Qual é a melhor taxa de juros para Aposentados?

Publicado em: 27/05/2020

A taxa de juros de um empréstimo pode variar em função da modalidade escolhida, do valor e do número de parcelas pretendido e, especialmente, em função do risco de cada operação. Além disso existe também a variação do valor cobrado por cada instituição financeira.
Por isso, nem todas as linhas de crédito pessoal são indicadas para todos os grupos. Ao mesmo tempo que nem todos os crédito são vantajosos e isso vai depender muito de cada necessidade.
Veja agora qual é a melhor taxa de juros para Aposentados e saiba como comparar as opções.

Como comparar a taxa de juros para Aposentados?

Por se tratar, geralmente, de uma dívida de longo prazo é importante conhecer e avaliar as alternativas disponíveis. Por outro lado, não basta avaliar apenas este aspecto para garantir a melhor oferta de crédito. Existem variáveis importantes que devem ser consideradas e avaliadas na hora de contratar um novo crédito.
A maneira mais efetiva para descobrir a melhor taxas de juros para Aposentados, entre as linhas de crédito é comparando o custo total de uma dívida – que não é composta só pela taxa de juros de referência. Tarifas, tributos assim como despesas administrativas podem se somar a essa conta e tornar um empréstimo mais caro ou mais barato.
Portanto, é preciso comparar sempre o Custo Efetivo Total (CET).

Avalie o Custo Efetivo Total

Para saber se determinado empréstimo é de fato mais vantajoso em relação à proposta de outras instituições, ou mesmo entre modalidades, é preciso avaliar o Custo Efetivo Total

O CET leva em consideração não apenas as taxas de juros nominal, mas inclui também as despesas que são embutidas nesse tipo de operação. Além do índice de juros da operação, podem ser aplicadas taxas para análise de crédito, impostos como o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), manutenção de cadastro, entre outros.
Na prática, um empréstimo pode, por exemplo, apresentar uma taxa de juros mais acessível do que outro crédito. No entanto, é possível que as tarifas e encargos cobrados superem a diferença, aumentando o valor da operação no final do contrato.
Todos esse valores devem constar na proposta e na CCB – Cédula de Crédito Bancário.
Sendo assim, é muito importante estar atento a esse detalhe para não ser engano ou ainda, perder dinheiro.

Qual é a melhor linha de crédito para Aposentados?

Atualmente, existe uma série de produtos de crédito para pessoa física. Além do consignado, o interessado pode contrair empréstimos por penhor, refinanciamento de imóvel, antecipação do Imposto de Renda ou 13° salário, cheque especial e outras modalidades.
Cada uma com suas exigências para análise e liberação de crédito e que podem pedir também alguns pré-requisitos como ter o nome sem pendências financeiras ou no SPC ou Serasa.
Em uma avaliação simples onde é comparado o Custo Efetivo Total e outros aspectos, o empréstimo consignado acaba se destacando.

Empréstimo Consignado para Aposentados

O empréstimo consignado é uma linha específica cujas parcelas do contrato são descontadas automaticamente do benefício INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) do Aposentado ou Pensionista. Em função dessa garantia, às instituições consignatárias podem ofertar crédito mais atrativo, com juros mais baixos e prazos estendidos para pagamento.

Quais as vantagens do empréstimo consignado?

Ao analisar o empréstimo consignado frente aos demais tipos de crédito pessoal, é possível perceber uma série de benefícios, sendo o que oferece a a melhor taxa de juros para Aposentados. Mas não só isso, veja outras vantagens:

Crédito com desconto com folha

O empréstimo consignado está condicionado ao vínculo com a folha de pagamento. Essa é a única garantia solicitada para acesso ao crédito – diferente de outras opções.
Por esse motivo, os bancos conseguem flexibilizar mais a taxa de juros, uma vez que o risco de inadimplência é quase nulo.
Como as parcelas são quitadas automaticamente por consignação, ou seja, dedução da folha que é realizada pelo INSS, o titular não se preocupa em pagar boletos.

Taxa de juros de 1,80% ao mês

Uma alteração recente na regra do Consignado INSS, reduziu o teto da taxa de juros. Assim, a taxa nominal que já era menor, ficou ainda mais acessível.

Leia também: Consignado INSS 2020: novo prazo, taxas de juros e margem consignável

Com isso, aposentados do INSS que antes pagavam até 2,08% ao mês por um empréstimo, poderão contratá-lo por 1,80%. Enquanto isso, a taxa para o cartão de crédito consignado saiu de 3% para 2,70%.

Prazo de pagamento de até 84 meses

O tempo para pagamento do empréstimo consignado que antes era de 72 meses agora poderá ser concluído em até 7 anos, ou seja, 84 meses. Todos os empréstimos efetivados a partir de 17 de março (data da publicação da medida) poderão ser contemplados com o novo prazo.
As renegociações de contratos antigos também vão considerar o novo prazo.
Mesmo que o novo crédito seja solicitado no prazo máximo, o valor ainda compensa em função do CET.

Crédito rápido desburocratizado

Outra vantagem desta opção é que o processo de análise é simplificado podendo, em alguns casos, ser realizado online desde o momento de comparação das propostas até averbação e assinatura do contrato.
Além disso, o dinheiro é depositado nas primeiras 48 horas após aprovação do cadastro.
Para isso, é preciso ter margem consignável disponível ou contratos que permitam novas operações como o refinanciamento ou a portabilidade de crédito que, dependendo da negociação podem voltar ainda um troco para o solicitante.

Se você deseja ter acesso a melhor taxa de juros para Aposentados, faça uma comparação online agora e receba ofertas de vários bancos.

Receba novidades por e-mail