se aposentar, conferir o extrato de contribuição é uma atividade indispensável. Afinal, esse processo poderá garantir que todos os requisitos para o deferimento do pedido de aposentadoria sejam cumpridos.

Além de registrar o tempo de contribuição, é por meio desse relatório que a média do salário-de-contribuição se estabelece. Nesse sentido, um eventual erro de cálculo pode gerar um prejuízo mensal, pois impactará negativamente no valor do benefício.

Sendo assim, por meio do Meu INSS o cidadão pode e deve acompanhar o seu cadastro bem como fazer as devidas atualizações sempre que necessário.

Agora que você já sabe quais são os 7 principais serviços do INSS, se estiver pensando em se aposentar, veja o passo a passo simplificado para acessar a plataforma:

Como acessar o Meu INSS?

O Meu INSS pode ser acessado gratuitamente pelo site ou aplicativo, a partir de um cadastro de identificação. Quem ainda não tem deve:

  • Visitar a página do Meu INSS na internet;
  • Clicar no botão “Entrar” e, em seguida em “Crie sua conta”;
  • Preencher corretamente todos os dados solicitados e concluir o seu cadastro;
  • Em seguida, validar as informações para garantir que é o titular da conta.

E pronto, com o login e senha criados, o interessado pode ainda acessar os demais serviços da plataforma digital do Governo, uma vez que o login é unificado.

Site

Após validar a senha e o cadastro, basta retornar a tela inicial do Meu INSS. Para acessar os serviços com senha, toque em “entrar”.

Em seguida, insira o CPF (somente números) e clique no botão “próximo”. Por fim, basta informar a senha cadastrada anteriormente.

Aplicativo Meu INSS

Se preferir utilizar o dispositivo móvel para acessar o Meu INSS, o mais recomendado é fazer a instalação do aplicativo Meu INSS.

Nesse caso, basta fazer o download  do aplicativo conforme o sistema operacional do smartphone ou tablet, escolhendo a loja de aplicativos Google Play para Android ou a App Store para iOS.

Após instalá-lo gratuitamente, basta fazer o login pelo aplicativo com a mesma senha cadastrada para uso no site.

Utilizar os serviços online do Meu INSS pode antecipar o processo da sua aposentadoria. Se ainda não acessou, não perca mais tempo!

Acesse os principais serviços do Meu INSS, criados para todos os cidadãos, para quem ainda pretende dar entrada na sua aposentadoria ou para quem já é segurado. Informação disponível quando e onde precisar. Na palma da sua mão!


Se você é Beneficiário INSS e não quer perder mais nenhuma informação relevante, pode receber notícias selecionadas direto no seu WhatsApp. Clique aqui para se inscrever GRATUITAMENTE.

Receba novidades por e-mail
Seu e-mail foi cadastrado na nossa lista! 😍
Erro ao enviar, tente novamente.